Para PME: O que observar ao escolher uma solução de cibersegurança?

Sabemos que os dados são a peça principal da sua empresa e que mantê-los seguros é a base do sucesso. Você busca por uma solução de cibersegurança para proteger os dados, mas não sabe por onde começar. Encontrar algo que se encaixe perfeitamente às suas necessidades de segurança cibernética pode ser confuso.

Provavelmente, você está se sentindo perdido pelo número de opções de segurança que existem em 2021. A ansiedade toma conta pois precisa encontrar a segurança cibernética mais eficaz para sua empresa. Mas, quais são os cuidados e principais características que você deve observar em uma solução de cibersegurança para uma pequena ou média empresa?

Neste artigo, você vai saber os principais erros para evitar e dicas para ajudar na decisão e encontrar uma melhor solução cibernética para pequena ou média empresa.

5 erros que devem ser evitados ao escolher a solução de cibersegurança

Escolher uma solução de cibersegurança pode ser difícil, mas não impossível, contanto que você conheça suas próprias necessidades e fique de olho em possíveis armadilhas. Para ajudá-lo, aqui estão alguns erros comuns a serem evitados durante sua pesquisa.

1. Não conhecer seus próprios riscos

Se a notícia de uma violação de dados ou um ataque cibernético lhe dá um arrepio na espinha, você já deve entender um pouco dos seus próprios riscos. 

Os ataques cibernéticos podem causar perda de dados, reputação e, é claro, dinheiro. Segundo o Relatório de Custo da Violação de Dados 2020, patrocinado pela IBM Security e conduzido pelo Instituto Ponemon, a violação de dados custa em média R$5,88 milhões para empresas no Brasil.

Os vendedores das soluções sabem como a perda de dados pode ser assustadora e também sabem que alguns de seus potenciais clientes estão preocupados com as violações, mas também são leigos no assunto e não conhecem os próprios riscos. Vendedores antiéticos se aproveitam dessas preocupações, oferecendo seu produto como uma solução, mesmo que ele não proteja contra os riscos específicos da empresa, fazendo com que o comprador gaste tempo e dinheiro em uma solução que não pode proteger seus ativos.

Quando você está comprando uma solução de segurança cibernética, é importante saber quais são os seus riscos. Seus computadores quebram devido a vírus? Não há controle do tráfego entre a rede interna e a internet? Os colaboradores estão clicando em links que não deveriam?

Se você é conhecedor dos riscos, os vendedores (antiéticos) não podem empurrar seu produto como solução para os problemas que sua empresa não possui.

2. Receber apenas insights

Devido aos orçamentos limitados das PMEs, é imprescindível que a solução adquirida não apenas identifique os problemas, mas forneça ferramentas para corrigir as vulnerabilidades. As pequenas e médias empresas precisam de ação, não apenas de insights, das soluções para que os profissionais de segurança possam ser eficazes no bloqueio dos riscos.

3. Pensar que você pode fazer tudo internamente

Por que gastar dinheiro em uma solução de segurança cibernética quando você tem uma equipe interna, certo? Se você é coordenador ou profissional de TI, você deve ter ouvido isso de seus colegas. Alguns até pensam que a segurança deveria ser função e obrigação do departamento de TI.

Embora as boas práticas de segurança da informação sejam responsabilidade de todos, a segurança cibernética para uma empresa inteira é um grande trabalho, e sua equipe interna pode precisar de ferramentas para gerenciá-la. Na verdade, muitas empresas procuram ajuda externa quando se trata de segurança.

Não tenha vergonha em obter ajuda externa. Lembre-se de que uma única violação pode custar mais do que o custo de terceirizar parte de sua operação de segurança cibernética.

3. Não fazer uma demonstração

É sempre útil experimentar antes de comprar, especialmente quando você está lidando com algo tão importante quanto a segurança da informação. Você vai querer testar o produto internamente para ter certeza de que ele faz o que deve fazer e para entender se é o produto certo para as necessidades da sua empresa.

Se não conseguir uma demonstração, tente ao menos uma satisfação garantida de 30 dias, com devolução integral do investimento, caso o produto não atenda suas necessidades e expectativas no primeiro mês.

4. Não levar em consideração a legislação

Provavelmente, sua empresa deve obedecer a leis específicas de segurança da informação. Governo, finanças , saúde – todos os setores têm seus próprios regulamentos, padrões e práticas recomendadas quando se trata de segurança da informação. Você também pode ser obrigado a cumprir padrões específicos, como a LGPD, com base em sua localização ou na localização de seus clientes.

Não se esqueça desses regulamentos quando chegar a hora de escolher uma solução de cibersegurança. Nem todas as soluções são projetadas para funcionar com todos os conjuntos de regulamentos. Você deve escolher uma solução que ofereça mais facilidade em para ficar em conformidade com as leis, e não mais difícil.

5. Não saber a opinião de outros clientes

Você lê as avaliações antes de ir a um restaurante ou comprar um produto online. Não há razão para que você não deva fazer a mesma verificação antes de escolher uma solução de cibersegurança.

