bloquear sites na empresa

Bloquear sites na empresa ainda é importante em 2021?

Não é surpresa pra ninguém que as ameaças à segurança cibernética das empresas seguem crescendo. Assim como a complexidade dos ataques e também os danos causados, tem aumentado. Até mesmo a lei específica para tratamento de dados pessoais, a LGPD, é usada como persuasivo no momento de extorquir dinheiro das empresas que tiveram dados vazados.

Além disso, o fator produtividade da equipe de trabalho, sendo de forma presencial ou remota, ainda é muito discutido entre os gestores e profissionais de TI responsáveis pela implementação de ferramentas de controle e foco da equipe.

Então, qual seria a resposta ideal para a pergunta: bloquear sites na empresa ainda é importante em 2021? A resposta é sim! Por diversos motivos que você verá a seguir neste artigo.

Como funciona o bloqueio de sites na empresa?

Antes de entender os motivos e os benefícios do uso de uma ferramenta de gestão do acesso à internet na empresa, é importante compreender como funciona este processo.

Existem diversas ferramentas voltadas para o bloqueio de sites considerados nocivos ou fora do escopo de trabalho, voltadas para empresas e corporações. Entre as mais comuns no mercado estão Cisco Umbrella (OpenDNS), Lumiun Box, DNS Filter, Fortinet FortiGate e pfSense.

Porém, as soluções se diferenciam bastante entre si, e nem sempre se adaptam a todas as diversidades encontradas no ambiente empresarial.

O que é comum entre elas, é a capacidade de gerenciar as requisições de acesso a sites considerados nocivos ou que não fazem parte do trabalho realizado pela equipe no ambiente empresarial.

Quando existe uma política de acesso à internet, que seja eficaz e condizente com as necessidades da empresa, todas as tentativas de acesso a sites classificados como nocivos, são automaticamente bloqueadas pela ferramenta de bloqueio. As regras e configurações são normalmente feitas em uma plataforma na nuvem, e podem ser aplicadas em grupos, setores ou individualmente por equipamento.

Os benefícios de usar uma solução deste tipo vão muito além do simples “bloqueio” de sites, como você pode ver nas próximas linhas.

Por que bloquear sites na empresa em 2021?

Como falamos anteriormente, a tecnologia de filtragem das consultas de DNS é mais do que apenas um método para filtrar conteúdo na web. Serve de escudo para as ameaças cibernéticas (cada vez mais desenvolvidas) e também, no foco da equipe que consequentemente aumenta os resultados do trabalho.

Novas ameaças digitais

O relatório anual da Check Point, mostra que 97% de todas as empresas do mundo sofreram pelo menos uma ofensiva de malware em 2020. Além disso, o valor médio cobrado pelas extorsões quase dobrou em relação ao ano anterior.

As estratégias usadas pelos hackers também evoluíram, como o famoso golpe de phishing, que normalmente eram enviados e-mails contendo links maliciosos, e quando abertos, solicitavam senhas de acesso e dados confidenciais. Sabendo da conscientização dos usuários em relação a links desconhecidos em e-mails, os criminosos estão utilizando um anexo em HTML, onde o link não aparece e ainda força o navegador a abrir o site na mesma janela.

Outro “cheat” usado pelo cibercrime, é o envio de SMS para golpes de phishing, chamado então de “smishing”, que é a combinação de “SMS” e “phishing”. No ataque, os criminosos perceberam que SMS torna a ameaça mais eficaz pois a maior parte das pessoas não conhecem fraudes por este canal, além de usuários terem menos cuidados em dispositivos móveis.

Outra evolução que merece atenção, é a do ataque de ransomware, onde o criminoso obtém acesso à rede da empresa, criptografa os arquivos e então solicita o pagamento de resgate dos dados. Atualizado para sua versão 2.0, o ataque agora além de manter os dispositivos e sistemas como refém, sugam os dados confidenciais dos equipamentos e ameaçam liberá-los na internet caso o resgate não seja pago.

Em um levantamento parcial dos últimos 6 meses, mostrou que mil organizações foram afetadas por ransomware a cada semana no segundo trimestre de 2021, e o segundo trimestre ainda está pela metade. Os números mostram que esse tipo de golpe está se tornando cada vez mais frequente ao redor do mundo.

Uma ferramenta voltada para a filtragem DNS pode ser uma ótima solução no combate às ameaças digitais.  Bloquear o acesso a sites considerados maliciosos na camada de DNS, que é a borda da rede, elimina boa parte dos problemas de segurança na empresa.

