Entenda o que é e como o DNS facilita o uso da Internet

O DNS, do inglês Domain Name System (Sistema de Nomes de Domínios), de forma técnica, é um serviço hierárquico e distribuído para computadores, serviços ou qualquer recurso conectado à Internet que funciona como um sistema de tradução de nomes de domínios (hosts) para endereços IP. De forma resumida, é através do DNS que podemos digitar apenas um nome como www.lumiun.com na barra de endereços do navegador para acessar o site do Lumiun, não sendo necessário informar um número IP (200.154.39.214), que é uma combinação numérica de difícil memorização.

Como o DNS funciona?

como funciona o dns

É possível acessar qualquer site na Internet pelo seu nome de domínio (lumiun.com) ou pelo endereço IP (200.154.39.214) do servidor onde esse site está hospedado. Para que não seja necessário informar a combinação de números IP na barra de endereços do navegador sempre que você informa o endereço de um site que queira acessar, o DNS faz o trabalho de traduzir o nome do domínio que compõem a URL, para o endereço IP do servidor do respectivo site, direcionando o acesso a esse servidor.

Imagine sua lista de contatos no seu celular. Para ligar para alguém, basta selecionar o nome do contato, a partir disso o celular traduz esse nome para o número de telefone e faz a ligação. O DNS funciona de forma semelhante.

Cada servidor na Internet possui um endereço IP único, portanto, cada domínio é direcionado para um IP específico. Por isso, não é possível existir dois sites diferentes com endereços (URLs) iguais.

Existem 13 servidores DNS raiz em todo o mundo e sem eles a Internet não funcionaria. Destes, dez estão localizados nos Estados Unidos, um na Ásia e dois na Europa. Para ampliar a base instalada destes servidores e tornar o serviço mais rápido, existem réplicas localizadas por todo o mundo, inclusive no Brasil.

Quem gerencia o DNS?

como funciona o dns

Para que o sistema de endereços IP e DNS funcione corretamente, é necessário uma coordenação global, pois é necessário garantir que não seja possível atribuir endereços IP de maneira descentralizada e também que cada endereço IP identifique um único servidor ou equipamento em todo o mundo.

A organização responsável por gerenciar nomes de domínios e endereços IP em todo mundo é o ICANN (acrônimo em inglês para Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números). É responsabilidade dessa entidade manter todos os sites registrados e funcionando na internet.

hierarquia dnsOs nomes de domínios são gerenciados de forma hierárquica e distribuída, e a autoridade sobre os domínios é delegada de acordo com a estrutura hierárquica, geralmente usado ou reservado para um país. A imagem ao lado exemplifica essa estrutura de nomes, onde o “.br” é o domínio de topo de código de país que pertence e identifica o Brasil.

No Brasil, os endereços de internet são gerenciados pelo NICBR – Núcleo de Informação e Coordenação do PONTO BR. Serviços e informações sobre domínios, consulta de endereços e registros podem ser realizadas no Registro.BR. O Brasil têm até agora (15/10/2020) com 4.468.898 domínios registrados. Estatísticas atualizadas estão disponíveis em www.registro.br/estatisticas.html.

Como utilizar o DNS?

como funciona o dns

Todo equipamento conectado em rede e na Internet necessita de um servidor DNS para se comunicar na rede e acessar a Internet. A definição do servidor DNS faz parte das configurações básicas da rede e do computador, geralmente são utilizados serviços de DNS conhecidos, como o DNS do Google (8.8.8.8) ou DNS dos próprios provedores de Internet.

O Lumiun é um serviço que utiliza o sistema de DNS para oferecer segurança e controle de acesso a Internet, filtrando quais domínios podem ou não ser acessados, conforme sua classificação indicativa, melhorando a produtividade nas empresas e também, aumentando a segurança dos dados. Você pode ver com mais detalhes como funciona e os benefícios e vantagens de controlar o acesso à internet em ambientes corporativos.

Como lidar com o uso indevido da Internet no ambiente de trabalho

Acessar à internet diariamente se tornou realidade para boa parte dos brasileiros e o universo digital tem cada dia mais importância no cotidiano das pessoas.

