ataque de DDoS

Perigo para empresas: ataque de DDoS

Para garantir que o seu negócio esteja disponível para usuários e clientes conectados, é necessário disponibilizar uma página que seja eficiente, hospedada em um serviço de qualidade e que consiga entregar os seus serviços e produtos para os consumidores. E é justamente nesse aspecto que o ataque de DDoS costuma agir.

Manter o próprio site demanda muito investimento e dedicação por parte da empresa. Lidar com a lentidão da sua página pode ser um verdadeiro choque, principalmente quando a empresa seguiu todas as etapas e cuidou de cada detalhe para que o site fosse disponibilizado com qualidade para todos os usuários e consumidores.

De repente, o seu site fica indisponível ou extremamente lento, e poucos clientes conseguem os seus serviços e produtos. Esse problema pode durar apenas alguns alguns minutos ou até mesmo dias, causando um grande impacto para o seu negócio e para sua rentabilidade.

Por esse motivo, é muito importante saber como o ataque de DDoS funciona e quais são as melhores formas de lidar com esse e outros tipos de ameaça cibernética. Para te ajudar, preparamos um artigo completo sobre o assunto, com informações importantes e relevantes para que você consiga lidar com esse tipo de ameaça com mais eficiência.

O que é um ataque DDoS?

DoS é a sigla de Distributed Denial of Service, que traduzido seria aproximadamente “negação distribuída de serviço”. Nesse sentido, o ataque DDoS é uma derivação dessa ameaça. Enquanto o ataque DoS envolve apenas um atacante, que pode ser um servidor, computador ou usuário, o ataque DDoS é composto por um conjunto de muitos ataques de DoS. Entenda melhor a diferença entre eles com esse vídeo:

Com mais computadores ou servidores executando o ataque, ele se torna mais efetivo, causando consequências ainda mais drásticas para a vítima. Utilizando diversos computadores para o envio massivo de solicitações para um mesmo site, servidor ou serviço. Dessa forma, o ataque consegue tornar o acesso extremamente lento ou indisponível.

Nesse tipo de ataque não há a contaminação dos computadores com vírus e malwares e nem danos aos arquivos. De modo simplificado, ele consiste na sobrecarga que torna o seu site ou servidor lento e até mesmo inacessível. Para que isso seja possível, os cibercriminosos utilizam vários computadores infectados chamados de botnets.

Comandado apenas pelo cibercriminoso, através desse ataque é possível direcionar esses computadores para apenas uma rede ou servidor, enviando múltiplas requisições. Por conta desse excesso de tentativas, os usuários legítimos acabam não conseguindo acessar a página, causando enormes prejuízos para a empresa.

Por não se tratar de um ataque que envolve a contaminação dos computadores, o ataque de DDoS pode muitas vezes ser subestimado. Porém, imagine o impacto que a indisponibilidade de serviços pode causar para uma grande rede varejista, por exemplo. A empresa vai sofrer uma grande perda nas vendas, perda de retorno sobre o investimento nas suas campanhas de marketing, queda da rentabilidade e do posicionamento no mercado, etc.

Somente no primeiro semestre de 2022  houve um aumento de 75,6% nos ataques de DDoS, se comparado ao mesmo período do ano anterior, alcançando o número assustador de  6.019.888 ataques.

Levando isso em consideração, o ataque de DDoS não deve nunca ser subestimado. Esse tipo de ataque já vitimou organizações de diversos tipos,como: hospitais, órgãos do governo, grandes empresas varejistas, e-commerces, e muitas outras.

Como funciona esse tipo de ataque?

O ataque de DDoS começa muito antes da sua aplicação. Para que ele seja possível, os cibercriminosos infectam diversos computadores e máquinas, os transformando em botnets (computadores infectados que podem ser comandados pelos cibercriminosos). Esses computadores são utilizados para enviar as múltiplas solicitações que tornam o ataque de DDoS efetivo.

Com isso, podemos calcular que, quanto mais computadores infectados o cibercriminoso utilizar, maior será a eficiência do ataque e, consequentemente, os prejuízos causados por ele.

Com o passar dos anos, o DDoS se tornou uma das principais ameaças para a segurança digital de empresas e organizações de todos os tipos. Por conta dos problemas que ele pode causar para um negócio, foram desenvolvidas ferramentas eficientes que ajudam a empresa a identificar e mitigar esse tipo de ataque.

Veja quais são os principais tipos de ataques de DDoS que estão sendo aplicados na atualidade:

Quais os problemas que esse tipo de ataque pode razer para sua empresa?

