Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Arquivo de tags para "dns"

A maneira mais fácil e rápida para proteger sua rede

Quando se é um analista ou diretor de TI de uma empresa é importante tomar algumas decisões importantes de controle e segurança da rede. Especialmente quando a internet é a principal ferramenta para a plena operação da empresa. Se não bastasse essa responsabilidade, cresce cada vez mais o volume e a sofisticação dos ataques cibernéticos que visam prejudicar as organizações. Portanto, é relevante que os profissionais da área tenham conhecimento de ferramentas que possam auxiliar no bloqueio desses ataques para evitar perdas de informações, produtividade e dinheiro.

Além disso, o orçamento para investimento em segurança da rede e controle da internet é sempre limitado na maioria das pequenas e médias empresas. Por isso, é necessário estudar todo o cenário da rede, agir rapidamente e encontrar uma solução integrada para aprimorar a segurança digital sem gastar excessivamente e não sobrecarregar a produtividade da equipe.

Uma das partes que mais se tem importância na rede, por ser na maioria das vezes a porta de entrada dos ataques, é a camada DNS. E com uma solução integrada, que utiliza a inteligência dos dados e estuda a reputação de cada site é possível identificar e bloquear antecipadamente sites maliciosos como anonimizadores de acessos, hacking, keylogger, malware, spyware, phishing e fraudes. Dessa forma, uma solução que ajuda proteger a camada DNS da rede de uma empresa se torna a primeira linha de defesa, uma vez que as requisições DNS precedem todas as atividades na internet.

Principais tipos de ataques na camada DNS

Não é somente as empresas que criam as soluções de segurança que são inovadoras. Os criminosos cibernéticos, por necessidade, também inovam agressivamente tentando achar brechas nos produtos e políticas de segurança das organizações.

Mas nos últimos anos, os criminosos se tornaram mais motivados e ambiciosos devido às crescentes recompensas financeiras decorrentes dos ataques com final “feliz”. Como o meio digital é cada vez mais utilizado, gerando muitas informações importantes, os dados dessas empresas se tornam valiosos e o principal alvo desses criminosos. Se esses dados são roubados, podem ser revendidos em campo aberto na internet por um valor muito expressivo. Outro tipo de ataque é o ransomware, cada vez mais comum, que força a organização pagar pelo acesso das próprias informações.

As técnicas mais comuns de ataques DNS fazem com que o usuário tente acessar uma certa página e seja direcionado para um destino incorreto. Essas técnicas são chamadas de envenenamento de cache (DNS Poisoning) e sequestro de servidor (DNS Hijacking).

O ataque DNS Poisoning ocorre quando um criminoso consegue se infiltrar no servidor DNS, com o objetivo de modificar as informações registradas no cache e com isso mudar o número do IP de destino, sem precisar mudar o endereço que o usuário digita no navegador.

Já o ataque DNS Hijacking, o criminoso utiliza um malware com objetivo de sequestrar as requisições de tradução de domínio e redirecionar o tráfego para um servidor DNS malicioso.

A diferença entre as duas técnicas é que o foco do criminoso na primeira (DNS Poisoning) é o servidor DNS e o segundo (DNS Hijacking) é o próprio dispositivo (computador, laptop).

As páginas maliciosas para as quais o usuário pode ser direcionado são, em geral, clonadas (uma técnica de phishing) com o objetivo de disseminar cargas de malware ou aplicações indesejadas, minerar criptomoedas, roubar informações em formulários de acesso falsificados etc. E como o usuário digitou o domínio correto, dificilmente identificará de forma ágil que foi vítima deste tipo de engenharia.

Vantagens do controle da camada DNS

Uma solução para o controle das requisições DNS trazem muitas vantagens para as empresas, as quais destacamos as seguintes:

    1. Segurança: Com uma solução de controle do acesso à internet é possível fazer a proteção proativa contra ameaças emergentes. Essas soluções são equipadas com serviços que possuem listas de sites suspeitos atualizados constantemente. Outra característica importante é a possibilidade de definir o nível de reputação necessário que um site deve possuir para ser acessível na rede, fazendo o bloqueio caso o nível for menor que o configurado.
    2. Produtividade: O uso indevido da internet pelos colaboradores pode comprometer e muito a produtividade da empresa. Esse desperdício de tempo pode ocorrer de inúmeras maneiras, no acesso a redes sociais como Facebook ou Instagram, acesso ao e-mail pessoal, serviços de comunicação como WhatsApp ou Skype, sites de entretenimento, compras, esporte, entre outros. No entanto, uma solução de controle do acesso à internet permite também o bloqueio de sites indesejados que estão fora do escopo de trabalho da empresa e que causam o desperdício de tempo dos colaboradores e comprometem a produtividade.
    3. Redução de custos: Com o aumento da segurança da rede, diminuição de custos com manutenção de equipamentos e aumento da produtividade da equipe, o investimento em uma solução de controle do acesso à internet muitas vezes se paga nos primeiros meses.
    4. Informação: Outro ponto importante é o levantamento de informações sobre o uso da internet, ter relatórios do que está sendo acessado e analisar essas informações em conjunto com relatórios de produtividade da equipe e entrega de tarefas, pode levar a otimização da sua política de acesso a internet.