Não importa a classe social, idade ou estilo, os usuários se conectam e utilizam a internet de diferentes formas, com finalidades pessoais ou profissionais.

Entretanto, ainda há muita dúvida quando o assunto é o uso da internet no ambiente profissional, durante a jornada de trabalho. De um lado, há o poder disciplinar, diretivo e regulamentar do empregador. Do outro, a privacidade do empregado.

Você sabe qual deles deve prevalecer? E quando o uso da internet no trabalho pode gerar demissão?

Veja alguns pontos importantes a serem considerados quando se trata do uso da Internet no trabalho nas próximas linhas.

Bom senso

Em primeiro lugar, todo empregado que utiliza a internet no ambiente de trabalho deve ter bom senso para saber que durante o expediente não deve realizar atividades pessoais.

Porém, caso o funcionário precise checar algum tipo de e-mail ou rede social, é importante que tenha um equilíbrio.

Outro cuidado, talvez maior, é com o uso do celular, pois o uso indevido na empresa pode acarretar uma demissão por justa causa.

Se o funcionário faz um bom uso da internet para o trabalho, não existe problema algum. Porém, o colaborador pode estar utilizando serviços de e-mail pessoal, comunicadores instantâneos, acessando redes sociais e sites de conteúdo indevido, ao mesmo tempo que realiza, ou deveria estar realizando as atividades relacionadas ao seu trabalho.

É nesse momento que o bom senso deve prevalecer.

O ideal é definir em conjunto os limites para o uso da Internet aos colaboradores ou até mesmo um horário específico. Desse modo fica claro ao colaborador o que, quando e de que forma pode usar a Internet para fins pessoais e o empregador mantém o direito de monitorar e penalizar caso os limites sejam excedidos.

Inclusive é de grande importância que seja deixado bem claro ao colaborador essas regras para o uso da internet, pois dessa forma evita-se desentendimentos ou desinformação, o que é importante principalmente em empresas com um grande número de funcionários fazendo uso da internet.

Controle de acesso

Internet no ambiente de trabalho

Se a empresa julgar necessário, ela tem o direito de controlar, monitorar, restringir ou proibir o acesso à Internet para fins particulares. No entanto, primeiramente deve-se informar os colaboradores formalmente.

O ideal é adicionar no regulamento interno e no contrato individual de trabalho que o uso da internet para assuntos pessoais durante o expediente é controlado e monitorado pela empresa.

Esse controle pode ser implementado por meio de um documento com orientação e treinamento para os colaboradores, ou com a utilização de serviços para gestão da internet que controlam o acesso à internet no ambiente de trabalho.

As regras de acesso podem ser definidas de acordo com as necessidades do empregador, podendo ser bloqueado somente o acesso à sites maliciosos ou de conteúdo impróprio e redes sociais, por exemplo.

Uma boa opção de software para controle de acesso à Internet nas empresas é o Lumiun. Com o Lumiun é possível criar regras de acesso flexíveis e acompanhar o uso através de relatórios e gráficos.

A solução funciona de forma diferente do habitual no mercado, pois o maior objetivo é ser uma solução fácil de ser implementada e gerenciada. Sabe-se que atualmente um dos maiores problemas das empresas é a baixa produtividade e a falta de segurança e é neste segmento que o Lumiun atua, simplificado às empresas de pequeno e médio porte.

Privacidade

Internet no ambiente de trabalho

Se a empresa optar por permitir que seus colaboradores utilizem a internet para fins pessoais e sem relação com o trabalho, ela não tem o direito de fiscalizar conteúdos de e-mail ou outras mensagens pessoais. Nesse caso, a privacidade do colaborador deve ser respeitada.

Por outro lado, se o acesso à internet é permitido apenas para atividades do trabalho, a empresa pode monitorar mensagens de contas de e-mail e programas de comunicação instantânea fornecidos pela empresa.

Inclusive pode controlar a entrada em sites e serviços acessados na Internet, desde que o colaborador esteja ciente e previamente informado, como já mencionado.

