ferramentas código aberto

4 ferramentas de segurança cibernética de código aberto para 2021

A segurança na internet das empresas pode ser instaurada de diversas formas. Hardwares, softwares, atualizações, treinamento da equipe e soluções em nuvem. Soluções completas e que normalmente trazem consigo custos para implantação na rede da empresa.

Como solução aos altos custos e dependência de atualizações e funcionalidades, ferramentas de segurança open source, ou código aberto mais comumente chamadas, trazem possibilidades de personalização e também, redução de gastos. 

Nas próximas linhas, você verá informações importantes sobre o tema, e também poderá conhecer as principais ferramentas de código aberto para segurança cibernética nas empresas.

Free ou Open Source?

Para começarmos a falar sobre ferramentas de segurança cibernética open source, precisamos esclarecer a diferença entre software de código aberto e gratuito.

Algo muito comum na cultura cibernética é confundir liberdade com gratuidade. O ponto chave para que entenda que “open source” não é sinônimo de “free” é o tempo.

Qualquer software de código aberto requer tempo de estudo e adequação das necessidades da empresa com o uso dele. Profissionais de TI nas empresas, principalmente as pequenas e médias, normalmente possuem tantas tarefas e suportes para serem atendidas, que seu tempo acaba se tornando uma explicação simples do ditado “tempo é dinheiro”.

Soluções open source sim são gratuitas, mas isso não quer dizer que utilizá-las não irá custar nada. Custará tempo! Tempo que, talvez, poderia gerar melhores resultados da equipe dependente de tecnologia, por exemplo.

Portanto, sempre que você for escolher entre uma solução open source e uma realmente “free” de código fechado, lembre-se que precisará de tempo para implementar da forma ideal para sua necessidade.

Vantagens de ferramentas de código aberto

Existem diversas vantagens adjacentes às principais sobre o uso de ferramentas de código aberto nas empresas. Mas, de forma mais ampla, são três:

  1. Baixo custo
  2. Possibilidade de personalização e adequação às necessidades da empresa

Como vimos anteriormente, ferramentas open source são gratuitas e necessitam “apenas” do tempo do profissional de TI para adequar a solução ao propósito pelo qual foi escolhida, custando tempo do profissional nessas adequações. Esta talvez seja uma das principais vantagens deste tipo de ferramenta.

Outra vantagem é que, diferentemente das ferramentas pagas, onde existem planos “engessados” e soluções que não se adequam perfeitamente às necessidades da empresa, as ferramentas open source podem ser personalizadas conforme o desejo do profissional de TI. Por este mesmo motivo que existe uma terceira vantagem: em caso de erros ou problemas, o profissional de TI pode resolver de uma forma mais ágil, sem a necessidade de contatar suporte ou abrir chamados com o desenvolvedor da ferramenta.

Porém, existem também perigos e desvantagens, que você verá a seguir.

Desvantagens dos softwares de código aberto

Normalmente, os softwares de código aberto são desenvolvidos com foco total na resolução do problema, deixando a parte da interface um pouco de lado. Sem se preocupar com a usabilidade, esses softwares geralmente são complexos para instalar com interfaces difíceis de manusear.

Como o código é feito de forma colaborativa, normalmente, com mudanças e adequações específicas conforme o conhecimento e desejo do profissional responsável, algumas integrações com outras plataformas podem se tornar complicadas. Em alguns casos, essa integração pode gerar custos financeiros e também de tempo do profissional responsável.

Além disso, a ausência de suporte também pode fazer da “liberdade” do software, uma “prisão” tomando muito tempo em torno da ferramenta. Sempre que houver uma falha, é o profissional de TI da empresa que deverá corrigi-la, e, caso isso ocorra com frequência, poderá causar muita dor de cabeça.

Principais categorias de ferramentas de segurança cibernética open source

Existem diversos pontos de contato e barreiras de segurança na internet que podem ser implementadas nas empresas. Embora a escassez de profissionais de segurança cibernética qualificados continue a impactar o setor de TI, as empresas ainda podem aprender sobre ferramentas de código aberto para segurança na internet. Entre os principais tipos estão:

Visibilidade de tráfego de rede

Aumentar o grau de visibilidade do tráfego da rede é importante. Algumas ferramentas deste tipo rastreiam pacotes, observam e os qualificam. Além disso, em alguns casos, como proxies, podem monitorar um determinado tráfego de rede e alterá-lo, tornando a proteção da rede eficaz e instantânea.