Muitos gestores se questionam sobre a real necessidade de se proteger contra um ataque de DDoS, afinal se trata de um ataque temporário que, diferentemente de outros tipos de ataques cibernéticos, não tem como objetivo corromper dados e nem roubar informações sigilosas. Contudo, os cibercriminosos não costumam aplicar um ataque de DDoS em dias de baixo fluxo de usuários.

Aproveitando a vulnerabilidade do negócio e a maior chance de negociação (quando junto ao ataque o cibercriminoso também realiza uma tentativa de extorsão),  os ataques DDoS costumam ser aplicados em momentos de grande fluxo como a Black Friday, campanhas de final de ano, ou outras datas importantes para a empresa. Dessa forma, ele é aplicado para causar o maior impacto possível para a vítima, principalmente quanto a perda de rentabilidade e os prejuízos causados à imagem da empresa.

Uma empresa que opera apenas no meio digital depende da disponibilidade do seu site e das suas páginas para conseguir se manter ativa. Dito isso, atacar a disponibilidade do seu serviços é atacar a continuidade do seu negócio.

Prejuízos financeiros

Uma grande empresa que é atacada durante um período de alto fluxo de vendas e acessos, pode ter prejuízos substanciais decorrente de um ataque de DDoS. Quando esse ataque direcionado para instituições financeiras, por exemplo, as consequências podem ser inúmeras:

  • Os seus usuários podem ficar impossibilitados de realizar operações importantes;
  • Lentidão extrema durante transferências;
  • Impossibilidade de pagar boletos;
  • Vazamento de dados confidenciais, como extratos bancários, informações de cartão de crédito, senhas de acesso, etc.;
  • Prejuízo da imagem da instituição perante o mercado e os consumidores;
  • Entre muitos outros problemas.

Independentemente do porte e tipo de empresa ou organização, a indisponibilidade de serviços pode causar um grande impacto na rentabilidade. Suponha que um e-commerce de médio porte sofra um ataque desse tipo justamente durante a campanha mais relevante para a sua rentabilidade anual.

Ainda que não haja contaminação dos dispositivos, pedido de resgate pelos dados roubados ou vazamento de informações sigilosas, a empresa vai sofrer um grande impacto pelas vendas de produtos e serviços que deixaram de acontecer enquanto o ataque estava sendo executado.

Recuperação após o ataque

Um ataque de DDos é muito dispendioso para o cibercriminoso e quando ele não for bem sucedido, ele não consegue ser rentável para quem o executa.Em casos extremos, a  indisponibilidade pode levar dias até que possa ser recuperada.

Uma vez que seus serviços ficaram indisponíveis por um determinado período de tempo, é impossível retomar as vendas que deixaram de acontecer. Após o ataque, é necessário informar os usuários quanto ao retorno das atividades e buscar ferramentas que ajudem a evitar novas ameaças.

É importante que a empresa realize um trabalho intenso para reconstruir a sua imagem no mercado (dependendo do tempo em que os serviços ficarem indisponíveis) e recuperar os clientes perdidos.

Prejuízos a imagem da empresa

Os ataques de DDoS não são uma grande ameaça apenas para grandes varejistas, instituições financeiras, órgãos do Governo ou fornecedores de serviços. Muitas empresas dependem de aplicações críticas para o negócio, como as ferramentas de automação de vendas, e-mails e CRM.

Por essa razão, é importante que, independente do ramo de atuação do seu negócio, você conte com uma ferramenta de mitigação de DDoS. Quando bem sucedido, esse tipo de ataque pode causar um grande impacto à imagem da empresa, principalmente quanto à confiabilidade dos seus clientes e consumidores.

A sua marca pode ficar prejudicada no mercado, fazendo com que os consumidores pensem duas vezes antes de tentar utilizar os seus serviços novamente. Outro prejuízo pouco comentado, mas muito relevante quanto a esse tipo de ataque, é que se a sua empresa sofreu um ataque de DDoS efetivo, é um sinal claro de que ela está vulnerável, ou seja: novos ataques cibernéticos virão e provavelmente com uma força ainda maior.

Interrupção das atividades

A interrupção das atividades é o primeiro sinal de que um ataque de DDoS está em ação. Dependendo do seu fluxo de acessos, nem sempre ele é notado imediatamente após o seu início. Muitas vezes, a interrupção dos serviços começou muito tempo antes e a empresa já está sofrendo com as consequências do ataque DDoS, de forma que o prejuízo pode ser ainda maior.