Além do mais, as empresas têm o direito de cuidarem de sua imagem ou marca na internet, além de terem responsabilidade sobre as atitudes de seus empregados em determinadas situações, pois isso consta no artigo 5º, Inciso X, da Constituição Federal.

Penalidades

Internet no ambiente de trabalho

Se as regras e diretrizes de acesso à Internet forem desrespeitadas pelo colaborador, a empresa pode aplicar penalidades disciplinares e advertências, podendo chegar até à demissão por justa causa, desde que tudo esteja estabelecido no contrato e seja possível comprovar o desrespeito do colaborador perante as regras estabelecidas para o uso da Internet.

No fim, os pontos mais importantes são o equilíbrio e o bom senso por parte da empresa e do colaborador. O empregador deve buscar o momento adequado de penalizar os funcionários e ao mesmo tempo respeitar sua privacidade.

Caso contrário, a empresa também pode responder pelos danos causados por conta de uma eventual invasão.

O empregado deve ter consciência de não utilizar do ambiente corporativo e tempo de trabalho para tratar sobre assuntos particulares. É de grande importância que o funcionário saiba ter essa prudência na utilização da internet.

Por fim, vale ressaltar ainda que seria conveniente que a empresa, antes de começar a monitorar os e-mails e o acesso à internet, implantasse um regimento de uso destes instrumentos de trabalho, prevendo e deixando de forma clara aos seus empregados quando e de que forma devem utilizar tais instrumentos, para que, assim, fique claro que os e-mails e o acesso serão monitorados.

Espero ter te ajudado em alguma dúvida sobre o acesso indevido da internet no ambiente de trabalho.

Se você tem alguma sugestão sobre o tema, escreva abaixo nos comentários.

Até a próxima!

Acesso remoto seguro: controle de acesso aos funcionários em home office

Até que tudo volte ao normal pós-pandemia, temos uma certeza: o trabalho em home office veio para ficar. Inteligentes são as empresas que usam a tecnologia a seu favor para fornecer proteção aos funcionários em trabalho remoto. Embora esse não seja um costume por grande parte delas, a segurança de dados tem sido amplamente difundida nos meios empresariais, buscando melhorias nos sistemas de proteção e principalmente, perda de (mais) faturamento ou investimento em reparos relacionados ao tema.

Pensando nisso, veremos a seguir os perigos do trabalho em home office e algumas formas de evitar tais problemas.

Quais os perigos do trabalho remoto?

acesso remoto seguro

Imagine uma empresa com 70 funcionários trabalhando diretamente em computadores conectados à internet todos os dias. Por um fator de saúde, praticamente todos eles precisaram adotar o trabalho remoto, em suas residências.

Antes, o ponto de ataque era apenas a rede interna da empresa, onde o sistema de proteção da empresa abrange todos os funcionários conectados. Agora, em home office, os possíveis pontos de ataque são muitos, e podem ser multiplicados se os funcionários fizerem uso de mais de um dispositivo em sua casa. Ainda há o fato de não haver nenhum tipo de controle de tarefas e acessos aos computadores pessoais ou fora do controle da rede da empresa. No pior cenário, em um acesso remoto à rede da empresa todos os dados sensíveis e importantes podem ser criptografados ou sequestrados por criminosos cibernéticos.

O grande desafio das empresas que fazem do trabalho remoto a sua carta na manga para manter a empresa em pleno funcionamento, é manter seus dados seguros e seus funcionários controlados.

É extremamente difícil para as empresas que não têm um setor de TI desenvolvido ou dedicado à segurança da informação, ter controle sobre a infraestrutura que seus funcionários remotos estão usando para trabalhar. Por falar em TI, publicamos recentemente o Guia de TI para Pequenas e Médias Empresas, acredito que seja útil se você tem problemas relacionados a isso.

Acesso remoto seguro

A segurança sempre foi pensada como um conjunto de pessoas, processos e tecnologia, mas agora, a tecnologia está desempenhando um papel maior nesse cenário, ao permitir que as empresas operem por meio de acesso remoto.

Embora seja preferível que os funcionários estejam fisicamente presentes, o acesso remoto seguro permite que as organizações gerenciem o processo de acesso à sistemas sensíveis e críticos da empresa de maneira responsável e segura, fornecendo a capacidade visualizar quem está utilizando a infraestrutura dos negócios.