Ferramentas para aumentar a segurança da rede

Como a camada DNS é a porta para os principais ataques cibernético na rede de uma empresa, a implantação de uma ferramenta para aumentar a segurança se torna um fator essencial para garantir a segurança das informações.

Por bloquear preventivamente todas as solicitações em qualquer porta ou protocolo, a segurança na camada DNS pode interromper a ação e evitar o ônus de precisar identificar a origem específica daquele ataque.

Para aumentar a segurança da rede na sua empresa, existem diferentes alternativas, como soluções tradicionais de proxy Linux fornecidas por empresas especializadas, que demandam maior investimento com servidores, mão de obra especializada e manutenção constante.

Outras opções são SonicWall, Fortinet FortiGate e semelhantes, ou então soluções mais modernas, que utilizam recursos em nuvem e são mais acessíveis, de fácil implementação e gerenciamento. Esse tipo de serviço é principalmente recomendado para pequenas e médias empresas, boas opções são Lumiun, OpenDNS ou DNSFilter.

Para escolher a melhor opção para gerenciar o acesso à internet é importante definir bem as necessidades da sua empresa e comparar os custos, características e benefícios de cada uma das soluções existentes.

Por que o Lumiun?

A empresa Lumiun é a única das opções citadas acima que é 100% brasileira. Nós realmente entendemos como funciona o ambiente de trabalho nas empresas brasileiras e criamos soluções que possam aumentar a segurança da rede e produtividade da equipe.

Relatório de segurança do Lumiun
Relatório de segurança do Lumiun

Diariamente são mais de 22 milhões de acessos controlados e 3,2 milhões acessos indesejados bloqueados. São dados que estudamos e que combinamos com serviços de terceiros na intenção e empenho de proteger as informações da empresa.

Principais funcionalidades que você encontra no Lumiun:

  • Controle de acesso
    • Liberação e bloqueio de aplicações, sites e categorias de sites. Inclusive por horário;
    • Busca protegida (Safesearch) no Google, Bing e Youtube para garantir que conteúdos impróprios não sejam exibidos nos resultados das pesquisas;
    • Pesquisa de domínios onde o Lumiun faz uma varredura e encontra sua categoria, reputação, descrição, últimos acessos e ainda um preview da página.
  • Segurança:
    • Opção para definir o nível de reputação mínimo para acessar um site;
    • Bloqueio de sites que pertencem a categorias consideradas nocivas como hacking, malware, phishing, etc.
  • Firewall:
    • Esqueça o conceito antigo e difícil de implantar regras de firewall na sua rede. No Lumiun é possível, com poucos cliques, adicionar regras de bloqueios e liberações por portas, protocolos, origem e destino. Além disso, existem configurações predefinidas que auxiliam os mais leigos no assunto.
  • Velocidade:
    • Com esse recurso você pode limitar a quantidade de Download e Upload para os grupos de equipamentos. Dessa forma pode distribuir seu link de internet conforme você achar melhor ou de acordo com a demanda de cada grupo.
  • Relatórios:
    • De nada adianta todos esses recursos se não fosse possível acompanhar o resultado. No Lumiun é possível acompanhar em tempo real quais os sites mais acessados ou bloqueados, acessos por período, bloqueios de segurança, logs de firewall, equipamentos que mais consomem a banda da internet e muito mais.

O que os clientes mais gostam no Lumiun é a facilidade de gerenciamento de múltiplas redes em um único painel de controle, na nuvem, simples e acessível de qualquer lugar.

20 minutos para aumentar a segurança da rede na sua empresa

Após repassar nossos principais recursos e benefícios, você pode estar apreensivo por achar que é uma solução complexa, que demora para implantar e tem custo alto.

Instalação do Lumiun Box na rede da empresa
Instalação do Lumiun Box na rede da empresa

Boa notícia! Após receber o Lumiun Box (enviado em comodato), nosso time de atendimento lhe auxilia em todas as etapas. Em média, desde a instalação do box na rede e configuração do painel de controle, nossos clientes levam até 20 minutos. São apenas 20 minutos para deixar a rede da sua empresa mais segura e sua equipe mais produtiva.

