10 hábitos negativos que comprometem a produtividade dos profissionais e o impacto para as empresas

Apesar da tecnologia ser uma aliada das empresas e dos profissionais, também pode se tornar a principal responsável pela baixa produtividade dos colaboradores nas empresas com a ocorrência de hábitos negativos.

Segundo uma pesquisa feita pela Workfront, os funcionários gastam apenas 43% do tempo da semana de trabalho em funções que foram contratados para fazer e são interrompidos por ferramentas na internet no mínimo 14 vezes por dia. 

Quando os profissionais trabalham conectados na internet ou próximos dos seus smartphones, ficam a um clique de distância de distrações tentadoras da sua vida pessoal, como conversar com amigos e familiares, acessar as redes sociais ou buscar conteúdos de interesse pessoal. Essa alta conectividade que a tecnologia oferece não é por si só negativa, mas gera hábitos negativos e precisa ser devidamente gerenciada, tanto pelo próprio profissional quanto pela empresa.

Para resolver esse problema de hábitos negativos, os gestores precisam criar uma cultura de bom uso da internet no ambiente corporativo, primeiramente mantendo um diálogo aberto com os colaboradores sobre as consequências do desperdício de tempo. Também podem ser utilizadas ferramentas de gestão para controlar e otimizar o uso dos recursos de tecnologia e definir estratégias em conjunto com a equipe para que a produtividade se mantenha em alto nível.

Pesquisa sobre produtividade dos profissionais

Na pesquisa, 94% dos funcionários pesquisados afirmam que o tempo perdido se deve a facilidade de pesquisar no google. Ainda sobre a pesquisa, 47% dos entrevistados dizem que acessam as redes sociais mesmo sendo proibido na empresa, 40% enviam e-mails com piadas, 26% trocam links do YouTube e incríveis 11% assistem pornografia durante o expediente, ou seja, 1 em cada 10 funcionários.

O principal culpado de números tão alarmantes, é o hábito do desperdício do tempo no ambiente de trabalho. Veja a seguir alguns hábitos que mais prejudicam a produtividade nas empresas:

  1. Uso do celular para troca de mensagens
  2. Navegação na internet
  3. Conversa e fofoca entre os colaboradores durante o expediente
  4. Acesso às redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram)
  5. Distrações geradas pelos colegas de trabalho
  6. Intervalos para lanches ou chamadas particulares
  7. Uso do e-mail pessoal
  8. Reuniões desnecessárias e improdutivas
  9. Excesso de barulho interno e externo
  10. Espaço de trabalho inadequado ou limitado para o exercício das atividades

Para profissionais em Home Office

No momento, considerando que a economia encontra-se abalada pela pandemia, a busca por produtividade dos funcionários se tornou ainda maior, levando em conta que cada centavo de faturamento da empresa, na maioria, requer mais trabalho agora.

  1. Para os trabalhadores remotos, alguns hábitos devem ser levados em consideração para que não haja perda de produtividade, como por exemplo:
  2. Ambiente de trabalho em casa inapropriado
  3. Distrações oriundas da casa ou afazeres domésticos
  4. Horário de trabalho não bem definido
  5. Vestimentas inapropriadas ou de uso em dias de lazer
  6. Falta de comunicação com colegas e gestores

Além dos problemas listados, ainda podem ocorrer problemas de segurança, como perda de informações ou comprometimento dos recursos de tecnologia em home office ou não. Muitas vezes a velocidade de internet fica comprometida por conta do uso indevido desses recursos.

Empresas que definem regras ou limites dificilmente conseguem fazer o controle quando o modo de trabalho do funcionário é remoto. Grande parte das empresas aderem ao controle de acesso à internet, definindo o que pode ou não ser acessado pelos colaboradores, mesmo que os mesmo se encontrem trabalhando em casa.

Desperdício de tempo

Para auxiliar os gestores, temos disponível uma calculadora que permite estimar o custo do desperdício de tempo dos colaboradores. Dessa forma, fica mais fácil definir algum tipo de solução para a baixa produtividade, em busca de melhorar o ambiente corporativo.

Claro que o impacto pode variar muito em cada empresa, por isso o mais importante é que os gestores monitorem a produtividade da sua equipe e reconheçam esse problema de desperdício de tempo como uma realidade, para que possam ser tomadas medidas, no sentido de evitar qualquer impacto negativo nos resultados da empresa.

Esse é um tema sempre polêmico e exige muito bom senso na definição das estratégias para manter a equipe sempre produtiva e motivada, sem causar frustração nos colaboradores ou criar um ambiente de trabalho negativo.

Na sua empresa, como é tratada essa questão de desperdício de tempo e uso da internet e celulares pelos colaboradores? Compartilhe sua experiência e opinião nos comentários!

Posts Relacionados