Em meio a pandemia, boa parte das equipes se encontra em regime de teletrabalho, ou home office, comumente conhecido. Pensando nisso, publicamos o Guia de Home Office para Pequenas e Médias Empresas, com diversas informações e ferramentas para quem utiliza a modalidade de trabalho, ou pretende utilizar.

Muitas pessoas tentam inibir a tecnologia simplesmente por entender que muitas de suas tarefas podem ser substituídas por ela, porém, é dever da organização prezar pela segurança dos dados utilizados pelos colaboradores, seja por meio de tecnologia que dispensa tarefas manuais ou não.

Controle de acesso

Se o controle de acesso nas empresas já é difícil de forma presencial, imagine à distância. Ao mesmo tempo que os colaboradores podem usar a internet para suas tarefas diárias, podem também fazer uso de forma indevida, gerando baixa produtividade, desatenção, problemas de segurança de dados e prejuízos incalculáveis para a empresa.

O controle de acesso à internet nas empresas é uma política fundamental na gestão de equipes e recursos de tecnologia, principalmente em home office.

Abaixo citamos alguns benefícios e vantagens que tal ação proporciona:

  1.  Maior produtividade e qualidade nas tarefas
  2.  Foco nas tarefas da empresa
  3.  Proteção contra ameaças na internet
  4.  Menos ocorrência de problemas com vírus e malwares
  5. Monitoramento e informações sobre a utilização da internet
  6. Melhor desempenho dos sistemas e computadores
  7.  Menos custos com manutenção de equipamentos

Boas práticas de acesso remoto seguro

Para ajudar a garantir práticas operacionais seguras ligadas ao acesso remoto, listamos abaixo algumas das melhores práticas que as empresas e funcionários podem seguir:

  1. Usar antivírus em todos os computadores
  2. Autenticação de dois fatores (2FA)
  3. Ter cópias de backup dos dados importantes
  4. Monitorar as conexões de acesso remoto, obtendo mais visibilidade em todos os sistemas remotos que interagem com sua rede
  5. Crie e implante políticas de acesso e regras de acesso remoto seguro
  6. Verifique constantemente as configurações dos sistemas para que não haja alterações indevidas
  7. Mantenha softwares e sistemas operacionais atualizados
  8. Atualize constantemente as senhas, utilizando senhas fortes e seguras

Como fazer o controle de acesso remoto e seguro de forma fácil

Powered by Rock Convert

A VPN Empresarial é uma ótima solução especificamente para pequenas e médias empresas, para que possam oferecer a seus funcionários acesso remoto seguro e monitorar as ameaças à segurança.

Uma grande vantagem da VPN Empresarial do Lumiun em relação a outras soluções de VPN Corporativa é que ela aplica aos colaboradores que estão trabalhando remotamente, em home office, as mesmas regras de proteção e monitoramento do acesso à internet que existem na rede interna da empresa, caso exista. Com isso se mantém vigente a política de uso da internet existente na organização, com objetivo de melhorar a segurança da informação e a produtividade dos colaboradores.

A ferramenta fornece visibilidade detalhada de cada conexão remota, além da possibilidade de efetuar o controle total sobre cada acesso por usuário e equipamento, ou seja, você pode ver exatamente o que seus funcionários estão acessando, em quais momentos, definir regras de acesso para cada um deles, mantendo dessa forma, todos os dados que trafegam por meio de acesso remoto muito mais seguros e controlados.

O Lumiun é instalado de forma fácil, sem necessidade de conhecimento técnico, contando com suporte total para qualquer dificuldade encontrada.

Se quiser saber mais informações, acesse nosso site ou fale com um consultor, é rápido e sem compromisso.

Até a próxima!

10 maiores falhas de segurança de dados em 2020

Normalmente, as falhas de segurança de dados acontecem no mundo digital, e pode ter vários objetivos, desde ganhar respeito diante da comunidade hacker, roubar informações sigilosas ou, até mesmo, causar a perda de uma informação para prejudicar um concorrente, por exemplo. Em geral, o alvo mais fácil de ser atingido é o usuário de qualquer sistema.