E sobre o custo para contratar o Lumiun? Você vai se impressionar com o baixo investimento. Solicite nosso contato no formulário abaixo ou acesse o site www.lumiun.com.


GhostDNS: o malware que pode invadir seu roteador e roubar sua senha do banco

Pesquisadores de cibersegurança descobriram uma nova campanha de malware, direcionada para o Brasil, que já invadiu mais de 100.000 roteadores. Ele altera configurações de DNS dos roteadores para enganar os usuários com sites falsos, especialmente relacionados a bancos, e roubar suas senhas.

Denominado GhostDNS, o malware é similar ao DNSChanger, e funciona alterando as configurações DNS em roteadores vulneráveis. Com isso, parte do tráfego da rede é desviado para servidores dos atacantes de forma a falsificar os sites de bancos, entre outros, e roubar as senhas dos usuários.

O GhostDNS varre a rede buscando roteadores vulneráveis, com senhas fracas ou até mesmo sem senha. O malware invade esses roteadores vulneráveis e altera a configuração referente a quais servidores DNS o roteador e os usuários da rede local devem utilizar. Controlando isso, o malware consegue redirecionar parte do tráfego para sites maliciosos que visam roubar senhas e outros dados pessoais dos usuários. Roteadores infectados com esse malware poderão redirecionar o tráfego de sites como Bradesco, Banco do Brasil, Caixa, Itaú, Santander, Citibank, Sicredi e Netflix.

Pelo levantamento realizado, o GhostDNS já invadiu mais de 100.000 roteadores, sendo 87,8% deles no Brasil. Algumas marcas/modelos de roteadores infectados localizados na pesquisa:

  • 3COM OCR-812
  • AirRouter AirOS
  • Antena PQWS2401
  • AP-ROUTER
  • C3-TECH Router
  • Cisco Router
  • D-Link DIR-600
  • D-Link DIR-610
  • D-Link DIR-615
  • D-Link DIR-905L
  • D-Link DSL-2640T
  • D-Link DSL-2740R
  • D-Link DSL-500
  • D-Link DSL-500G/DSL-502G
  • D-Link ShareCenter
  • Elsys CPE-2n
  • Fiberhome
  • Fiberhome AN5506-02-B
  • Fiberlink 101 GPON ONU
  • Greatek GWR-120
  • Huawei
  • Huawei SmartAX MT880a
  • Intelbras WRN 150
  • Intelbras WRN 240
  • Intelbras WRN 300
  • Intelbras WRN240-1
  • Kaiomy Router
  • LINKONE
  • MikroTiK Routers
  • Multilaser
  • OIWTECH
  • PFTP-WR300
  • QBR-1041 WU
  • Ralink Routers
  • Sapido RB-1830
  • SpeedStream
  • SpeedTouch
  • TECHNIC LAN WAR-54GS
  • Tenda
  • Thomson
  • TP-Link Archer C7
  • TP-Link TD-W8901G/TD-W8961ND/TD-8816
  • TP-Link TD-W8960N
  • TP-Link TL-WR1043ND
  • TP-Link TL-WR720N
  • TP-Link TL-WR740N
  • TP-Link TL-WR749N
  • TP-Link TL-WR840N
  • TP-Link TL-WR841N
  • TP-Link TL-WR841ND
  • TP-Link TL-WR845N
  • TP-Link TL-WR849N
  • TP-Link TL-WR941ND
  • TRIZ TZ5500E/VIKING
  • DSLINK 200 U/E
  • Wive-NG routers firmware
  • ZTE ZXHN H208N
  • Zyxel VMG3312

Como descobrir se meu roteador foi invadido?

O principal sintoma que indica que seu roteador foi invadido pelo GhostDNS ou DNSChanger é que ele irá fazer seu computador utilizar um servidor DNS estranho. É possível fazer um teste simples, que detecta a maior parte dos casos.

  1. Primeiramente descubra quais servidores DNS estão em uso pelo seu computador.
  2. Se os servidores DNS especificados em seu computador não coincidirem com algum dos seguintes padrões, recomendamos uma análise mais detalhada.
  • 192.168.x.x
  • 10.x.x.x
  • 8.8.8.8
  • 8.8.4.4
  • 1.1.1.1
  • 1.0.0.1
  • 9.9.9.9
  • 149.112.112.112
  • 208.67.222.222
  • 208.67.220.220
  • 4.2.2.1
  • 4.2.2.2

Como evitar problemas com o GhostDNS?

É possível evitar que o GhostDNS invada seu roteador utilizando uma senha forte na interface de gerenciamento do roteador. Além disso, manter o roteador com firmware atualizado, de acordo com as últimas versões oficiais de firmware lançadas pelo fabricante, também é uma medida importante para evitar problemas de segurança.

