Controle de acesso à internet nas empresas: o que bloquear e o que liberar?

Gerenciar e proteger o acesso à internet é uma prática comum nas empresas e cada vez mais importante e necessária. Devem ser observados dois pontos principais na gestão do uso da internet em ambientes corporativos: segurança dos dados e produtividade da equipe!

Na grande maioria dos incidentes ou falhas de segurança, a porta de entrada para ataques ou instalação de vírus são usuários que não conseguem identificar possíveis riscos e acabam clicando em mensagens de e-mail falsas ou links maliciosos na internet.

Os tipos de incidentes com maior ocorrência atualmente são:

  • Sequestro de dados, também conhecido como Ransomware
  • Fraudes financeiras, como alteração de boletos
  • Phishing ou roubo de dados sigilosos a partir de sites falsos
  • Instalação de vírus e comprometimento da rede e equipamentos

Em relação a produtividade da equipe, os gestores precisam evitar o desperdício de tempo ou falta de foco dos colaboradores com atividades na internet que sejam pessoais ou não tenham relação com o trabalho. Infelizmente essa é uma prática comum nas empresas, pesquisas apontam que em média 30% do tempo de trabalho dos profissionais é gasto com esse tipo de atividades.

O uso indevido da internet pelos colaboradores pode comprometer e muito a produtividade da empresa. Esse desperdício de tempo pode ocorrer de inúmeras maneiras, no acesso a redes sociais como Facebook ou Instagram, acesso ao e-mail pessoal, serviços de comunicação como WhatsApp ou Skype, sites de entretenimento, compras, esporte, entre outros.

Mas como definir a política de uso da internet na rede da sua empresa? O objetivo desse artigo é auxiliar na resposta para essa questão.

O que bloquear no controle de acesso à internet?

A definição do que será bloqueado e o que fica liberado na internet deve partir de uma análise das atividades realizadas pelos colaboradores, definindo quais tipos de conteúdos e serviços fazem parte das atividades da empresa e quais apenas contribuem com o desperdício de tempo da equipe.

Temos duas premissas quanto a definição de regras no uso da rede: manter todos sites liberados e bloquear apenas o que não deve ser acessado ou manter tudo bloqueado e liberar os sites que podem ser acessados. Cabe a você como gestor definir qual opção se encaixa melhor no ambiente da sua empresa.

Também é importante, antes de definir o que será bloqueado, obter e analisar relatórios de acesso para identificar o que os profissionais costumam acessar. Então, a partir da análise da navegação na rede da empresa, implementar filtros ou restrições que reduzam o desperdício de tempo e evitem o acesso a conteúdos que não tenham relação com as atividades da empresa.

Na definição da política de acesso é importante ter bom senso e coerência, existem tipos de conteúdos que devem ser bloqueados, porém alguns sites podem ser liberados para setores específicos ou em horários flexíveis. Por exemplo, o setor de Recursos Humanos pode precisar acessar algumas redes sociais para obter informações sobre profissionais que estejam participando de processos seletivos da empresa, esse acesso pode ser liberado para alguns usuários ou então em apenas alguns horários específicos.

É interessante também levar em consideração as responsabilidades de cada colaborador, pensando na internet até mesmo como alternativa em períodos de descanso e relaxamento em pequenos intervalos durante o trabalho, por exemplo liberar sites de entretenimento em um determinado horário.

Mas, como tornar o uso da internet seguro e melhorar a utilização da rede na minha empresa com o controle de acesso à internet?

Veja os principais tipos de conteúdos que devem ser avaliados para a definição de uma boa política de controle de acesso à internet na sua empresa:

Sites nocivos e maliciosos

A internet está repleta de ameaças e sites que podem causar problemas de segurança para sua empresa.

Uma prática muito comum dos criminosos é o envio de spam com links para sites maliciosos que podem instalar vírus e malwares nos computadores. Ao acessar um site nocivo, este instala um programa malicioso sem que o usuário perceba, com isso os equipamentos e a rede podem ficar comprometidos. Assim que ocorrem a maioria dos ataques, como Ransomware (sequestro de dados) e fraudes financeiras.

Portanto é altamente recomendado que a navegação na rede da sua empresa esteja protegida e bloqueie qualquer tipo de site nocivo.

Os principais tipos de sites nocivos podem ser divididos pelas seguintes categorias:

  • Anonimizadores de acesso
  • Hacking
  • Keyloggers
  • Malware e spyware
  • Phishing e fraudes online

Além dos sites nocivos usados especificamente para crimes digitais, outros tipos de conteúdo também podem direcionar para sites maliciosos ou representar riscos. Alguns que podemos destacar são: pornografia e pedofilia, jogos e apostas, violência e sites de download de arquivos.

Da mesma forma, é recomendado que sites relacionados a estes tipos de conteúdo tenham restrições de acesso na sua empresa. Até porque, a grande maioria dos usuários não consegue identificar potenciais riscos e facilmente podem acessar alguma página ou fazer alguma ação que abre a porta para algum tipo de incidente de segurança da informação.

Também é fundamental orientar os usuários sobre os perigos que a internet representa e como identificar riscos. Muitas vezes ações simples podem evitar grandes problemas, confira algumas dicas para proteger a sua empresa de ataques virtuais.

Redes Sociais

De longe o acesso às redes sociais é o fator que mais contribui com a falta de foco e desperdício de tempo no trabalho. Veja os números:

  • No Brasil, mais de 90% dos usuários da internet possuem perfil em pelo menos uma rede social
  • Pesquisas apontam que 72% dos profissionais acessam seus perfis sociais durante o trabalho

Redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter oferecem um volume de informação e recursos muito amplo, é muito fácil e até mesmo comum acessar o perfil pessoal e se envolver com atualizações de novidades dos seus contatos, eventos, grupos de discussão, entre outros.

Dessa forma, pensando no foco e produtividade da sua equipe é interessante criar restrições quanto ao acesso às mídias sociais. Uma alternativa é definir alguns horário que o acesso fica liberado, por exemplo em intervalos ou início de turnos de trabalho.

Comunicadores instantâneos

Os sistemas de comunicação vem tomando cada vez mais nosso tempo no dia a dia. Pois serviços como WhatsApp, Skype, Messenger nos permite manter conversas diretas com um númeor muito grande de pessoas de forma muito pratica.

Porém usar os comunicadores no trabalho é um dos maiores vilões da produtividade, já que em cada visualização de conversas ocorre uma distração e muitas vezes as conversas podem se estender por grande período de tempo.

Alguns pontos negativos do acesso ao WhatsApp no trabalho:

  • Conversas costumam levar tempo
  • As pessoas esperam por respostas rápidas
  • Ansiedade para responder mensagens rapidamente
  • Desperdício de tempo e perda de foco nas atividades
  • Redução da qualidade na entrega de tarefas e baixo rendimento

Claro que esses sistemas também podem contribuir em várias atividades dentro do ambiente de trabalho, por exemplo na comunicação mais rápida com clientes ou troca de informações entre colaboradores.

Portanto, o ideal é que você como gestor entenda as necessidades de cada colaboradores e implemente restrições de acordo com as atividades desempenhadas pela equipe. Por exemplo, a empresa pode definir que o Skype é a ferramenta de comunicação corporativa entre a equipe e clientes, dessa forma bloquear WhatsApp e outros serviços.

E-mail pessoal

Semelhante às redes sociais, a maioria dos profissionais costumam acessar o e-mail pessoal durante o trabalho, para troca de mensagens com familiares, amigos, entre outros.