Em vez de simplesmente aceitar a palavra do vendedor, procure alguns clientes e pergunte-lhes sobre sua experiência. Você pode querer localizar clientes especificamente em seu setor e perguntar como o provedor os ajudou com a conformidade. Você também pode encontrar clientes que saíram e perguntar por quê.

Se não encontrar os clientes no site da solução, solicite para o consultor lhe apresentar outras 5 empresas clientes do mesmo setor da sua para que você faça uma rápida pesquisa. Por exemplo, se você é um escritório de contabilidade de São Paulo, peça quais outros escritórios  da região já utilizam os serviços e envie um e-mail ou faça uma rápida ligação para saber a opinião deles.

Não importa quais perguntas você faça, esse tipo de pesquisa dirá coisas sobre a solução que você não obterá do próprio fornecedor.

5 Dicas para ajudar na sua decisão para obter a melhor solução de cibersegurança

Um equívoco comum sobre cibersegurança é que simplesmente pegar as soluções de segurança “mais recentes e melhores” das empresas de segurança cibernética mais conhecidas é uma maneira infalível de proteger uma empresa contra ameaças online.

Embora as melhores soluções de segurança cibernéticas possam ajudar, muitas vezes você está utilizando um canhão de guerra para bombardear um formigueiro. Ou seja, pode existir uma outra solução, mais barata, que pode se encaixar perfeitamente para as necessidades de segurança da sua empresa.

A questão é: como você pode ter certeza de que está escolhendo a melhor solução de segurança de dados para sua empresa?

Bem, como muitas decisões de negócios importantes, há um processo que você pode usar para otimizar sua decisão para obter a melhor proteção sem afetar suas operações do dia a dia:

1. Avalie seus riscos e vulnerabilidades de segurança cibernética

Lembra do primeiro erro a ser evitado? Pois bem, é também nossa primeira dica. 

Antes de partir para escolher uma solução de cibersegurança, certifique-se de avaliar cuidadosamente o que você precisa proteger, quais são seus riscos se sua proteção falhar e como os invasores provavelmente violarão suas medidas atuais de segurança cibernética.

Isso normalmente significa usar três avaliações de segurança cibernética diferentes:

  1. Auditoria de ativos. Uma auditoria de ativos examina todos os vários componentes de sua rede para determinar o que são todos os pontos de extremidade da sua rede, quais dados e programas de software estão nesses pontos de extremidade e como é a sua rede geral. Esta é a primeira etapa para determinar quais são seus riscos e vulnerabilidades de segurança cibernética, uma vez que fornece uma visão completa do que está em sua rede.
  2. Avaliação de risco. Aqui, você avalia o que está em sua rede para determinar quais riscos você enfrenta – como o que aconteceria se seu data center primário fosse desligado ou se alguém obtivesse acesso direto ao seu banco de dados de forma ilícita. Estabelecer seus maiores riscos de segurança cibernética e quais seriam seus impactos pode ser vital para priorizar seus esforços de segurança cibernética.
  3. Avaliação de vulnerabilidade. Depois de determinar quais são seus fatores de risco mais significativos, é importante avaliar o quão bem protegida sua rede está contra vários tipos de ameaças cibernéticas. Aqui, você verificará coisas como patches de segurança desatualizados no software, avaliará o nível de conscientização da segurança cibernética em sua empresa e até mesmo executará testes de segurança que podem expor fraquezas anteriormente não detectadas.

Depois de  executar todas essas avaliações e organizar as descobertas em um relatório abrangente, você deve ter uma sólida compreensão do que está em sua rede, o que precisa de mais proteção e o quão vulnerável sua rede é a ataques. Isso o ajudará em sua busca por soluções de segurança de dados, permitindo que você saiba quais tipos de proteção você precisa.

2. Considere seus planos para crescimento futuro

A escalabilidade é uma grande preocupação ao escolher soluções cibersegurança. Uma solução escalável pode crescer junto com sua empresa sem impactar significativamente seus recursos, enquanto uma ferramenta não escalável pode começar a perder eficácia ou impactar o desempenho de sua empresa conforme você amplia suas operações.

Portanto, ao escolher uma solução de cibersegurança, considere seus planos para o crescimento de seus negócios. Onde você planeja estar daqui a um ano? Que tal cinco anos? Considere suas metas de crescimento de longo e curto prazo e como isso pode impactar suas necessidades de segurança cibernética antes de escolher qualquer solução de segurança corporativa.

3. Considere suas ferramentas de segurança atuais

Antes de adicionar uma nova solução de segurança à sua rede de negócios, considere como essa solução se integrará às suas medidas de segurança de dados existentes.

Já existe uma ferramenta de segurança de dados que realiza uma tarefa para a qual a nova foi projetada? Em caso afirmativo, a nova solução de segurança melhora a ferramenta antiga de alguma forma? Se você já possui uma ferramenta que faz a mesma coisa e a nova solução não melhora de alguma forma, convém reconsiderar o gasto de tempo e dinheiro na integração de uma nova ferramenta.

