Segurança da informação nas empresas: proteção da rede, sistemas atualizados e educação dos usuários

Devido aos riscos gerados por ataques e pelos números de incidentes com segurança da informação, dar a devida atenção a esse tema deve fazer parte da estratégia dos gestores e responsáveis por setores de tecnologia nas empresas.

A edição semestral do Relatório de Ameaças Cibernéticas 2018 da SonicWall, traz dados preocupantes em relação ao número de malwares, ataques de Ransomware e demais ameaças existentes. De acordo com o relatório, a quantidade de ataques vem crescendo em nível recorde desde 2017 e não mostrou sinais de redução no primeiro semestre de 2018. Somente nos dois primeiros meses de 2018 foram registrados 5,99 bilhões de ataques de malware em todo o mundo. Em relação aos ataques de Ransomware, que haviam reduzido entre 2016 e 2017, voltaram a crescer: somente no primeiro semestre de 2018 tivemos a quantia de 181,5 milhões de ataques, o que representa um crescimento de 229% em relação ao mesmo período de 2017.

No Brasil, o número de ataques cibernéticos praticamente dobrou nos primeiros 6 meses de 2018. Nesse período foram detectados 120,7 milhões de ataques, o que representa um aumento de 95,9% em relação ao ano anterior. O Brasil também concentra 55% de todos ataques de Ransomware da América Latina, onde o principal foco são empresas. Em 2017 foram registrados 134 mil incidentes de Ransomware em empresas brasileiras. E como a maioria dos ataques de segurança não são relatados, estima-se que os incidentes fiquem perto de 350 mil.

Embora empresas de todos os setores sofram com incidentes de segurança como a perda de dados, os segmentos mais visados nos ataques são os da saúde, finanças e manufatura, já que estes possuem uma dependência muito maior dos dados e da disponibilidade de sistemas.

Diante desse cenário alarmante, a pergunta que todos gestores devem fazer: o que fazer para manter a empresa protegida contra os riscos de segurança?

A resposta para essa pergunta é muito ampla e complexa, principalmente porque uma rede e os dados das empresas podem sofrer ataques de inúmeras formas diferentes e de origens distintas. Por exemplo, a rede e os computadores podem estar bem protegidos com Firewall e antivírus atualizado, mas se um usuário conectar um pendrive infectado em algum computador, um vírus pode infectar a rede, ou então se qualquer usuário clicar em link nocivo de algum e-mail falso, seu computador pode ser infectado e a rede ser comprometida.

Por isso quando se fala em segurança da informação, deve-se sempre buscar uma visão ampla dos riscos e a palavra chave para evitar incidentes é sempre: PREVENÇÃO!

Embora seja muito difícil estar completamente protegido, com algumas medidas até mesmo simples, é possível reduzir consideravelmente os riscos de ataques de Malware e Ransomware. Empresas e profissionais especializados apontam 3 pontos a serem abordados nas medidas tomadas na empresa:

  • Proteção da rede e da navegação na Internet
  • Manutenção e atualização constante de sistemas
  • Orientação dos usuários para identificar riscos e prevenir ataques

Vamos abordar cada um desses pontos em separado de forma mais detalhada:

Proteção da rede e da navegação na Internet

Para manter a rede da empresa protegida é fundamental a utilização de um Firewall, com regras e bloqueios adequadamente configurados e atualizados. A solução de Firewall é bastante ampla e pode ser implementada de forma simples com regras padrão para proteção contra vulnerabilidades mais conhecidas ou uma implementação mais completa e complexa, com proteção em diferentes camadas de rede e níveis de riscos.

Uma das principais portas de entrada para ataques e incidentes é a navegação na internet, usuários sem atenção podem facilmente clicar em links desconhecidos ou mensagens de e-mail falsas, que levam para sites nocivos, os quais instalam um malware na rede, muitas vezes sem a percepção do próprio usuário. Depois que o vírus está dentro da sua rede, é muito difícil evitar problemas maiores, como sequestro de dados, que é o tipo de ataque muito comum hoje em dia, conhecido como Ransomware.

Para evitar esse tipo de situação é importante proteger e controlar a navegação, através de ferramentas que evitam o acesso a sites nocivos e permitam até mesmo a restrição de alguns tipos de conteúdo que apresentam maiores riscos, como sites de download, jogos, violência e pornografia.