É recomendado o bloqueio do e-mail pessoal ou liberação do acesso em horários específicos de intervalo, para garantir a produtividade, mas também o descanso em alguns momentos.

Pornografia, violência, drogas e bebidas alcoólicas

É possível que você acredite que esse tipo de conteúdo não é acessado pelos seus colaboradores, mas muitas vezes realidade pode mostrar o contrário, por isso é importante o bloqueio irrestrito para qualquer tipo de conteúdo impróprio, como pornografia e violência.

Também é importante acompanhar os relatórios de acesso para verificar quem está acessando ou tentando acessar conteúdos impróprios, nesse caso o recomendado é informar o colaborador e no caso de reincidência, aplicar notificações e penalidades.

Esse controle é importante para fazer com o que o funcionário entenda que ele está em um ambiente de trabalho, que exige respeito e profissionalismo. Com isso, você faz o colaborador entender que na empresa o importante é o rendimento e a realização das atividades de sua responsabilidade.

Áudio, vídeo e entretenimento

Serviços de vídeo como o Youtube ou rádios online, também estão entre os maiores vilões na perda de concentração durante o trabalho e também contribuem muito para a lentidão da internet, pois consomem muitos recursos da rede. Além disso, é comum os profissionais acessarem sites de entretenimento, como esportes, novelas ou outras áreas de interesse pessoal.

Considerando isso, é recomendado haver algum tipo de controle com restrição para esses sites, principalmente em horários ou períodos de maior utilização da internet, como início de turno e dias do mês que concentram a execução de atividades importantes da empresa, como o envio de guias de impostos em um escritório de contabilidade, por exemplo.

Armazenamento de arquivos e download de software

Esses sites também contribuem para prejudicar o desempenho da internet, pois serviços de armazenamento costumam ser utilizados pra transferência de arquivos pesados. Além disso, sites de download de software podem oferecer arquivos maliciosos que venham a instalar programas indesejados nos computadores.

Para evitar riscos, também é recomendado o controle com bloqueio desses sites, ficando liberados somente em casos onde são necessários para atividades da empresa, como troca de arquivos pesados com clientes, como pode ser a necessidade de uma agência de publicidade, estúdio fotográfico ou uma gráfica.

Jogos e apostas

Mais um tipo de conteúdo que você pode pensar que seus colaboradores não acessam durante o trabalho, mas, acessar sites de jogos pode ser mais frequente do que você imagina, principalmente a partir dos smartphones dos seus colaboradores.

Como esse tipo de conteúdo raramente terá relação com as atividades da sua empresa, o recomendado é bloquear o acesso sem nenhum tipo de liberação por horário ou setor, principalmente por esse hábito poder se tornar um vício e prejudicar muito o desempenho da equipe.

Compras on-line

Em nosso relatórios sobre o uso da internet nas empresas, identificamos que sites de e-commerce e a realização de compras na internet estão entre as atividades mais realizadas pelos profissionais no ambiente de trabalho.

Como esse tipo de sites na grande maioria dos casos não tem relação com o trabalho, pode ser uma boa prática restringir o acesso para evitar que os profissionais percam muito tempo na busca de itens de interesse pessoal para compra.

Emprego

São sites que basicamente oferecem oportunidades de emprego para profissionais.

A não ser que seja para divulgação de oportunidades da sua empresa, faz bastante sentido criar restrições na navegação para esse tipo de conteúdos.

Entretenimento

Como sites de entretenimento podemos listar alguns tipos de conteúdo:

  • Casa e Jardim
  • Esporte
  • Filmes e Novelas
  • Governo e Política
  • Moda e Beleza
  • Religião e esoterismo
  • Saúde e medicina
  • Viagem e Turismo

É muito comum o acesso a esses conteúdos no ambiente de trabalho, por exemplo buscar notícias sobre o clube de futebol preferido ou novidades da moda para a próxima estação.

É importante ressaltar que em cada um dos tipos de conteúdos podem haver exceções, por exemplo, você pode bloquear o acesso às redes sociais, deixando liberado o acesso somente ao LinkedIn.

Isso porque muitas vezes o LinkedIn é utilizado pelo setor de recursos humanos para recrutamento, ou você também pode liberar comunicadores instantâneos de forma controlada, mantendo o Skype liberado na sua equipe de vendas, para atendimento aos clientes.

Novamente, a definição de uma política de acesso eficiente passa pelo bom senso e equilíbrio. Podendo haver serviços liberados em alguns horários de descanso e intervalos e ao mesmo tempo permitindo aos colaboradores, acesso a alguns conteúdos do seu interesse.

Afinal, é importante haver momentos de descanso durante o trabalho, para que os colaboradores possam relaxar e com isso retomar suas atividades com mais concentração e foco.

Controle de acesso à internet

Para implementar o controle de acesso à internet na sua empresa, existem diferentes alternativas, como soluções tradicionais de proxy Linux fornecidas por empresas especializadas, que demandam maior investimento com servidores, mão de obra especializada e manutenção constante.

Outras opções são Dell SonicWall, Fortinet FortiGate e semelhantes, ou então soluções mais modernas, que utilizam recursos em nuvem e são mais acessíveis, de fácil implementação e gerenciamento. Esse tipo de serviço é principalmente recomendado para pequenas e médias empresas, boas opções são OpenDNS ou Lumiun.

Para escolher a melhor opção para gerenciar o acesso à internet é importante definir bem as necessidades da sua empresa e comparar os custos, características e benefícios de cada uma das soluções existentes.

E você, possui algum tipo de controle ou bloqueio de acesso à internet na sua empresa? Compartilhe sua experiência conosco!

Como lidar com o uso indevido da Internet no ambiente de trabalho

Acessar à internet diariamente se tornou realidade para boa parte dos brasileiros e o universo digital tem cada dia mais importância no cotidiano das pessoas.

Não importa a classe social, idade ou estilo, os usuários se conectam e utilizam a internet de diferentes formas, com finalidades pessoais ou profissionais.

Entretanto, ainda há muita dúvida quando o assunto é o uso da internet no ambiente profissional, durante a jornada de trabalho. De um lado, há o poder disciplinar, diretivo e regulamentar do empregador. Do outro, a privacidade do empregado.

Você sabe qual deles deve prevalecer? E quando o uso da internet no trabalho pode gerar demissão? Veja alguns pontos importantes a serem considerados quando se trata do uso da Internet no trabalho:

Bom senso

Em primeiro lugar, todo empregado que utiliza a internet no ambiente de trabalho deve ter bom senso para saber que durante o expediente não deve realizar atividades pessoais.

Porém, caso o funcionário precise checar algum tipo de e-mail ou rede social, é importante que saiba ter um equilíbrio. Um cuidado maior também é necessário com o uso do celular, pois o uso indevido na empresa pode acarretar uma demissão por justa causa.

Se o funcionário faz um bom uso da internet para o trabalho, não existe problema algum. Porém, o colaborador pode estar utilizando serviços de e-mail pessoal, comunicadores instantâneos, acessando redes sociais e sites de conteúdo indevido, ao mesmo tempo que realiza, ou deveria estar realizando as atividades relacionadas ao seu trabalho.

Nesse ponto que entra o bom senso e a responsabilidade de cada parte.