Outra solução muito eficaz é utilizar um sistema de controle de acesso à internet com Firewall de DNS, como é o caso do Lumiun. Em redes que utilizam o Lumiun, a probabilidade de contaminação dos equipamentos e invasão do roteador é reduzida, e, além disso, mesmo que o roteador tenha sido invadido e o DNS reconfigurado, o Lumiun irá proteger a rede e não irá permitir que esse tipo de invasão redirecione o tráfego dos usuários com base na alteração de DNS imposta pelo malware no roteador afetado. Com isso, empresas que utilizam o Lumiun estão sempre seguras contra todas campanhas de malware que visam desviar o tráfego por meio de invasão do roteador e modificação do DNS.

Referências

Baboo – Malware GhostDNS alterou o DNS de mais de 100.000 roteadores

The Hacker News – GhostDNS: New DNS Changer Botnet Hijacked Over 100,000 Routers [Conteúdo em Inglês]

Netlab 360 – 70+ different types of home routers(all together 100,000+) are being hijacked by GhostDNS [Conteúdo em Inglês]

 

Entenda o que é e como o DNS facilita o uso da Internet

O DNS, do inglês Domain Name System (Sistema de Nomes de Domínios), é um serviço hierárquico e distribuído para computadores, serviços ou qualquer recurso conectado à Internet que funciona como um sistema de tradução de nomes de domínios (hosts) para endereços IP. É através do DNS que podemos digitar apenas um nome como www.lumiun.com na barra de endereços do navegador para acessar o site do Lumiun,  não sendo necessário informar um número IP (200.154.39.214), que é uma combinação numérica de difícil memorização.

Como o DNS funciona?

É possível acessar qualquer site na Internet pelo seu nome de domínio (lumiun.com) ou pelo endereço IP (200.154.39.214) do servidor onde esse site está hospedado. Para que não seja necessário informar a combinação de números IP na barra de endereços do navegador sempre que você informa o endereço de um site que queira acessar, o DNS faz o trabalho de traduzir o nome do domínio que compõem a URL do site para o endereço IP do servidor do respectivo site, direcionando o acesso a esse servidor. Imagine sua lista de contatos no seu telefone, para ligar para um contato, basta selecionar o nome do contato, a partir disso o telefone traduz esse nome para respectivo número de telefone e faz a ligação, o DNS funciona de forma semelhante.

Cada servidor na Internet possui um endereço IP único, portanto, cada domínio é direcionado para um IP específico. Por isso, não é possível existir dois sites diferentes com endereços (URLs) iguais.

Existem 13 servidores DNS raiz em todo o mundo e sem eles a Internet não funcionaria. Destes, dez estão localizados nos Estados Unidos, um na Ásia e dois na Europa. Para ampliar a base instalada destes servidores e tornar o serviço mair rápido, existem réplicas localizadas por todo o mundo, inclusive no Brasil.

Quem gerencia o DNS?

Para que o sistema de endereços IP e DNS funcione corretamente, é necessário uma coordenação global. Pois é necessário garantir que não seja possível atribuir endereços IP de maneira descentralizada e também que cada endereço IP identifique um único servidor/equipamento em todo o mundo.

A organização responsável por gerenciar nomes de domínios e endereços IP em todo mundo é o ICANN (acrônimo em inglês para Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números). É responsabilidade dessa entidade manter todos os sites registrados e funcionando na internet.

hierarquia dnsOs nomes de domínios são gerenciados de forma hierárquica e distribuída, e a autoridade sobre os domínios é delegada de acordo com a estrutura hierárquica, geralmente usado ou reservado para um país. A imagem ao lado exemplifica essa estrutura de nomes, onde o “.br” é o domínio de topo de código de país que pertence e identifica o Brasil.

No Brasil, os endereços de internet são gerenciados pelo NICBR – Núcleo de Informação e Coordenação do PONTO BR. Serviços e informações sobre domínios, consulta de endereços e registros podem ser realizadas no Registro.BR. O Brasil encerrou o ano de 2014 com 3.513.227 domínios registrados. Estatísticas atualizadas estão disponíveis em www.registro.br/estatisticas.html.

Como utilizar o DNS?

Todo equipamento conectado em rede e na Internet necessita de um servidor DNS para se comunicar na rede e acessar a Internet. A definição do servidor DNS faz parte das configurações básicas da rede e do computador, geralmente são utilizados serviços de DNS conhecidos, como o DNS do Google (8.8.8.8) ou DNS dos próprios provedores de Internet.

O Lumiun é um serviço que utiliza o sistema de DNS para oferecer segurança e controle de acesso a Internet, veja como funciona e os benefícios e vantagens de controlar o acesso a Internet em ambientes corporativos.