Claro que é sempre importante avaliar o investimento necessário para ficar protegido, no mercado existem soluções avançadas a custos altíssimos, geralmente viáveis apenas para empresas de grande porte, mas também há soluções práticas e acessíveis, que mantenham a rede protegida de forma confiável e eficiente.

Para definir a solução de Firewall e proteção da navegação a ser utilizada deve ser feito uma análise das alternativas, avaliando o investimento necessário, custos de manutenção e atualizações e a relação dos benefícios com o investimento.

São muitas as alternativas, começando por soluções complexas com servidores de rede em Linux com firewall, proxy e outros serviços. Também pode ser utilizado o pfSense como alternativa de software livre ou ainda soluções conhecidas como Firewall UTM, opções do mercado são o SonicWall, FortinetJuniper Networks, Sophos, entre outros. Essas soluções têm como característica comum a necessidade de alto investimento em equipamentos e necessidade de manutenção constante por profissionais especializados.

Para empresas que buscam uma solução eficiente e profissional, sem precisar de alto investimento e grande envolvimento de profissionais técnicos especializados, uma excelente alternativa é o sistema da Lumiun Tecnologia, que oferece possibilidade de proteção com Firewall e controle da navegação de forma prática e eficiente, com custos bem acessíveis e ótima relação entre retorno e investimento. A solução tem uma implementação bastante simples e pode ser gerenciada até mesmo por usuários sem conhecimento técnico em TI, o que torna a manutenção e atualizações muito mais fácil e com menor custo.

Manutenção e atualização constante de sistemas

As formas de ataque mudam e evoluem constantemente, geralmente explorando vulnerabilidades de sistemas e servidores de rede ou a falta de conhecimentos e curiosidade dos usuários.

Fabricantes de sistemas e antivírus acompanham em tempo real o surgimento de novos métodos ou técnicas de ataque e sempre que identificado algo novo, rapidamente implementam correções e a proteção adequada em seus sistemas.

Por isso é fundamental manter todo e qualquer sistema utilizado na sua empresa sempre atualizado! Atualizar periodicamente os sistemas operacionais e navegadores como o Chrome, utilizar uma versão de antivírus credenciada mantendo sempre atualizado, além de revisar as políticas de segurança e configurações de roteadores para identificar possíveis falhas ou vulnerabilidades na rede.

Entre as medidas mais importantes e eficientes para prevenção é a utilização de um bom antivírus. Não é recomendado a utilização de versões gratuitas de antivírus nas empresas, pois as atualizações podem demorar e a proteção pode ficar ineficiente. As melhores opções de antivírus são:

Orientação dos usuários para identificar riscos e prevenir ataques

Tão importante quanto as medidas anteriores, é orientar os usuários a identificarem possíveis ameaças e evitarem ações que possam permitir a entrada de algum vírus. Antes de qualquer medida a ser implementada, comece orientando os colaboradores da sua empresa sobre os riscos e prejuízos, formas de ataque e o que fazer para evitar incidentes.

Os criminosos buscam explorar a falta de conhecimento e curiosidade dos usuários, enviando mensagens falsas por e-mail, com assuntos populares ou se passando por pessoas conhecidas e confiáveis, induzindo os usuários a clicarem em links contidos no conteúdo das mensagens, que direcionam para sites nocivos, essa técnica é conhecida como phishing.

Esses métodos usam técnicas de engenharia social, tentando enganar os usuários com mensagens que parecem verdadeiras. Por exemplo mensagens de cobranças bancárias, ofertas e promoções de produtos ou oportunidades de trabalho. Ao clicar em um link nocivo desses, o usuário será direcionado para uma página falsa, que pode capturar dados importantes ou instalar um vírus, malware ou Ransomware na rede, que uma vez instalado, fica muito difícil evitar problemas maiores.

O ideal é que a empresa defina regras e tenha um manual para uso seguro dos equipamentos de tecnologia e da internet.

Outro item que deve ter atenção e orientação para os colaboradores, é quanto a utilização de senhas seguras. Mais de 50% das falhas em segurança da informação tem relação com a utilização de senhas fracas e inseguras. Portanto é importante a empresa compartilhar com os profissionais orientações para criação de senhas e gestão de contas de usuários.

Mesmo tomando todas essas medidas, nunca será possível afirmar que a sua rede e informações da sua empresa estão 100% seguras. Por isso, nunca deixe de ter uma política de backup adequada, fazendo cópia dos dados relevantes periodicamente e armazenando essas informações em locais distintos e protegidos.