O ideal é definir em conjunto ou até através de uma cartilha de diretrizes, os limites para o uso da Internet aos colaboradores ou até mesmo um horário específico. Desse modo fica claro ao colaborador o que, quando e de que forma pode usar a Internet para fins pessoais e o empregador mantém o direito de monitorar e penalizar caso os limites sejam excedidos.

Inclusive é de grande importância que seja deixado bem claro ao colaborador essas regras para o uso da internet, pois dessa forma evita-se desentendimentos ou colaboradores desinformados, o que é importante principalmente em empresas com um grande número de funcionários.

Controle de acesso

Se a empresa julgar necessário, ela tem o direito de controlar, monitorar, restringir ou proibir o acesso à Internet para fins particulares. No entanto, primeiramente deve-se informar os colaboradores formalmente.

O ideal é adicionar no regulamento interno e no Contrato Individual de Trabalho que o uso da internet para assuntos pessoais durante o expediente é controlado e monitorado pela empresa.

Esse controle pode ser implementado por meio de um documento com orientação e treinamento para os colaboradores, ou com a utilização de serviços para Gestão da Internet que controlam ou bloqueiam o acesso à internet no ambiente de trabalho.

As regras de acesso podem ser definidas de acordo com as necessidades do empregador, podendo ser bloqueado somente o acesso à sites maliciosos ou de conteúdo impróprio e redes sociais, por exemplo.

Uma boa opção de software para controle de acesso à Internet nas empresas é o Lumiun. Com o Lumiun é possível criar regras de acesso flexíveis e acompanhar o uso através de relatórios e gráficos.

O Lumiun funciona de forma diferenciada, pois o maior objetivo é ser uma solução fácil de ser implementada e gerenciada. Sabe-se que atualmente um dos maiores problemas das empresas é a baixa produtividade e a falta de segurança e é neste segmento que o Lumiun atua, simplificado às empresas de pequeno e médio porte.

Privacidade

Se a empresa optar por permitir que seus colaboradores utilizem a internet para fins pessoais e sem relação com o trabalho, ela não tem o direito de fiscalizar conteúdos de e-mail ou outras mensagens pessoais. Nesse caso, a privacidade do colaborador deve ser respeitada.

Por outro lado, se o acesso à internet é permitido apenas para atividades do trabalho, a empresa pode monitorar mensagens de contas de e-mail e programas de comunicação instantânea fornecidos pela empresa.

Inclusive pode controlar a entrada em sites e serviços acessados na Internet, desde que o colaborador esteja ciente e previamente informado, como já mencionado.

Além do mais, as empresas têm o direito de cuidarem de sua imagem ou marca na internet, além de terem responsabilidade sobre as atitudes de seus empregados em determinadas situações, pois isso consta no artigo 5º, Inciso X, da Constituição Federal.

Penalidades

Se as regras e diretrizes de acesso à Internet forem desrespeitadas pelo colaborador, a empresa pode aplicar penalidades disciplinares e advertências, podendo chegar até à demissão por justa causa, desde que tudo esteja estabelecido no contrato e seja possível comprovar o desrespeito do colaborador perante as regras estabelecidas para o uso da Internet.

No fim, os pontos mais importantes são o equilíbrio e o bom senso por parte da empresa e do colaborador. O empregador deve buscar o momento adequado de penalizar os funcionários e ao mesmo tempo respeitar sua privacidade.

Caso contrário, a empresa também pode responder pelos danos causados por conta de uma eventual invasão.

O empregado deve ter consciência de não utilizar do ambiente corporativo e tempo de trabalho para tratar sobre assuntos de cunho pessoal. É de grande importância que o funcionário saiba ter essa prudência na utilização da internet.

Por fim, vale ressaltar ainda que seria conveniente que a empresa, antes de começar a monitorar os e-mails e o acesso à internet, implantasse um regimento de uso destes instrumentos de trabalho, prevendo e deixando de forma clara aos seus empregados quando e de que forma devem utilizar tais instrumentos, para que, assim, fique claro que os e-mails e o acesso serão monitorados.

E você, já teve algum problema com a má utilização da internet na sua empresa? Compartilhe a sua opinião conosco nos comentários e continue acompanhando o nosso blog!

A Lumiun é uma das 117 startups que estão mudando a TI no Brasil

O estudo Liga Insights IT Startups, realizado pela Liga Ventures com apoio do Ibmec e Astella Investimentos, posicionou a Lumiun como uma das 117 startups que estão mudando a TI no Brasil. O relatório mostra um panorama das startups brasileiras que estão desenvolvendo soluções inovadoras para a área de TI. Foram analisadas 10.085 startups e a Lumiun ficou entre as 14 selecionadas na categoria Segurança, Fraude e Validações.

A Lumiun protege seus clientes das ameaças da internet e permite que aumentem a produtividade, com menos desperdício e reduzindo riscos. Através de uma solução baseada em nuvem para gestão do acesso à internet nas empresas, possibilita a implementação eficiente de políticas que visam ampliar a segurança da informação e a produtividade da equipe.

As novas tecnologias estão transformando cada vez mais indústrias e setores, em meio a uma revolução digital. O desenvolvimento acelerado das corporações norteia a maneira como a sociedade e as organizações irão acompanhá-las. Por isso é importante entender como serão os desdobramentos das inovações tecnológicas no futuro das corporações. Consequentemente, também é importante compreender de que forma está ocorrendo a inovação na área de Tecnologia da Informação (TI), tendo em vista a relevância dessa área na estruturação de inovações em conjunto com outras áreas e departamentos das organizações.

Conforme levantamento da Brasscom, a previsão é de que os investimentos na área de Segurança da Informação, para o período de 2018 a 2021, tenham crescimento de 12% ao ano, chegando a R$ 22,8 bilhões. O setor de Tecnologia da Informação e Comunicações (TIC) respondeu por 7,1% do PIB em 2017.

O estudo publicado pela Liga Ventures também menciona dados de outros importantes relatórios da área de TIC:

  • No levantamento das previsões da IDC Brasil para 2018, 63% das empresas entrevistadas afirmaram que ampliaram o orçamento destinado a segurança. Pela previsão, os investimentos em segurança devem crescer no Brasil cerca de 9% em 2018.
  • Análise da consultoria Gartner estima que investimentos em cybersecurity, em âmbito global, possam chegar a US$ 96 bilhões em 2018, 8% a mais que o ano anterior. Desse valor, US$ 17 bilhões destinados a proteção de infraestrutura e US$ 57 bilhões destinados a serviços de segurança.
  • Estudo mundial da Cisco (Cisco 2018 Annual Cybersecurity Report) apontou que 53% dos ataques resultaram em perdas financeiras com valores superiores a US$ 500 mil, referentes à perda de clientes, de receita e oportunidades.

Além de Segurança, Fraude e Validações, o estudo Liga Insights IT Startups incluiu também startups que apresentam algum tipo de atividade, serviço e/ou produto relacionados às seguintes categorias: Blockchain e APIs; Busca e Seleção de Profissionais; Cloud Manager e Otimização; Colaboração e Produtividade; Data Science e Enriquecimento de Dados; Formação; Gestão de Projetos, Tarefas e Tempo; RPA e Workflow; Service-Desk e Help-Desk; Soluções de Bots; Soluções para Desenvolvimento; e Soluções para UX e UI.

O relatório pode ser acessado em https://insights.liga.ventures/itstartups

 

Liga Insights IT Startups - Landscape 117 Startups
117 startups que estão mudando a TI no Brasil

 

A Lumiun Tecnologia é uma solução de segurança e gestão do uso da internet focada em empresas de pequeno e médio porte, tendo como grande diferencial a facilidade na implementação e gerenciamento, sem necessidade de profissionais especializados para manutenção e operação do sistema.

