Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Bloquear as redes sociais otimiza a produtividade da equipe?

A partir das novas tecnologias lançadas a todo o momento no mercado de consumo, a utilização de redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, WhatsApp, entre outras, mostra-se totalmente inerente ao cotidiano da maioria das pessoas. Mas, junto com estas inovações, nasce um novo problema: estabelecer limites ao seu uso.

Os usuários têm cada vez mais dificuldade em desvincular-se do universo virtual, inclusive enquanto estão no ambiente de trabalho. Não tem como negar que as redes sociais trouxeram grandes avanços nas relações interpessoais, além de aumentar a rede de contatos, o fluxo de conteúdo e a troca de informações. Porém, junto com as inovações vieram também alguns problemas relacionados a utilização da internet, por isso é preciso saber dosar o acesso a tais ferramentas, para que a produtividade não fique comprometida.

Mas será que apenas bloquear sites como Facebook, Twitter e Instagram é suficiente para manter a equipe focada e longe de distrações? Existem diversos outros sites que podem dispersar os colaboradores, de modo que é impossível conseguir barrar o acesso a todo e qualquer ponto de divagação. Além disso, permitir pequenas pausas de relaxamento ao longo do expediente pode aumentar os níveis de atenção e produtividade.

É preciso estabelecer estratégias claras para determinar a postura da empresa em relação ao acesso às redes sociais. Saiba que atitudes tomar em relação a essa questão:

Defina horários de acesso

Adotar uma postura mais tolerante pode ser um caminho para utilizar o acesso controlado às redes sociais como forma de incrementar a produtividade da empresa. Porém, para que não haja abuso, é preciso estabelecer regras como horários específicos, limite máximo de tempo de acesso ou também disponibilizadas dicas para uso consciente e seguro da internet. Os períodos do almoço e ao fim da tarde são uma boa opção ou ainda 20 minutos de intervalo durante o turno, para descanso. Dessa forma, a dificuldade em garantir uma restrição completa pode ser substituída pela estipulação de regras e limites de utilização.

Dê sugestões de conduta

Caso fique estabelecido que o acesso será liberado, forneça aos colaboradores algumas orientações, como uma política de uso da internet nas empresas para que a distração não comprometa a produtividade. Sugira, por exemplo, que seja desabilitado o recebimento de notificações, diminuindo a curiosidade e a ansiedade de verificar as mensagens recebidas. Recomende também que os colaboradores selecionem algumas redes sociais do seu interesse, entre todas existentes, possuir perfil em muitas redes sociais pode prejudicar o foco no trabalho e até em outras atividades, como os estudos.

A utilização do celular na empresa também deve ser ser um ponto para ser levado em conta nas recomendações aos colaboradores. Porque com a evolução da conectividade dos aparelhos com a internet, a principal função dos celulares passou a ser a utilização de serviços para checagem de e-mails, programas de comunicação instantânea, aplicativos e redes sociais. Além disso o uso do celular pessoal e da internet estão no topo da lista dos 10 hábitos que mais comprometem a produtividade dos profissionais no ambiente de trabalho. Em alguns casos a utilização do celular pode acarretar em demissão por justa causa. Para evitar situações como essa, oriente a sua equipe sobre a utilização, para que seja realizada de forma responsável.

Saiba utilizar as redes sociais em favor da produtividade da equipe

Ainda que, em alguns casos, as redes possam comprometer o rendimento dos trabalhadores, diversas funções presentes nelas podem ser utilizadas para organizar e aumentar a produtividade nas empresas. O departamento de vendas, por exemplo, pode ficar comprometido caso o acesso seja bloqueado, uma vez que, atualmente, muitos negócios são fechados pela web.

A velocidade da troca de informações e ausência de intermediários são os principais ganhos das equipes que utilizam ferramentas de trocas de mensagens como o Skype, por exemplo. Além disso, o contato constante entre os funcionários, ainda que um deles esteja fora do escritório, pode gerar, inclusive, uma aceleração no cumprimento de metas, uma vez que as atividades não ficam estagnadas em função da ausência de um dos elementos do grupo de trabalho.

Manter o engajamento da equipe e demonstrar ao colaborador meios de utilizar as redes sociais de forma proveitosa e sem abusos, são os segredos para melhorar a baixa a produtividade e qualidade do serviço!

 

As redes sociais têm afetado a produtividade da sua equipe de maneira positiva ou negativa? Compartilhe sua opinião conosco!