Não espere passar por situações críticas como perda de dados para tomar medidas de prevenção!

As medidas abordadas nesse artigo podem ser implementadas sem maiores investimentos e esforços e com certeza podem evitar muita dor de cabeça para você como gestor ou responsável pela área de tecnologia da sua empresa.

Se você tem alguma consideração ou sugestão sobre o que fazer para manter as empresas seguras na internet, compartilhe conosco nos comentários!

GhostDNS: o malware que pode invadir seu roteador e roubar sua senha do banco

Pesquisadores de cibersegurança descobriram uma nova campanha de malware, direcionada para o Brasil, que já invadiu mais de 100.000 roteadores. Ele altera configurações de DNS dos roteadores para enganar os usuários com sites falsos, especialmente relacionados a bancos, e roubar suas senhas.

Denominado GhostDNS, o malware é similar ao DNSChanger, e funciona alterando as configurações DNS em roteadores vulneráveis. Com isso, parte do tráfego da rede é desviado para servidores dos atacantes de forma a falsificar os sites de bancos, entre outros, e roubar as senhas dos usuários.

O GhostDNS varre a rede buscando roteadores vulneráveis, com senhas fracas ou até mesmo sem senha. O malware invade esses roteadores vulneráveis e altera a configuração referente a quais servidores DNS o roteador e os usuários da rede local devem utilizar. Controlando isso, o malware consegue redirecionar parte do tráfego para sites maliciosos que visam roubar senhas e outros dados pessoais dos usuários. Roteadores infectados com esse malware poderão redirecionar o tráfego de sites como Bradesco, Banco do Brasil, Caixa, Itaú, Santander, Citibank, Sicredi e Netflix.

Pelo levantamento realizado, o GhostDNS já invadiu mais de 100.000 roteadores, sendo 87,8% deles no Brasil. Algumas marcas/modelos de roteadores infectados localizados na pesquisa:

  • 3COM OCR-812
  • AirRouter AirOS
  • Antena PQWS2401
  • AP-ROUTER
  • C3-TECH Router
  • Cisco Router
  • D-Link DIR-600
  • D-Link DIR-610
  • D-Link DIR-615
  • D-Link DIR-905L
  • D-Link DSL-2640T
  • D-Link DSL-2740R
  • D-Link DSL-500
  • D-Link DSL-500G/DSL-502G
  • D-Link ShareCenter
  • Elsys CPE-2n
  • Fiberhome
  • Fiberhome AN5506-02-B
  • Fiberlink 101 GPON ONU
  • Greatek GWR-120
  • Huawei
  • Huawei SmartAX MT880a
  • Intelbras WRN 150
  • Intelbras WRN 240
  • Intelbras WRN 300
  • Intelbras WRN240-1
  • Kaiomy Router
  • LINKONE
  • MikroTiK Routers
  • Multilaser
  • OIWTECH
  • PFTP-WR300
  • QBR-1041 WU
  • Ralink Routers
  • Sapido RB-1830
  • SpeedStream
  • SpeedTouch
  • TECHNIC LAN WAR-54GS
  • Tenda
  • Thomson
  • TP-Link Archer C7
  • TP-Link TD-W8901G/TD-W8961ND/TD-8816
  • TP-Link TD-W8960N
  • TP-Link TL-WR1043ND
  • TP-Link TL-WR720N
  • TP-Link TL-WR740N
  • TP-Link TL-WR749N
  • TP-Link TL-WR840N
  • TP-Link TL-WR841N
  • TP-Link TL-WR841ND
  • TP-Link TL-WR845N
  • TP-Link TL-WR849N
  • TP-Link TL-WR941ND
  • TRIZ TZ5500E/VIKING
  • DSLINK 200 U/E
  • Wive-NG routers firmware
  • ZTE ZXHN H208N
  • Zyxel VMG3312

Como descobrir se meu roteador foi invadido?

O principal sintoma que indica que seu roteador foi invadido pelo GhostDNS ou DNSChanger é que ele irá fazer seu computador utilizar um servidor DNS estranho. É possível fazer um teste simples, que detecta a maior parte dos casos.