Para saber como tornar o uso da internet mais seguro e produtivo na sua empresa, acesse www.lumiun.com.

 

Crimes cibernéticos: Como agir em caso de invasão e roubo de dados?

Crimes cibernéticos, um assunto que precisa estar presente e ser debatido no cotidiano, mas que ainda é pouco discutido, e principalmente, são poucas as empresas que sabem a importância de entender sobre esse assunto e manter a segurança para evitar invasão e roubo de dados.

A falta de segurança é o principal gatilho para que aconteçam crimes cibernéticos, que estão ligados com problemas muito frequentes, que aumentam a cada dia, como sequestro de dados, mais conhecido pelo nome de Ransomware; perda de informações; roubo de contas, entre outros problemas.

Por que acontecem os crimes cibernéticos?

A maioria dos crimes via internet acontecem pela falta de segurança das redes, acesso indevido à sites perigosos que contenham ameaças ou até mesmo falta de atualizações no sistema operacional, que foi o que aconteceu no dia 12 de maio, em todo o mundo, por meio de um ataque de hackers.

Sabemos que existem pessoas que estão na internet à trabalho, pesquisando ou obtendo informações, mas também estão as que têm como foco principal prejudicar e levar malefícios aos demais usuários da rede. Por isso é importante prestar atenção no que é acessado e manter a segurança, para que o acesso à internet não ocasione situações complicadas e prejudiciais.

No entanto, após ter conhecimento sobre o ataque você precisa tomar decisões rápidas. O custo cresce exponencialmente quanto mais tempo você leva para resolver o roubo de dados. Ou seja, limitar o alcance dos danos é crucial:  ative todas as ferramentas de segurança que estejam ao seu alcance, priorizando as áreas que foram alvos principais do ataque.

Existem Manuais de utilização segura da internet, que ajudam à manter a segurança na internet, porém, elaboramos algumas dicas que podem lhe auxiliar em caso de invasão e roubo de dados e também para prevenção contra esse tipo de situação. Confira:

1) Faça o backup imediatamente em casos de crimes cibernéticos

Quando falamos de backup, imediatamente as pessoas acreditam que devem copiar tudo o que precisam em um pendrive, em um HD externo ou em algum tipo de mídia, por exemplo CDs.

Graças à tecnologia, hoje existem softwares que permitem fazer backup de forma rápida e automática, e nesses casos de invasões é a melhor opção. Porém, é importante que o usuário comum tenha em mente que fazer backup é, antes de tudo, uma filosofia de trabalho que exige disciplina e constância.

Atualmente, grande parte das ferramentas que geram dados tem previsão de backup automático, com tempos podendo ser programados pelo usuário. É de grande valia, pois quando perdem-se arquivos em um ataque virtual, dificilmente conseguirão ser recuperados no futuro.

2) Bloquear pop-ups

Alguns pop-ups são usados com o objetivo de distribuir malware ou iniciar golpes de phishing. É recomendável configurar o navegador de forma à bloqueá-los por padrão, tornando possível inspecionar qualquer janela que tentar se abrir, e evitar pausar a navegação por isso.

3) Faça uma varredura com um bom antivírus

Um programa com recursos antivírus e anti-spyware pode detectar e, quase sempre, remover ameaças de malware que, do contrário, permaneceriam ocultas no seu computador.

É importante entender que Antivírus é uma das armas mais poderosas de proteção que um PC, notebook e smartphone pode ter contra os crimes cibernéticos. Além de protegê-los contra ataques de cibercriminosos e detectar vírus, a ferramenta de segurança tem um dos recursos mais básicos e essenciais, a varredura completa nos aparelhos.

Desta forma, elimina-se as ameaças e arquivos corrompidos ou mesmo aqueles que são apenas suspeitos da máquina.

4) Colete as evidências do crime cibernético

Caso uma invasão ou roubo de dados venha à acometer a sua empresa, o melhor a fazer é salvar os arquivos, e-mails, capturas de telas (Print Screen), e qualquer outro material que comprove o crime. Mas é preciso que seja rápido, pois, no mundo virtual, as evidências desaparecem logo e o hackers e cibercriminosos são ardilosos e fazem de tudo para não serem descobertos.

5) Não faça nenhum tipo de pagamento

Em caso de ataque Ransomware, onde acontece o sequestro de dados e os criminosos pedem um valor em bitcoins, como se fosse um resgate, para desbloquear ou devolver os seus dados. Nesse tipo de situação o melhor a fazer é não realizar o pagamento, pois muitos cibercriminosos pegam o valor pago e não devolvem seus dados, com isso você e a sua empresa acabam saindo no prejuízo.

Além disso, eliminar um Ransomware já instalado é quase impossível. Se por acaso sua máquina estiver contaminada, provavelmente precisará passar por uma formatação, deletando permanentemente todos os dados, informações e programas de seu computador.

 

Pode-se perceber que não é fácil passar por crimes cibernéticos. Mas, caso isso aconteça é preciso manter a calma e saber que a prevenção deve ser feita o quanto antes.

Temos uma categoria do blog somente com conteúdos sobre segurança, onde você pode conferir artigos variados, para manter a sua empresa protegida de ataques virtuais.

 

Gestão e controle de acesso à internet para pequenas e médias empresas

Atualmente boa parte dos profissionais utilizam a internet durante a sua jornada de trabalho, essa é uma realidade no ambiente corporativo das empresas. Ao mesmo tempo que a internet contribui no desenvolvimento das tarefas, o mau uso da rede pode gerar inúmeros problemas.

Muitas empresas sofrem prejuízos pela má utilização da internet, principalmente envolvendo falhas de segurança como perda de dados e também comprometendo a produtividade da equipe, com o desperdício de tempo e redução de foco nas tarefas.

Pesquisas apontam que o tempo desperdiçado pelos colaboradores na internet pode chegar a 30% durante o trabalho. Já as despesas com falhas de segurança aumentaram 35% no último ano nas empresas, segundo pesquisa da PwC. Outra pesquisa da Triad constatou que 72% dos profissionais gastam em média 3 horas por dia na internet

Nesse cenário é importante que os diretores e gestores de TI acompanhem a produtividade da equipe e implementem na empresa uma política de utilização da internet, com soluções que permitam definir o que pode ou não ser acessado e que protejam os usuários do acesso à sites nocivos.

A gestão e controle do acesso à internet gera inúmeros benefícios para as empresas:

  • Gestão, segurança e proteção contra ameaças na internet
  • Menor risco de perda de informações e problemas com vírus
  • Redução do desperdício de tempo na internet pela equipe
  • Aumento da produtividade, qualidade e foco nas tarefas
  • Redução de despesas com manutenção de equipamentos
  • Informações e dados mais apurados sobre o uso da internet
  • Melhoria no desempenho da rede, sistemas e recursos de tecnologia

Existem diferentes soluções disponíveis no mercado para fazer a gestão e controle do acesso à internet, porém, grande maioria demandam alto investimento, envolvimento de profissionais técnicos especializados e exigem constante manutenção, atualizações e suporte frequente. Isso faz com que essas soluções se tornem caras e muitas vezes inviáveis, principalmente para pequenas e médias empresas.