As pessoas, diferentemente dos softwares, não são programáveis e precisam de constante treinamento para não comprometerem todo o sistema. Outro fator importante é adotar técnicas de criptografia nas informações sensíveis, guardando dados de forma ilegível para quem não está autorizado a acessá-los.

No âmbito corporativo, existem muitas ferramentas e soluções para ajudar o profissional de TI responsável, à melhorar os processos e sistemas dentro da empresa. E, é claro, manter um filtro de conteúdo para bloquear downloads e sites maliciosos é a primeira lição a ser feita nas empresas.

Para o setor de TI, boas maneiras de evitar falhas de segurança é monitorar constantemente os serviços que rodam na empresa, conscientizar os colaboradores periodicamente e, sem dúvida o mais importante, ter uma rotina de backup eficiente, seguindo os padrões internacionais que estabelecem o número de cópias, distância física entre elas e as formas de contingência no armazenamento e acesso às informações.

Grandes falhas de segurança

falhas segurança de dados

Grandes corporações multinacionais já passaram maus bocados com vazamento de informações confidenciais. O segmento está se tornando cada vez mais atraente para ataques virtuais, portanto, muitas delas estão em busca de soluções e cuidados diários para manter-se longe das ameaças, adotando medidas de combate, prevenção e orientação para os colaboradores.

Porém, manter a segurança de dados da empresa ainda não é vista como indispensável e urgente por muitas delas. Assim como existem grandes ataques à multinacionais, pequenas empresas também sofrem ataques de menor escala mas com grau de efeito negativo sob a empresa, em muitos casos, muito maior.

A seguir, analisaremos 10 falhas que se tornaram notáveis no mundo digital em 2020. Se quiser ver mais informações sobre cada falha de segurança baixe eBook e envie para quem quiser.

Powered by Rock Convert
  1. iFood – Brecha de segurança expõe dados do aplicativo
  2. EasyJet – Ciberataque expõe dados de 9 milhões de clientes
  3. Natura – 50 mil clientes Natura têm informações vazadas na web
  4. Honda Motor – Empresa de automóveis suspende sua produção
  5. Samsung – Falha de segurança permite invasão de celulares Galaxy desde 2014
  6. Zoom – Problemas de privacidade e invasões na plataforma de videoconferências
  7. Grupo Energisa – Invasor teria criptografado servidores e pedido R$ 5 mi
  8. Twitter – Hackers postam fraude no Twitter de bilionários e famosos
  9. Nubank – Dados de correntistas do Nubank estavam disponíveis no Google
  10. Austrália – Onda de ataques cibernéticos ao governo

Como se proteger?

falhas segurança de dados

Como vimos, falhas na segurança podem acontecer a qualquer momento, em qualquer ramo empresarial. Podemos afirmar que não existe uma medida que garanta 100% da integridade dos dados, mas uma combinação de procedimentos seguidos por toda a companhia pode minimizar a chance de que a falha ocorra, e, principalmente, conter os danos causados por ela.

Falhas de segurança acontecem com grandes empresas, que investem montantes consideráveis em tecnologia de proteção, imagine o quão frágil podem ser pequenas empresas que não tem a mesma preocupação.

A seguir listamos 10 dicas que irão ajudar sua empresa nessa batalha diária pela segurança da informação. Você pode ver mais detalhes sobre cada dica baixando o eBook.

  1. Usar senhas seguras para todos os usuários e equipamentos
  2. Ativar a autenticação de dois fatores (2FA)
  3. Proteger e controlar o acesso à internet
  4. Usar antivírus em todos os computadores
  5. Limitar e registrar o tráfego de rede com um firewall
  6. Ter cópias de backup dos dados importantes
  7. Manter os softwares sempre atualizados
  8. Restringir permissões em arquivos compartilhados
  9. Educar os colaboradores sobre phishing e engenharia social
  10. Implantar uma política de uso dos recursos de TI

Bônus

Para aumentar a segurança da rede na sua empresa, existem diferentes alternativas, como soluções tradicionais fornecidas por empresas especializadas, que demandam maior investimento com hardware, mão de obra especializada e manutenção constante.