  1. Primeiramente descubra quais servidores DNS estão em uso pelo seu computador.
  2. Se os servidores DNS especificados em seu computador não coincidirem com algum dos seguintes padrões, recomendamos uma análise mais detalhada.
  • 192.168.x.x
  • 10.x.x.x
  • 8.8.8.8
  • 8.8.4.4
  • 1.1.1.1
  • 1.0.0.1
  • 9.9.9.9
  • 149.112.112.112
  • 208.67.222.222
  • 208.67.220.220
  • 4.2.2.1
  • 4.2.2.2

Como evitar problemas com o GhostDNS?

É possível evitar que o GhostDNS invada seu roteador utilizando uma senha forte na interface de gerenciamento do roteador. Além disso, manter o roteador com firmware atualizado, de acordo com as últimas versões oficiais de firmware lançadas pelo fabricante, também é uma medida importante para evitar problemas de segurança.

Outra solução muito eficaz é utilizar um sistema de controle de acesso à internet com Firewall de DNS, como é o caso do Lumiun. Em redes que utilizam o Lumiun, a probabilidade de contaminação dos equipamentos e invasão do roteador é reduzida, e, além disso, mesmo que o roteador tenha sido invadido e o DNS reconfigurado, o Lumiun irá proteger a rede e não irá permitir que esse tipo de invasão redirecione o tráfego dos usuários com base na alteração de DNS imposta pelo malware no roteador afetado. Com isso, empresas que utilizam o Lumiun estão sempre seguras contra todas campanhas de malware que visam desviar o tráfego por meio de invasão do roteador e modificação do DNS.

Referências

Baboo – Malware GhostDNS alterou o DNS de mais de 100.000 roteadores

The Hacker News – GhostDNS: New DNS Changer Botnet Hijacked Over 100,000 Routers [Conteúdo em Inglês]

Netlab 360 – 70+ different types of home routers(all together 100,000+) are being hijacked by GhostDNS [Conteúdo em Inglês]

 

[Novidades Lumiun] Mais controle e segurança na sua internet

Nos últimos dias lançamos uma série de melhorias no painel de controle do Lumiun.

Veja abaixo, as principais mudanças e benefícios para você!

Menu principal com novas opções

Como você pode perceber na imagem abaixo, o menu principal ganhou novas opções para facilitar o acesso as funcionalidades do Lumiun.

Perceba que foi adicionado dois novos itens principais: Firewall e Velocidade. Além disso, adicionamos subitens para o “Controle de acesso”, “Segurança” e “Relatórios”, que são exibidos apenas passando o mouse em cima destes. Estes subitens surgem como uma forma de atalho para facilitar o acesso à página de destino em um único clique.

Menu principal com novas opções

 

Nova página de controle de acesso

O Controle de acesso foi divido em três novas abas para melhorar a visibilidade dos recursos. Veja na imagem abaixo que agora você tem uma aba específica para os “Sites específicos”, outra para as “Categorias de sites” e a última para a nova “Busca protegida”.

Isso mesmo, a Busca Protegida agora permite mais controle sobre o conteúdo trazido pelos buscadores do Google, Bing e Youtube. Alguns clientes sempre nos falavam que com a Busca Protegida ativa, muitos vídeos do Youtube que eram úteis não estavam mais disponíveis. Agora, com essa melhoria, o Youtube está com dois filtros de busca protegida: Moderado, que é mais leve e irá bloquear grande parte do conteúdo impróprio; e Rigoroso, que é mais intenso e como efeito colateral bloqueará também alguns conteúdos a mais, nem sempre impróprios.

Nova página de controle de acesso

 

Mais segurança

Ainda falando das melhorias, também criamos uma nova página para a “Segurança”. Se você já é nosso cliente lembra que na página de segurança havia apenas a opção de bloquear o acesso a sites através do “Nível de reputação”. Pois bem, como pode perceber na imagem abaixo, agora existe uma nova aba chamada “Sites nocivos” com 5 novos tipos de sites com opção de bloquear.

Recomendo muito que após você ler esse post acesse a página “Segurança > Sites nocivos” e marque todos como bloqueado para melhorar a segurança da sua rede.  😉

Nova página de segurança

Gostou das novidades, tem alguma dúvida? Entre em contato, deixe seu comentário. Estamos sempre trabalhando para melhorar a experiência do nosso cliente.

Se você ainda não é cliente peça uma demonstração gratuita e veja na prática como o Lumiun pode ajudar na gestão do acesso à internet da sua empresa.