Com o propósito de preencher essa lacuna no mercado e oferecer uma solução acessível e simplificada às empresas de pequeno e médio porte que o Lumiun atua, pois o serviço é baseado em nuvem e com forte diferencial na facilidade de implementação e gerenciamento do sistema.

Veja algumas das principais características e vantagens do Lumiun:

  • Instalação e configuração rápida e simplificada
  • Sem necessidade de aquisição de novos equipamentos ou servidores
  • Sem necessidade de manutenção ou atualizações de software
  • Sem custo com profissional especializado para manutenção e suporte do sistema
  • Gerenciamento em nuvem, acessível via internet em qualquer lugar ou dispositivo móvel

Em conjunto com a facilidade no gerenciamento, o serviço possui recursos que permitem uma gestão completa e controle do acesso à internet nas empresas.

Com o Lumiun é possível implementar diferentes políticas de acesso à internet, por exemplo, para bloquear conteúdos inadequados como pornografia ou redes sociais, basta marcar o botão para a categoria desejada.

As regras podem ser flexíveis, por usuários, equipamentos e horários. Além disso, o sistema gera relatórios analíticos sobre o uso da rede, permitindo ao gestor tomar decisões assertivas no sentido de otimizar a segurança e a produtividade da empresa na internet.

Lumiun - painel de controle
Imagem do dashboard do Lumiun, com informações gerais sobre o uso da internet.

Principais funcionalidades da solução:

  • Regras de acesso por categorias de conteúdo e sites específicos
  • Regras de acesso por grupos de usuários ou equipamentos
  • Definição de horários de liberação por categoria
  • Controle de velocidade de tráfego por grupo
  • Proteção contra ameaças na internet
  • Acesso à internet com autenticação de usuários
  • Recurso de Wi-fi, com gerenciamento integrado ao painel de controle
  • Gerenciamento integrado de várias redes ou unidades

A implementação é rápida, bastando ligar o Lumiun Box na rede, a partir disso o serviço já entra em operação e todo gerenciamento é feito por meio do painel de controle na nuvem. A interface é simples e amigável, e pode ser utilizada por qualquer usuário, sem necessidade de conhecimento técnico especializado na área de tecnologia.

Lumiun - controle de acesso à internet
Imagem do painel onde são realizadas as definições das regras de acesso.

O serviço é comercializado em diferentes planos (Profissional, Corporativo e Enterprise), para atender as diferentes necessidades dos gestores e empresas em todo o Brasil.

Caso você tenha interesse em saber mais sobre o Lumiun ou até mesmo Agendar uma Demonstração do sistema, entre em contato com nossos consultores pelo e-mail ou no telefone (11) 4950-6962.

Gestão e controle do uso da internet: mais segurança e produtividade para a sua empresa!

Hoje em dia, grande parte dos profissionais utiliza a internet durante sua jornada de trabalho para desempenho de suas tarefas, essa é a realidade no ambiente de trabalho das empresas atualmente, tanto em empresas de grande porte como nas pequenas e médias.

Da mesma forma que a tecnologia, os sistemas e a alta conectividade contribuem na execução das atividades nas empresas, o mau uso da tecnologia e da internet pode gerar inúmeros problemas e até mesmo prejuízos para as empresas, principalmente em relação a falhas na segurança da informação, que podem levar a perda de dados. O desperdício de tempo, a falta de foco no trabalho e a baixa produtividade da equipe também são problemas cada vez mais presentes no ambiente de trabalho.

Pesquisas demonstram que o tempo gasto na internet pelos colaboradores com atividades pessoais pode chegar a 30% durante a jornada de trabalho. Já as despesas com falhas de segurança da informação aumentaram 35% no último ano nas empresas, segundo pesquisa da PwC. Sem falar no crescente risco de ataques de Ransomware, que chamaram a atenção em todo o mundo no último dia 12 de maio, e vêm se intensificando cada vez mais.

A principal porta de entrada para os incidentes de segurança como ataques de Ransomware, são os usuários, que acabam clicando em links de e-mails falsos ou nocivos, o que faz com que os vírus se instalem.

Em relação a falta de foco e baixa produtividade dos colaboradores, são muitas as formas de distração na internet durante o trabalho, com o acesso às redes sociais, uso de smartphones, acesso ao e-mail pessoal, sistemas de comunicação instantânea como o WhatsApp, sites de compras, jogos, entretenimento e muito mais.

Em levantamento que desenvolvemos aqui na Lumiun Tecnologia, onde foram analisados aproximadamente 280 milhões de registros de acessos à internet de 2.000 profissionais distribuídos em 50 empresas de todas regiões do Brasil, durante todo o ano de 2016, foi constatado que somente o Facebook representa 14,5% dos acessos à internet nas empresas, serviços de comunicação como Skype e WhatsApp representam 10% dos acessos e sites de conteúdo como Globo.com e UOL 7,3%. O levantamento também mostrou que 2% de todos acessos ocorrem a sites potencialmente nocivos, o que mostra o quanto as empresas estão vulneráveis a incidentes com falhas de segurança da informação e perda de dados. O levantamento completo está disponível para download.

Nesse contexto, é fundamental que os diretores e gestores de TI acompanhem a produtividade da equipe e dos colaboradores e busquem implementar na sua empresa uma política de utilização segura e produtiva da internet. Primeiro orientando os profissionais sobre os riscos de segurança e produtividade e também utilizando soluções que permitam monitorar o que está sendo acessado e definir regras de acesso, quando necessário.

Os benefícios gerados por uma boa gestão do uso da internet nas empresas são muitos:

  • Segurança e proteção contra ameaças na internet
  • Menor risco de perda de informações e problemas com vírus
  • Redução de desperdício de tempo na internet pela equipe
  • Aumento da produtividade, qualidade e foco nas tarefas
  • Redução de despesas com manutenção de equipamentos
  • [Relatórios com informações e dados sobre o uso da internet
  • Melhoria no desempenho da rede, sistemas e recursos de tecnologia

No mercado existem inúmeros serviços disponíveis para segurança e controle do uso da internet nas empresas, como soluções de proxy/squid com servidores Linux, pfSense, e soluções de appliance como Sonic Wall, Fortinet FortiGate e tantos outros. Porém a maioria das soluções demandam alto investimento, alto envolvimento de profissionais técnicos especializados e exigem constante manutenção, atualizações e suporte. Isso faz com que essas soluções se tornem caras e muitas vezes inviáveis, principalmente para as pequenas e médias empresas.

Considerando esse cenário e a necessidade que as PMEs também têm de otimizar a produtividade da equipe na internet e manter o uso da rede seguro, a Lumiun Tecnologia é uma solução acessível e simplificada de gestão do uso da internet voltada para pequenas e médias empresas. O serviço é todo baseado em nuvem e com forte diferencial na facilidade de implementação e gerenciamento do serviço.

Listamos algumas das principais características e vantagens da Lumiun:

  • Instalação e configuração rápida e simplificada
  • Sem necessidade de aquisição de equipamentos ou servidores
  • Sem necessidade de manutenção de equipamentos ou atualizações de software
  • Sem necessidade de instalação e configuração de equipamentos da rede
  • Sem custo com profissional especializado para manutenção e suporte
  • Gerenciamento em nuvem, acessível via internet em qualquer lugar ou dispositivo

Em conjunto com a facilidade no gerenciamento o serviço possui recursos que permitem uma gestão completa e flexível do acesso à internet nas empresas, permitindo uma gestão eficiente do uso da internet, de forma muito simples, prática e bastante acessível.