Scanners de vulnerabilidades

Esta categoria inclui ferramentas que vão desde encontrar hosts em uma rede e determinar quais portas estão abertas até encontrar falhas de softwares e configurações incorretas em sistemas operacionais, aplicativos e firmware.

Testes de vulnerabilidades

As ferramentas desta categoria, imitam um ataque cibernético a fim de testar a proteção da rede da empresa. É como se você mesmo criasse um ataque cibernético a sua empresa, para descobrir onde é o ponto mais frágil e o que deve ser melhorado.

Nas próximas linhas você verá algumas das principais ferramentas de segurança cibernética de código aberto para utilizar em 2021.

Ferramentas de segurança cibernética de código aberto

Existem diversas ferramentas de cibersegurança para empresas de código aberto disponíveis. Inúmeras são lançadas a cada mês, com diversas novidades e funções. 

Abaixo, citamos algumas das principais e mais utilizadas. Cada uma tem características específicas e funções que podem se adaptar às suas necessidades dentro da empresa, como você pode ver nas próximas linhas.

Wireshark

Com esta ferramenta é possível ter visibilidade sobre o tráfego da rede, analisar e tentar entendê-lo. Conhecido por possuir integração com centenas de protocolos e aplicativos, esta ferramenta é básica e útil para quem precisa identificar rapidamente protocolos desconhecidos e informações detalhadas sobre a rede da empresa.

https://www.wireshark.org

OpenVAS

O OpenVAS é um scanner de vulnerabilidades que inclui mais de 50.000 verificações e permite que o usuário crie suas próprias verificações personalizadas. Além disso, o OpenVAS pode procurar vulnerabilidades em tecnologia operacional, como sistemas de controle industrial, por exemplo.

https://www.openvas.org

Sqlmap

O sqlmap é uma ferramenta de teste de vulnerabilidade, que visa especificamente servidores de banco de dados. Ele pode explorar quebra de senhas, burlagem de privilégios e também copiar tabelas de banco de dados.

É usado normalmente em servidores de banco de dados em um ambiente de teste para evitar a exposição de dados confidenciais.

http://sqlmap.org

OpenIAM4

Uma das ferramentas de gerenciamento de identidade de código aberto mais conhecidas, o Open IAM tem gerenciamento de usuário e grupo, autenticação flexível e provisionamento automatizado. Pode ajudar bastante a reduzir os custos operacionais da empresa e melhorar as auditorias de identidade por meio de uma estação de controle centralizada.

https://www.openiam.com

O que fazer agora?

Como podemos ver ao longo do texto, ferramentas de cibersegurança de código aberto são boas alternativas para empresas e profissionais de TI procurando por soluções de baixo custo e que possam ser personalizadas conforme a necessidade da empresa.

Cuidados especiais devem ser tomados com tais ferramentas, para garantir que o que deveria ser um benefício não se torne um incômodo.

O primeiro passo, é encontrar um profissional qualificado para implementar soluções deste tipo, identificando qual a ferramenta mais adequada para manter a segurança na internet da empresa.

Além disso, lembre-se sempre que soluções de código aberto não possuem suporte e dependem diretamente do esforço e conhecimento do profissional responsável, portanto, devem ser tratadas como prioridade nas tarefas de TI.

Soluções complementares, também podem servir de apoio para as open source, diminuindo o tempo de trabalho do profissional de TI e, mesmo assim, reduzindo custos operacionais e aumentando a produtividade.

Soluções de Firewall com bloqueio de portas e também de gerenciamento do uso da internet no ambiente empresarial, como o Lumiun, já retiram uma grande carga de trabalho das costas do profissional de TI. 

Diferentemente dos softwares open source, o Lumiun conta com suporte para instalação e configuração por equipe capacitada e preparada para as diversidades do sistema da rede da empresa. Além disso, correções e melhorias são feitas periodicamente, além do produto levar em média 20 minutos para ser instalado na rede da empresa.

Se você quiser saber mais como utilizar o Lumiun em conjunto com uma ferramenta de código aberto, ou se você já utiliza uma, fale com um de nossos consultores, ou faça um teste grátis e veja na prática como nossa solução funciona e se atende às suas expectativas e necessidades.

Até a próxima!

Posts Relacionados