nível de segurança na internet

Você sabe o quanto sua empresa está segura na internet? Descubra agora!

Independente do setor ou do tipo de atividade realizada pela empresa, inevitavelmente ela produz e manipula informações importantes que contribuem diretamente para a continuidade do negócio. E esses dados fazem parte da rotina da empresa, como o cadastro de clientes, pedidos, orçamentos, projetos, propostas, entre outros. Por essa razão, o nível de segurança na internet deve ser uma preocupação constante para os gestores.

Assim como a tecnologia avança todos os dias, os cibercriminosos também encontram maneiras cada vez mais ardilosas para invadir sistemas e roubar informações. A necessidade de proteger essas informações ficou ainda maior com o surgimento da LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados.

Através de uma estratégia eficiente voltada para a proteção dos dados, a empresa consegue garantir que as informações sejam mantidas longe do alcance de criminosos, evitando qualquer tipo de prejuízo para o negócio.

Por que a segurança é importante?

A internet se tornou indispensável para a realização de tarefas essenciais, sendo praticamente impossível conduzir um negócio sem a ajuda desse recurso. Por conta dessa ampla utilização, ela também é um ambiente muito perigoso, que traz diversas ameaças para a segurança das informações. 

Pudemos perceber com os últimos ataques cibernéticos, que qualquer empresa pode ser alvo desse tipo de ataque, independentemente do segmento ou porte. E eles podem acontecer com diferentes objetivos, como: 

  •   Derrubar sistemas;
  •   Roubar dados confidenciais ou valiosos para a empresa ou mercado;
  •   Realizar desvios financeiros;
  •   Corromper dados e informações;
  •   Roubar dados pessoais e financeiros de clientes;
  •   Vazar informações importantes.

Quais os principais ataques cibernéticos da atualidade?

Utilizando armadilhas que são dispostas de diferentes maneiras, os criminosos conseguem causar diversos prejuízos para as empresas. Os principais ataques cibernéticos atualmente são: 

  •   Ataque DDoS: nesse tipo de ataque, os criminosos sobrecarregam as redes e sistemas de uma empresa, prejudicando a disponibilidade e continuidade dos serviços; 
  •   Ransomware: assim como em um sequestro, nesse tipo de ataque cibernético os criminosos roubam as informações sigilosas de uma empresa ou derrubam redes ou servidores, exigindo o pagamento de uma quantia para liberar os dados; 
  •   Phishing: esse é um dos tipos de ataque mais comuns encontrados na internet, e são plantados em e-mails falsos, banners, links maliciosos, downloads corrompidos, entre outros. Embora pareça um ataque menos agressivo, essa é uma das maiores ameaças dentro da internet.

Esses ataques podem vir de diversas frentes, sendo necessário encontrar ferramentas inteligentes que possibilitem um maior controle de acesso à internet. Sem que haja um treinamento adequado, os colaboradores podem criar pontos de vulnerabilidade que facilitam o acesso de criminosos e prejudicam o bom andamento das atividades da empresa.

Como trazer mais segurança para a empresa?

Embora contar com ferramentas e softwares de segurança seja essencial, é importante que haja uma política eficiente de uso na internet corporativa a fim de evitar esse tipo de problema. Para isso, os colaboradores devem ter em mente como deve ser o uso correto da internet da empresa, de forma a proteger os dados e a rede do organização.

Para isso, a empresa deve adotar algumas medidas, como:

  •       Capacitar os funcionários quanto ao uso seguro da internet dentro do ambiente de trabalho;
  •       Utilizar ferramentas eficientes para aumentar a segurança da rede e garantir a proteção dos dados;
  •       Instruir quanto a criação de senhas que possuam um padrão de segurança superior, evitando nomes, datas de nascimento e outras informações que podem ser descobertas com facilidade;
  •       Manter sistemas e dispositivos atualizados;
  •       Utilizar softwares originais;
  •       Estabelecer um cronograma de backup;
  •       Controlar o acesso dos colaboradores à rede, evitando o acesso à redes sociais, páginas de entretenimento, e-commerces e conteúdos maliciosos.