Com o serviço é possível implementar diferentes políticas de acesso à internet, por exemplo, para bloquear conteúdos inadequados como pornografia, redes sociais ou jogos, basta marcar o botão de “Bloquear acesso” para a categoria desejada. As regras podem ser flexíveis, por usuários, equipamentos e horários. Além disso, o sistema gera relatórios detalhados e analíticos sobre o uso da rede, permitindo ao gestor tomar decisões assertivas dentro do propósito de tornar o uso da internet mais seguro e produtivo na sua empresa.

Listamos também algumas das principais funcionalidades da solução:

  • Regras de acesso por categorias de conteúdo e sites específicos
  • Regras de acesso por grupos de usuários ou equipamentos
  • Definição de horários de liberação por categoria de conteúdo e sites específicos
  • Controle de velocidade de tráfego por grupos e usuários
  • Proteção contra o acesso à sites nocivos e ameaças na internet
  • Acesso à internet com autenticação de usuários
  • Recurso de Wi-Fi, com gerenciamento integrado ao painel de controle
  • Gerenciamento integrado de várias redes ou unidades
lumiun_painel_de_controle
Dashboard do painel de controle da Lumiun Tecnologia.

A implementação e configuração do serviço é bastante simples, podendo ser realizada inclusive por usuários sem conhecimento técnico de TI. E todo o gerenciamento é feito através do painel de controle em nuvem, que possui uma interface muito simples e intuitiva, além de poder ser acessado de qualquer local ou dispositivo. O serviço é oferecido em diferentes planos e formas de contratação, para atender as diferentes necessidades dos gestores e empresas no Brasil.

Mais informações e detalhes sobre os benefícios e funcionalidades estão disponíveis www.lumiun.com/beneficios-e-vantagens, é possível solicitar uma demonstração on-line para conhecimento de todos detalhes da solução. Os contatos para testes e contratação podem ser feitos pelo e-mail comercial@lumiun.com ou no telefone (11) 4950-6962.

Aqui no nosso blog disponibilizamos conteúdo para diretores de empresas e gestores de TI que buscam ter mais proteção contra as ameaças da internet, otimizar a governança de TI e também melhorar a produtividade dos colaboradores.

Você quer um sistema para controle de acesso à internet? Conheça o Lumiun!

Atualmente boa parte dos profissionais utilizam a internet durante sua jornada de trabalho, essa é uma realidade no ambiente corporativo das empresas, porém ao mesmo tempo que a internet contribui no desenvolvimento das tarefas, o mau uso da rede pode gerar problemas e até mesmo prejuízo para as empresas.

Problemas envolvendo falhas de segurança como perda de dados e também comprometendo a produtividade da equipe, como o desperdício de tempo e redução de foco nas tarefas. Essas algumas das situações que podem ocorrer quando existe uma má utilização da internet.

Nesse cenário é importante que os diretores e gestores de TI acompanhem a produtividade da equipe e implementem na empresa uma política de utilização da internet, com soluções que permitem definir o que pode ou não ser acessado e que protejam os usuários e a empresa do acesso a sites nocivos.

Existem diferentes soluções disponíveis no mercado para o gerenciamento do acesso à internet, porém, grande maioria demanda alto investimento, envolvimento de profissionais técnicos especializados e exigem constante manutenção, atualizações e suporte. Isso faz com que essas soluções se tornem caras e muitas vezes inviáveis, principalmente para pequenas e médias empresas.

O Lumiun funciona de forma diferenciada, pois o maior objetivo é ser uma solução fácil de ser implementada e gerenciada. Sabe-se que atualmente um dos maiores problemas das empresas é a baixa produtividade e a falta de segurança e é neste segmento que o Lumiun atua, simplificado às empresas de pequeno e médio porte.

Veja algumas das principais características e vantagens do Lumiun:

  • Instalação e configuração rápida e simplificada
  • Sem necessidade de aquisição de novos equipamentos ou servidores
  • Sem necessidade de manutenção de equipamentos ou atualizações de software
  • Sem custo com profissional especializado para manutenção e suporte
  • Gerenciamento através de um painel intuitivo

Em conjunto com a facilidade no gerenciamento o serviço possui recursos que permitem uma gestão completa e flexível do acesso à internet nas empresas.

Se você quer conhecer um pouco mais sobre o Lumiun e suas funcionalidades, confira o vídeo que está no início do post e Agende uma demonstração.

4 recursos para aumentar a segurança dos dados da sua empresa

O mundo do trabalho mudou bastante, atualmente é normal que os computadores estejam sempre conectados à Internet, e que o acesso a ela seja feito também por outros dispositivos, como celulares e tablets. As empresas atuais estão trabalhando cada vez mais com recursos de computação em nuvem, ganhando eficiência e produtividade através de benefícios como acesso aos dados sem limites geográficos, maior agilidade em processos e na troca de informações entre colaboradores, menor investimento em equipamentos e manutenção, redução de custos de depreciação de máquinas. Estes são apenas alguns dos benefícios que Cloud Computing oferece às empresas.

Ao mesmo tempo, com o aumento da conectividade das empresas, pessoas e dispositivos, também aumenta a vulnerabilidade dos sistemas e usuários a hackers, vírus e tantas outras ameaças. Para diminuir os riscos, conheça 4 recursos para aumentar a segurança dos dados que trafegam na rede e nos computadores da sua empresa, ampliando a proteção e a produtividade na utilização da Internet.

Antivírus é primordial para segurança dos dados

É muito importante utilizar um bom software antivírus, atualizado. Outros mecanismos de proteção da rede são complementares e atualmente não substituem o antivírus, que continua sendo fundamental. Os pacotes gratuitos oferecem um nível básico de proteção, porém normalmente sua licença não permite uso comercial.

Para uma proteção mais efetiva, legalizada, e com melhor cobertura de suporte técnico, é recomendado que as empresas invistam na aquisição de licenças de antivírus. O valor não é tão alto e traz uma segurança que vale a pena. Lembre-se que nenhum antivírus oferece 100% de proteção, e continua sendo importante a orientação dos usuários, por exemplo, para que não cliquem em links suspeitos recebidos que chegam por e-mail.

Atualizações de software

Desenvolvedores, hackers e pesquisadores descobrem falhas em software diariamente. Várias dessas falhas geram vulnerabilidades, afetando a segurança de programas que muitas vezes são largamente utilizados a nível mundial, inclusive na sua empresa. Essas vulnerabilidades podem expor as informações do seu negócio a situações inseguras, incorrendo em vazamento de informações, perda de dados e problemas de integridade de arquivos.

Quer um exemplo? O software Adobe Flash Player, que possivelmente está instalado no seu computador, tem um grande número de atualizações anuais e a maioria delas corrige vulnerabilidades que potencialmente podem permitir a um invasor tomar o controle do sistema. Você têm atualizado seu Flash Player?

O Microsoft Windows também disponibiliza muitas atualizações anuais, e caso essas atualizações não sejam realizadas as empresas correm um risco muito grande de invasões, como aconteceu no dia 12 de maio com um dos maiores ataques de Ransomware da história, o WannaCrypt.

Por isso, é recomendado que se mantenha ativada a configuração que permite a instalação automática de atualizações de segurança.