Porém, você pode optar por soluções mais modernas, que utilizam recursos em nuvem e são mais acessíveis, de fácil implementação e gerenciamento. Esse tipo de serviço é principalmente recomendado para pequenas e médias empresas, boas opções são Lumiun, OpenDNS ou DNSFilter.

Para escolher a melhor opção para gerenciar o acesso à internet é importante definir bem as necessidades da sua empresa e comparar os custos, características e benefícios de cada uma das soluções existentes.

Por que o Lumiun?

A empresa Lumiun é a única das opções citadas na página anterior que é 100% brasileira. Nós realmente entendemos como funciona o ambiente de trabalho nas empresas brasileiras e criamos soluções que possam aumentar a segurança da rede e produtividade da equipe.

Diariamente são mais de 22 milhões de acessos controlados e 3,2 milhões de acessos indesejados bloqueados. São dados que estudamos e que combinamos com serviços de terceiros na intenção e empenho de proteger as informações da empresa.

A seguir, você verá as principais funcionalidades presentes no Lumiun.

Gestão de controle de acesso à internet

  • Liberação e bloqueio de aplicações, sites e categorias de sites. Inclusive por horário.
  • Busca protegida (Safesearch) no Google, Bing e Youtube para garantir que conteúdos impróprios não sejam exibidos nos resultados das pesquisas.
  • Pesquisa de domínios onde o Lumiun faz uma varredura e encontra sua categoria, reputação, descrição, últimos acessos e ainda um preview da página.
  • Relatório de sites acessados em tempo real, além de filtros por horário, equipamentos, usuários categorias e respostas.

Segurança

  • Opção para definir o nível de reputação mínimo para acessar um site.
  • Bloqueio de sites que pertencem a categorias consideradas nocivas como hacking, malware, phishing, etc.

Firewall

  • Esqueça o conceito antigo e difícil de implantar regras de firewall na sua rede. No Lumiun é possível, com poucos cliques, adicionar regras de bloqueios e liberações por portas, protocolos, origem e destino. Além disso, existem configurações predefinidas que auxiliam os mais leigos no assunto.

VPN Empresarial

  • Você conectado na rede da empresa, de onde quiser. Com a VPN Empresarial do Lumiun é possível conectar os colaboradores externos com a rede interna da empresa. Tornando todo e qualquer acesso remoto seguro e totalmente controlado.

Velocidade

  • Com esse recurso você pode limitar a quantidade de Download e Upload para os grupos de equipamentos. Dessa forma pode distribuir seu link de internet conforme você achar melhor ou de acordo com a demanda de cada grupo.

Relatórios

  • De nada adianta todos esses recursos se não fosse possível acompanhar o resultado. No Lumiun é possível acompanhar em tempo real quais os sites mais acessados ou bloqueados, acessos por período, bloqueios de segurança, logs de firewall, equipamentos que mais consomem a banda da internet e muito mais. O que os clientes mais gostam no Lumiun é a facilidade de gerenciamento de múltiplas redes em um único painel de controle, na nuvem, simples e acessível de qualquer lugar.

Segurança em 20 minutos?

Após repassar nossos principais recursos e benefícios, você pode estar apreensivo por achar que é uma solução complexa, que demora para implantar e tem custo alto.

Boa notícia! Após receber o Lumiun Box (enviado em comodato), nosso time de atendimento lhe auxilia em todas as etapas. Em média, desde a instalação do box na rede e configuração do painel de controle, nossos clientes levam até 20 minutos. São apenas 20 minutos para deixar a rede da sua empresa mais segura e sua equipe mais produtiva.

E sobre o custo para contratar o Lumiun? Você vai se impressionar com o baixo investimento. Solicite nosso contato ou acesse o site www.lumiun.com, ou então, baixe nossa apresentação mais completa com todas as informações sobre nossa solução.

Conclusão

Neste artigo vimos como acontecem as falhas de segurança em grandes organizações, bem como suas causas e consequências.