Você sabe o quanto sua empresa está segura na internet? Descubra agora!

Como vimos, a segurança dos dados, redes e sistemas de uma empresa está diretamente relacionada ao comportamento de uso dos colaboradores perante aos recursos de segurança utilizados pela organização. Por esse motivo, é importante contar com uma ferramenta de diagnóstico para te ajudar a encontrar os principais pontos de vulnerabilidade e estabelecer estratégias de melhoria dentro do seu negócio.

Pensada e elaborada por profissionais do ramo, trouxemos uma ferramenta para ajudar empresas de todos os portes e segmentos a terem uma visão mais clara sobre a segurança na internet do seu negócio. O Diagnóstico de Segurança na Internet para Empresas, classifica a segurança da sua empresa em diferentes níveis de segurança na internet. São eles:

Ineficiente: esse é o padrão mais baixo de segurança, onde todos os pontos relevantes de segurança merecem atenção para evitar problemas graves de segurança.

Básico: no nível básico, a empresa apresenta uma pequena preocupação com a segurança na internet. Nesse caso, é considerado os pontos que necessitam de atenção imediata.

Intermediário: nesse caso, a empresa provavelmente já implementou alguns recursos que ajudaram a aumentar a segurança na internet, mas ainda pode apresentar algumas limitações.

Eficiente: esse é o nível mais alto e representa empresas que já possuem uma grande preocupação com a segurança. Nesse caso, é importante manter a atenção, controlar e gerenciar os processos atuais de acordo com as necessidades e as mudanças no mercado.

Com a ajuda desse diagnóstico, você poderá saber qual o Nível de Segurança na Internet da sua empresa em poucos minutos, recebendo um relatório completo gratuitamente.

Categorias que norteiam o nível de segurança na internet

Para entregar informações específicas sobre a segurança da internet na sua empresa, o nosso diagnóstico analisa as principais e mais básicas categorias de segurança, como: 

  • Análise de Políticas e Documentos: essa categoria está relacionada aos métodos e costumes relacionados à internet dentro da empresa. Nesse fator, podemos incluir possíveis políticas de uso seguro da internet, avaliações, gestão de risco, regras de acesso, análises e auditorias, entre outros.
  • Análise de Controle e Produtividade: A produtividade dos colaboradores está diretamente relacionada com a segurança na internet. Isso porque acessos indevidos durante o horário de trabalho podem, além de prejudicar o rendimento dos funcionários, aumentar a probabilidade de criar pontos de vulnerabilidade que facilitam o acesso de cibercriminosos. Ferramentas de segurança e de controle de acesso à internet são fortes aliadas no combate aos malwares, phishing, golpes e softwares maliciosos.

Nesse sentido, nessa categoria são considerados os recursos utilizados pela empresa para garantir a segurança da rede, como softwares de segurança, bloqueio de acesso, filtros de conteúdo, entre outros. 

  • Análise de Logs e Relatórios: nessa categoria, o nosso diagnóstico analisa as ferramentas de acompanhamento de logs e registro de informações, que fornecem dados relevantes sobre o acesso dos usuários. Através dessas ferramentas, é possível obter um maior controle e aumentar a segurança da sua internet.
  • Análise de Disponibilidade: na Análise de disponibilidade, o diagnóstico realiza o balanceamento dos recursos disponíveis de acordo com a necessidade e as prioridades da empresa. Essa é uma das categorias mais importantes para garantir mais eficiência e segurança para um negócio.

O resultado do diagnóstico é enviado no seu e-mail em um documento PDF e traz informações importantíssimas, estabelecendo resultados de acordo com as categorias de segurança.

Além disso, o material conta com diversas dicas, respostas às principais perguntas e inúmeros materiais úteis para melhorar a segurança na internet da sua empresa.

Tudo isso de forma rápida e gratuita.

Quer fazer o seu diagnóstico? Faça agora mesmo!

Posts Relacionados