Backup de dados

Para entender a importância de fazer cópia de segurança dos dados e documentos da sua empresa, imagine, de repente, a sua empresa perder todas suas planilhas financeiras, controles gerenciais, dados comerciais, informações de clientes, dos produtos e serviços oferecidos e históricos dos seus colaboradores. É muito difícil imaginar a profundidade do impacto de uma situação dessas em uma empresa. O prejuízo será enorme, e haverá comprometimento de todas atividades administrativas e comerciais da empresa.

Para evitar essa situação, é essencial manter uma estratégia de backup bem estruturada. Quanto mais automatizada for a tarefa de realizar o backup, maior a chance de tê-lo em dia quando houver a necessidade de uma restauração de dados. Não custa lembrar que deverá haver cópias armazenadas em local diferente do local original dos dados. De modo geral, deve-se analisar:

  • a periodicidade: mensal, semanal, diário, a cada hora?
  • o tempo de retenção: guardar cópias semanais por 10 semanas, cópias diárias por 30 dias?
  • o nível de cada backup: integral, diferencial, incremental?
  • a mídia: fitas LTO, HD USB externo, armazenamento em nuvem?
  • a origem dos dados: arquivos, bancos de dados, e-mails?

Além de tudo isso, deve-se documentar e testar periodicamente o processo de restauração: a real utilidade de um backup não é o backup em si, mas sim a restauração bem sucedida.

Gerenciamento de acesso à Internet

Ter uma boa cultura na empresa para o uso dos recursos de tecnologia pode reduzir riscos, pois motiva os colaboradores a se comportarem de forma adequada, evitando, por exemplo, a instalação de programas desnecessários e o acesso a sites suspeitos. No entanto, na maioria das vezes, apenas essa medida não é suficiente.

Um sistema de gerenciamento do acesso à Internet é um excelente recurso para garantir o bom uso dos computadores e da Internet, aumentando a segurança durante a navegação, assegurando a produtividade dos colaboradores e a integridade das informações da empresa.

Esse tipo de serviço, além oferecer uma camada adicional de proteção contra vírus e sites maliciosos, ajuda o gestor da empresa a controlar e bloquear o acesso a sites de risco. Sites que podem vir a conter arquivos infectados ou mecanismos nocivos, e também a sites considerados fora do escopo do trabalho da empresa, como jogos, apostas, redes sociais, vídeos, download de arquivos e pornografia, que pode até mesmo acarretar demissão por justa causa. Esse controle pode ser aplicado a todos os dispositivos conectados à rede da empresa, inclusive tablets e smartphones.

Uma opção para o gerenciamento de acesso à Internet na empresa é o Lumiun. O serviço adiciona uma camada de segurança à sua rede, protegendo os usuários do acesso a sites perigosos, e além disso permite controlar e obter relatórios sobre o acesso à Internet realizado pelos colaboradores.

Você curtiu essas dicas de 4 recursos para aumentar a segurança de dados da sua empresa? Então continue com a visita em nosso blog, leia agora mesmo o texto “5 passos simples para proteger o seu e-mail de ameaças virtuais” e saiba como manter o seu e-mail saudável!

Controlar o acesso à internet nas empresas melhora a produtividade da equipe?

Você já passou pela situação de encaminhar projetos para os colaboradores realizar em um prazo específico e quando chega a data prevista, o projeto ainda não saiu do chão? O tempo parece nunca ser suficiente para a realização dos trabalhos? Se isso acontece na sua empresa, fique atento, a causa da baixa produtividade pode estar no desperdício de tempo na internet, com atividades pessoais dos seus colaboradores.

Existem muitas formas de distração na internet, se o seu colaborador costuma navegar em redes sociais, assistir vídeos, ouvir música ou acessar sites de entretenimento, é muito fácil desperdiçar horas de tempo de trabalho e consequentemente dos recursos da empresa. Infelizmente, essas distrações são muito atraentes e alguns profissionais acabam desperdiçando valiosas horas de trabalho na internet.

Com o objetivo de criar um perfil de utilização da internet nas empresas brasileiras, criamos o Relatório sobre o perfil de utilização da internet nas empresas (2016), onde analisamos os acessos durante todo ano de 2016 em 50 empresas e mais de 2.000 profissionais. O relatório mostra que praticamente 2 em cada 3 acessos são em sites sem nenhuma relação com as atividades profissionais.

Como a internet é uma ferramenta essencial no ambiente de trabalho atualmente, é importante que você gestor, saiba como agir quando o acesso à internet é realizado sem responsabilidade por parte do colaborador, que ultrapassa os limites estipulados pela empresa. Como a tecnologia e a quantidade de serviços disponíveis na internet não param de avançar, é necessário gerenciar o uso da rede no ambiente de trabalho, para evitar o desperdício de tempo e melhorar o foco e produtividade dos colaboradores.

Se você está passando por situações de baixa produtividade na equipe, falta de foco dos colaboradores e queda de resultados, entenda porque monitorar e controlar o acesso à internet em sites fora do escopo de trabalho, na maioria das vezes é uma das melhores opções.

Mais responsabilidade no uso da internet

Tudo seria mais fácil se todos os colaboradores soubessem fazer um uso adequado da internet, utilizando o equilíbrio entre as horas de trabalho e descanso dentro da empresa, mas não é o que acontece. Por isso, quando é criada uma restrição no acesso à alguns sites ou controle por horários, existe uma obrigação para que a equipe cumpra o que foi estipulado pelo gestor. Dessa forma, conforme o tempo vai passando, a responsabilidade no acesso à internet começa a se instalar em cada colaborador.

Muitas vezes os colaboradores acabam até sentindo-se satisfeitos após a restrição de alguns sites, pois percebem como é possível produzir muito mais quando se está longe de distrações e com isso, entendem melhor a sua posição e importância dentro da empresa.

Foco e produtividade tornam-se prioridade

Normalmente os colaboradores deixam seus e-mails pessoais, perfil no Facebook, Twitter, sites de esporte e notícias abertos em seus computadores e dispositivos móveis, o que prejudica muito o foco e gera distrações constantes durante a realização das atividades.

Com a limitação e o monitoramento no uso da internet, é possível evitar essas interrupções no trabalho e garantir que o colaborador mantenha-se focado nas atividades relacionadas à empresa. Porém, isso não quer dizer que o colaborador não possa ter um momento de descanso durante o seu expediente de trabalho, para que isso aconteça a política de acesso à internet deve ser definida de uma forma equilibrada, com ganhos para a empresa e a equipe.

Melhoria no desempenho da internet

A internet da sua empresa pode não ser das melhores, mas às vezes a lentidão é consequência da má utilização da internet. Imagine que seus colaboradores assistem vídeos, ouvem rádio, transferem arquivos pesados e acessam as redes sociais, não tem velocidade que sustente! Com certeza esses acessos sem relação com as atividades da empresa consomem grande parte do tráfego da sua rede e com isso outras tarefas mais importantes acabam sendo prejudicadas. No entanto, com o bloqueio de alguns sites, toda conexão de internet fica disponível para as atividades da empresa.

Como eu posso fazer a restrição de acesso à internet na minha empresa?

Hoje existem diversas ferramentas disponíveis, que possibilitam que você faça uma melhor gestão da internet na sua empresa, em busca de uma equipe mais produtiva e resultados eficientes. Com um controle de acesso à internet você tem autonomia para definir como vai realizar a restrição de acesso, sendo importante muitas vezes, levar em consideração particularidades de cada colaborador e funções dentro da empresa.