No entanto, se o suporte para a solução de segurança antiga estiver sendo descontinuado, substituí-lo por outra ferramenta que faça a mesma coisa faz sentido.

4. Considere a “facilidade de uso” da nova ferramenta

Adicionar uma nova solução de segurança de dados provavelmente terá um impacto significativo em seus  procedimentos de segurança existentes – o que pode melhorar ou diminuir a facilidade de uso de sua rede.

O problema de impactar negativamente a experiência do usuário (UX) de sua rede de negócios é que isso pode tornar as tarefas mais demoradas para os usuários funcionários. Pior ainda, se você tiver aplicativos voltados para o cliente que são executados em sua rede, um UX ruim pode afastá-los. Por isso, é importante considerar como a nova solução de segurança de dados afetará seus procedimentos de segurança atuais. Algumas perguntas a serem feitas incluem:

  • A nova solução adiciona ou remove etapas de meus processos de segurança atuais?
  • Quais novas informações, se houver, os funcionários / clientes com contas de usuário terão que memorizar?
  • Como a nova solução de segurança afetará o desempenho da rede (causará lentidão ou outros problemas que dificultam / consomem muito tempo o login e o uso de ativos na rede)?
  • Como os funcionários podem tentar contornar a nova solução de segurança?
  • Qual treinamento pode precisar ser implementado para familiarizar os funcionários com a nova solução?

Idealmente, você deseja ter certeza de que sua nova solução de cibersegurança não afeta seus processos de segurança atuais e não sobrecarrega sua rede. No entanto, pode haver ocasiões em que você precisa equilibrar sua necessidade de segurança com a necessidade de facilidade de uso.

5. Considere o suporte humanizado e acessível

Talvez você já tenha tido uma experiência ruim na compra de algum produto ou serviço, onde até a hora da compra teve um atendimento de primeira e logo depois caiu no esquecimento sem um suporte para ajudar a manusear ou configurar o produto. Isso faz com que você não consiga usufruir todas as funcionalidades e tenha uma frustrante experiência.

Um suporte, onboarding ou pós-venda de qualidade é essencial para o sucesso da utilização de uma solução de cibersegurança. Não basta ter apenas uma página de ajuda com textos extensos ou um bot que apenas te deixa irritado. Precisa ser humano e ter os canais disponíveis para atendê-lo o mais rápido possível. Afinal, segurança não é uma questão secundária que pode ser deixada de lado.

Veja alguns pontos importantes sobre suporte para levar em conta:

  • Central de suporte por telefone 5×8 ou 7×24
  • Atendimento via chat ou WhatsApp
  • Central de ajuda com documentação e tutoriais
  • Help Desk para acompanhar chamados via e-mail

Considerações adicionais ao fazer sua seleção da solução de cibersegurança

  1. Eles entendem o negócio que estão protegendo, ou seja, eles entendem o seu negócio?
  2. Eles podem falar em termos leigos para comunicar com eficácia a linguagem técnica?
  3. Eles fornecem analogias para ajudar os compradores e usuários finais não técnicos a entender os conceitos técnicos?
  4. Eles estão atualizados com as tecnologias, tendências e problemas mais recentes, como ataques e ameaças?
  5. Eles são especialistas no assunto e proficientes em soluções, serviços e processos?
  6. Eles são altamente colaborativos para atingir suas metas e objetivos de negócios?
  7. Eles são alunos contínuos com habilidades atualizadas?
  8. Eles solucionam problemas com atenção aos detalhes?
  9. Eles podem ser seu parceiro de confiança?

O que devo fazer agora?

Agora que você conhece 5 erros para evitar e 5 dicas a serem observadas ao escolher uma empresa de segurança cibernética, está pronto para dar o próximo passo: encontrar o mais adequado para seu negócio e orçamento. 

Na Lumiun, somos apaixonados por ajudar nossos clientes e qualquer pessoa que tenha dúvidas sobre segurança cibernética nas pequenas e médias empresas. Nossa equipe está pronta para entender suas necessidades e explicar como nossa solução pode ou não ajudar.

Estamos empenhados em fornecer aos nossos clientes resposta a incidentes 24 horas por dia, 7 dias por semana, com inteligência de ameaças proprietária que nos ajuda a tomar decisões informadas. Nossos especialistas em segurança cibernética estão no topo de seu jogo e estarão à sua disposição se você bater à nossa porta. E se você fizer isso, nossa equipe de especialistas em segurança estará ansiosa para responder às suas perguntas a qualquer momento para fornecer a visão profissional e a transparência que você merece.

Se você quiser saber mais sobre como podemos proteger seus dados contra ameaças cibernéticas, fale com nosso consultor. Ou, se preferir, solicite um teste grátis para ver na prática como nossa solução funciona e se atende às suas expectativas e necessidades.