Mudanças de comportamento em 2020 e 2021

No ano passado, com o Covid-19, 13 milhões de pessoas passaram a comprar pela internet no Brasil. Este canal de venda conquistou novos consumidores, elevando em quase 30% o total de clientes online em relação a 2019.

As compras pelo celular também dispararam e o dispositivo passou a representar 55,1% do total, o equivalente a R$45,9 bilhões.

As medidas de restrição de circulação e o fechamento de lojas físicas durante a pandemia foram os principais fatores para o crescimento de compras em sites.

Além disso, o número de compras pelas redes sociais também aumentou em 2020, passando de 22% para 34%, prevendo um aumento bem maior em 2021.

Ou seja, a população têm usado mais o celular para efetuar suas compras, aumentando as horas de uso diário do dispositivo, inclusive durante o trabalho, fazendo com que cada vez mais, gestores e profissionais de TI, busquem formas de reduzir os acessos indevidos ou que causam desvio de foco pelos colaboradores.

Redução das equipes de trabalho

Devemos prestar atenção também aos números de funcionários nas empresas. Segundo o IBGE, a taxa de desemprego cresceu quase 14% em 2020, chegando a 13,9 milhões de desempregados no país. Esse número se deve a necessidade de diminuição de equipes e as quedas no faturamento das lojas físicas.

Mas, qual relação o desemprego no país tem com a necessidade de bloquear sites no ambiente empresarial? Tem relação com a produtividade!

Com equipes e faturamentos menores, gestores procuram por colaboradores mais produtivos e engajados, fazendo com que cada colaborador produza o máximo possível e desperdice o mínimo de tempo possível em atividades diferentes do escopo de trabalho.

Considerando as mudanças no cenário econômico, de distanciamento e também de comportamento no uso da internet, principalmente no celular pela população, é visível a necessidade de utilizar ferramentas de controle do acesso à internet na empresa, reduzindo acessos à redes sociais e sites de compras, por exemplo, otimizando a produtividade do colaborador.

Produtividade da equipe de trabalho

Além da segurança na internet da empresa, fazer o bloqueio de sites na empresa reflete na produtividade da equipe.

Com a economia fragilizada devido a pandemia, gerar mais resultados das equipes na internet passou a ser uma prioridade nas empresas.

Os funcionários passam em média apenas 43% do tempo da semana de trabalho em funções que foram contratados para fazer. Além disso, são interrompidos em média 14 vezes por dia por ferramentas da internet, como WhatsApp e redes sociais.

Dados assim, comprovam que a produtividade da equipe é afetada pelo mau uso da internet. Portanto, utilizar uma ferramenta para bloqueio de sites fora do escopo de trabalho, vem de encontro ao desejo de crescimento e produtividade da empresa, melhorando processos, tempo de execução de tarefas e em alguns casos até a qualidade nas tarefas executadas.

Redução de custos

Com a rede e o acesso à internet protegidos de ameaças, evita-se problemas de lentidão e falhas nos dispositivos da empresa, ocasionados geralmente pela instalação de malwares oriundos do acesso a sites nocivos. Problemas assim são frequentes no ambiente empresarial, e geram custos não somente de tempo do profissional responsável, mas também de manutenção e indisponibilidade do dispositivo enquanto é feito o reparo.

Além do custo das manutenções, o desempenho dos sistemas e computadores também podem ser comprometidos, afinal, dispositivos infectados com vírus fazem uso excessivo da rede, causando lentidão.

Ainda é importante bloquear sites na empresa?

Muitos gestores e profissionais de TI se perguntam se ainda é importante bloquear o acesso à sites na empresa. E sim, ainda é importante.

Como vimos anteriormente, funcionários normalmente são os responsáveis por cliques e acessos à sites considerados nocivos, comprometendo dados da empresa, e custos com pagamentos de resgate destes dados em casos de vazamento.

Além disso, a produtividade e disponibilidade da rede da empresa está relacionada diretamente com o acesso à internet por parte dos funcionários, podendo comprometer o faturamento em casos onde o uso da internet é feito de forma incorreta.

Como já falamos em outros artigos aqui no blog, implementar uma política de acesso à internet e oferecer também treinamento para uso seguro e consciente na internet da empresa, pode ajudar a prevenir estes problemas em alguns casos, mas, não irá sanar 100% dos danos.

Portanto, se você está em busca de proteção na internet da empresa e também, otimização da produtividade e desempenho da equipe de trabalho que utiliza a internet, considere o uso de uma solução de bloqueio de acessos à internet.

Até mais!

Posts Relacionados