Com um serviço de monitoramento como o Lumiun você pode monitorar a rede da sua empresa, ter acesso a relatórios detalhados dos sites acessados, por horário, por usuários ou por equipamentos. Essas informações são importantes para verificar o comprometimento e responsabilidade dos colaboradores e servir como justificativa para possíveis penalidades impostas.

O Lumiun também possibilita fazer o bloqueio de sites por categorias, assim de uma forma prática e intuitiva você consegue realizar uma análise do que acredita ser importante bloquear ou limitar na internet de seus colaboradores. Soluções que têm como objetivo monitorar o acesso à internet estão sendo primordiais para os gestores das empresas atualmente, que estão prezando cada dia mais pela produtividade entre a sua equipe, principalmente pela competitividade que está inserida no mercado de trabalho.

Se você ainda está em dúvida sobre adotar uma medida para gestão de acesso à internet na sua empresa, pode calcular o desperdício que a sua empresa tem hoje, em função da má utilização da internet. No entanto, se você percebeu que adquirir um serviço como o Lumiun será de grande valia para a sua empresa, fale com um dos nossos consultores e veja como aumentar a produtividade pode ser simples e prático!

Redes sociais no trabalho: produtividade ou distração?

Que as redes sociais vieram para modificar as nossas experiências relacionadas à comunicação e internet, isso todo mundo sabe. A questão é, se realmente a comunicação via internet de forma instantânea e o entretenimento auxiliam e acrescentam no ambiente corporativo.

Uma pesquisa realizada no último ano pela Triad Consulting, empresa especializada em produtividade, revelou como os profissionais brasileiros gastam seu tempo de trabalho na internet. Os resultados surpreendem e mostram como a produtividade cai com o uso da internet no trabalho. Para chegar aos números finais, foram entrevistados 1,6 mil profissionais.

De acordo com a Triad, 80% das pessoas entrevistadas gastam até 3 horas da jornada de trabalho com atividades que não contribuem com seu serviço, sendo que boa parte destas horas é gasta na internet. Outro dado importante revelou que, para 35,6% dos entrevistados, os próprios computadores, que são essenciais para o trabalho, são reconhecidos como principal foco de distração durante o expediente. Do tempo gasto na internet durante o trabalho, a pesquisa mostrou que 27,3% do tempo é gasto com e-mails e 21,4% com outras atividades online.

Produtividade

Tendo em vista esses dados pode-se perceber que existe um grande risco de baixa produtividade quando a internet e a vida pessoal tornam-se prioridade no trabalho. A internet ao mesmo tempo em que oferece soluções e ideias, pode fazer com que seus colaboradores se distraiam e percam tempo com atividades que não contribuem para seu crescimento profissional e ainda podem prejudicar a empresa.

Além das informações citadas, a Triad revelou que 40,9% dos entrevistados usa o e-mail para repassar piadas, 26,1% deles trocam links do YouTube, 20,6% jogam em rede e 11,1% veem pornografia.

Usar a internet no trabalho ainda é um assunto que gera muita discussão. Saber os limites de quando ela é benéfica e quando ela prejudica é o grande desafio. Vale lembrar também que o uso indevido do celular e redes sociais no trabalho, em casos mais extremos, pode até resultar em demissão por justa causa, de acordo com o Artigo 482 da CLT. Resta a cada um ter bom senso e responsabilidade para usar a internet como aliada.

Redes Sociais

Os profissionais mais jovens costumam ser os que mais utilizam as redes sociais no trabalho. Portanto, se na sua empresa, grande parte dos colaboradores são jovens, uma boa ideia seria liberar a utilização das redes sociais em um período de tempo. Assim você faz com que o jovem fique mais confortável a atencioso no trabalho. Em contrapartida a essa liberdade, é necessário que os profissionais sejam mais exigidos também.

O mercado de trabalho é cada vez mais alimentado por pessoas “antenadas”, com ótima formação e um vasto currículo e o nível de cobrança e responsabilidade para com estes indivíduos também deve ser maior. Porém, é papel da empresa que designe funções compatíveis às competências e habilidades desses profissionais, pois acessar redes sociais o tempo todo no trabalho pode significar desmotivação e ociosidade.

Existem algumas empresas que necessitam que os seus funcionários fiquem o dia todo conectados na internet e redes sociais, em casos como esse é preciso cuidado do lado do empregado e gestão correta do empregador. O dono/empregador deve sempre deixar claro como a política de acesso à internet funciona e de que forma é utilizada na empresa, assim fazendo com que o funcionário tenha consciência e evite atitudes incorretas e que possam acarretar em uma demissão não esperada.

O colaborador precisa saber que por mais que precise utilizar a internet para trabalhar, não deve fazer uso das suas redes e utilizar como entretenimento ou até mesmo iniciar conversas pessoais. Quando o funcionário não entende qual o papel que deve desempenhar, acaba perdido e então as redes sociais podem sim se tornar uma distração, ao invés de trabalho e produtividade.

Muita gente sabe usar muito bem as redes sociais para se divertir, porém não tem a menor noção de como tirar proveito delas para se dar bem no ambiente de trabalho. Portanto, segue abaixo algumas dicas de como usar as redes sociais no trabalho de forma correta e responsável:

  • Estar conectado a muitas redes faz com que o profissional tenha a sua atenção dispersa em muitos sites ao mesmo tempo, portanto, procure estar conectado em uma rede social apenas e dê uma “espiadinha” bem rápida durante o trabalho ou em um momento de folga.
  • Uma das coisas que pode atrapalhar e muito durante o trabalho é o bate-papo que leva muito tempo, sendo que muitas das vezes as pessoas esperam por uma resposta rápida e se não der para responder na hora, responda depois, a não ser que a conversa seja sobre o serviço.
  • Deixar a rede social aberta o tempo todo dá a impressão de que o empregado está desocupado o tempo todo e para evitar este tipo de problema, escolha um horário em que não prejudique o seu rendimento no trabalho, que pode ser durante o almoço ou o fim do dia.
  • Um dos erros mais comuns é o uso do e-mail corporativo para receber notificações de suas redes sociais, o que se torna uma boa fonte para a distração dos jovens, portanto configure a sua conta para não dar notificações ou para dar notificações em seu e-mail pessoal, mas vale ressaltar que o e-mail pessoal não deve ser acessado a todo o tempo, pois as empresas trabalham com e-mails corporativos para ser usado com assuntos da empresa e não para diversão, portanto foque em seu trabalho e use pouco as redes sociais em seu ambiente de trabalho.

Distração

Em uma pesquisa realizada com 1.709 profissionais, de presidentes à estagiários, especificamente sobre a utilização das redes sociais, um dado que foi divulgado refere-se à pessoas que acabam “furando” a proibição de acesso nas empresas. Em análise, 47% das pessoas que trabalham em empresas que proíbem o acesso à redes sociais, continuam utilizando mesmo assim. Além disso, 66% das pessoas entrevistadas afirmam que acessam o celular quando a rede está proibida.

Em casos como esse, de violação das regras e políticas da empresa, uma solução é a implantação de um serviço para gestão e controle de internet, onde é possível realizar controle por horários e monitoramento do que é acessado na rede da sua empresa. Com isso você consegue fazer com que os seus colaboradores façam um acesso mais correto da internet no local de trabalho.

A gestão e controle de internet também possibilita uma maior proteção da rede e dados da empresa contra ataques e sites nocivos. Além disso, quando é realizada a implantação de um serviço para controle de internet, percebe-se o aumento da produtividade entre os colaboradores e queda no desperdício de tempo, que geralmente causa muitos danos à empresa.