Quando um site está indisponível para os usuários, ele resulta em um erro de Gateway, o que pode prejudicar o seu posicionamento nos rankings dos principais mecanismos de busca, como o Google. Com isso, mesmo após a recuperação do ataque, a sua empresa ainda sofrerá prejuízos decorrentes desta ação.

Grandes ataques DDoS de 2022

Em 2022, houveram grandes casos de ataques DDoS. Alguns com relevância suficiente para envolver governos e grandes equipes de segurança. Veja abaixo os principais:

Ataques durante a guerra Rússia x Ucrânia

Durante a recente guerra travada na Ucrânia, se formou um verdadeiro exército de TI, realizando ataques de DDoS contra os principais recursos e serviços fornecidos pela Rússia. O objetivo é indisponibilizar os serviços e causar grandes transtornos para o país.

Ataques do grupo REvil

Esse grupo que já foi responsável por outros ataques DDoS em larga escala, passou a enviar notas de aviso de resgate antes mesmo do ataque começar, cobrando das vítimas um valor substancial para que o ataque não acontecesse.Esse é o mesmo grupo que causou a interrupção das atividades do grupo JBS no Brasil. No começo desse ano, alguns membros do grupo foram detidos na Polônia.

Ataques aos países que se manifestaram na guerra

Vários países sofreram ataques de DDoS por conta da situação política mundial, como:

  • A Rússia teve um aumento de quase três vezes nos ataques DDoS, desde o momento em que declarou o início do conflito com a Ucrânia;
  • Os provedores de telecomunicações via satélite da América do Norte constataram um crescimento nos ataques de alto impacto, após iniciar o suporte à infraestrutura de comunicações da Ucrânia;
  • A Irlanda também registrou um aumento repentino nos ataques DDoS após prestar serviços a organizações da Ucrânia;

Qual a melhor forma de se proteger?

Existem algumas ações e estratégias que podem ser aplicadas para evitar que a sua empresa sofra com ataque de DDoS, como:

1 – Largura de banda: se a sua empresa conta com bastante largura de banda na conexão, é mais difícil ser vítima de um ataque de DDoS. Isso porque ela está preparada para atender a um  grande volume de solicitações, não sendo afetada por ataques de baixo impacto e reduzindo os danos causados pelos ataques de maior força.

2 – Conte com uma conexão reserva: é uma estratégia inteligente contar com uma conexão de backup e um conjunto de IPs distintos para os seus usuários críticos. Dessa forma, a empresa pode contar com um caminho alternativo quando a rede primária se encontra sobrecarregada com  o excesso de solicitações falsas que são enviadas pelo Cibercriminosos.

3 – Aprenda a identificar o ataque DDoS: quanto mais cedo for notado o problema, menor será o impacto causado por ele. Por isso, é importante que a empresa conte com um sistema de monitoramento de tráfego das suas redes. O ataque DDoS é um dos ataques cibernéticos mais comuns da atualidade, e já existem ferramentas que conseguem identificar padrões incomuns de acesso de maneira automática, então quando houver um aumento súbito de usuários, os responsáveis podem ser notificados, ajudando a identificar um ataque de DDoS em curso.

4 – Utilize uma ferramenta de proteção: existem no mercado diversas ferramentas que te ajudam a se proteger contra os ataques de DDoS. Elas conseguem identificar e interromper ataques em curso, utilizando ferramentas voltadas para o desvio do tráfego e bloqueio de IPs maliciosos. Veja a seguir algumas das ferramentas mais utilizadas na atualidade:

  • Fastnetmon: é uma ferramenta de fácil utilização, funcionando como um analisador de carga DoS/DDoS de alto desempenho. Ele conta com vários mecanismos de captura de pacotes para identificar um ataque DDoS com agilidade.
  • Anti-DDoS de operadoras de serviços: empresas como a Oi, Vivo e a Embratel, contam com soluções anti-DDoS voltadas para empresas, com a vantagem de estarem disponíveis em português.
  • Cloudflare: entregando soluções simplificadas para os usuários, a Cloudflare conta com uma ferramenta Anti-DDoS que ajuda a identificar e mitigar esses ataques com eficiência.

Lembre-se que existem diversos tipos de ataque, não somente DDoS e que constantemente são criadas novas formas de obter dados, informações e acessos das empresas e usuários na internet.

Sistemas de proteção simples e gratuitos, hoje certamente não fazem sentido para empresas, considerando os níveis de proteção e também, as sanções da LGPD, que em alguns casos a multa pode ser milionária.

Espero que este texto ajude você e sua empresa a implementar um sistema eficiente de proteção contra DDoS.

Até mais!

Posts Relacionados