Acreditamos que o cuidado com a segurança da informação é essencial para o sucesso das empresas em crescimento. Certamente terão uma boa segurança na internet em 2020 aquelas pequenas e médias empresas que implantarem, de forma gradual e consistente as dicas presentes neste artigo e no eBook disponível para download.

Na era do conhecimento, quem mais sabe sobre um assunto está mais preparado para novas demandas que surgem todos os dias.

Até a próxima!

4 fatos importantes sobre o uso da internet nas empresas do Brasil

A internet é uma ferramenta essencial em muitos segmentos do mundo. No caso das empresas, o papel da internet é ainda mais estratégico, como canais de comunicação interna entre  funcionários e direção, comunicação externa como marketing e publicidade, além de grande parte das atividades de inúmeros setores que dependem de conexão, que, diga-se de passagem, foi intensificado com a pandemia.

Para que as empresas saibam da importância e quais medidas devem ser tomadas para que o uso da internet seja seguro e saudável, trouxemos alguns fatos retirados da pesquisa do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br).

Fato 1: Atividades com uso de internet nas empresas

internet nas empresas

O uso da internet é praticamente indispensável para o crescimento da empresa. A tecnologia no país cresce mais a cada dia e impulsiona o crescimento da economia. Veja o percentual de empresas que utilizam internet por tipo de atividade:

  • 💰 – Pagamentos e consultas bancárias – 92%
  • 🛒 – Monitoramento de mercado – 73%
  • 🛠 – Buscar Informações sobre produtos ou serviços – 93%
  • 💼 – Interagir com organizações governamentais fazendo pagamentos, cobranças, solicitações on-line – 72%
  • ✉ – Enviar e receber e-mail – 100%
  • 👨‍💻 – Uso de mensagens instantâneas – 76%

Como podemos ver, atividades de grande importância para o funcionamento correto ou planejado da empresa são feitos com a utilização da internet. Em contraponto ao benefício da agilidade que a conexão proporciona, existe os riscos de perda, sequestro ou roubo de dados em muitas destas tarefas. 

Imagine que todos os dados bancários da empresa estejam armazenados em um único computador, e o mesmo, é infectado por vírus e malwares oriundos de acessos indevidos em tempo ocioso pelo funcionário. Todos os dados dos meses subsequentes ao incidente serão perdidos, caso a empresa não tenha um sistema de proteção e backup de dados.

Fato 2: O uso de computadores pelos funcionários

O contato de um funcionário na empresa com um computador é praticamente inevitável. Ressalva apenas para setores de empresas que necessitam apenas de trabalho braçal.

Segundo a pesquisa, a porcentagem dos funcionários das empresas envolvidas na pesquisa que utilizam computadores são:

  • Até 10% dos funcionários da empresa – 7%
  • De 11% à 25% dos funcionários da empresa – 23%
  • De 26% à 50% dos funcionários da empresa – 29%
  • De 51% à 80% dos funcionários da empresa – 14%
  • De 81% à 100% dos funcionários da empresa – 23%
  • Não sabe / Não respondeu – 4%

Podemos perceber que em apenas 7% das empresas participantes da pesquisa, tem menos de 10% dos funcionários usando computadores em seu dia-a-dia. Isso reflete no crescimento das tecnologias e inovações, além de identificar que grande parte da equipe faz uso em algumas de suas tarefas de forma informatizada. 

Porém, tal dado, identifica também que estes funcionários são dependentes do computador para produzir. Caso o equipamento esteja desatualizado, com algum problema de lentidão, ou sem manutenção e atualização de software periodicamente, pode se tornar um grande problema e atrasar ou anular a produtividade do funcionário.

Fato 3: Uso de dispositivos móveis nas empresas

Podemos dizer que a maior parte das pessoas hoje faz uso do celular. Esse cenário não é muito diferente dentro das empresas. Muitas utilizam os dispositivos móveis em geral a favor dos negócios, facilitando comunicações, troca de dados e encurtando distâncias.

Segundo a pesquisa, o percentual de empresas que utilizam dispositivos móveis para fins de trabalho é: 

  • Utilizam – 71%
  • Não utilizam – 29%

Porém, é necessário alertarmos sobre os perigos dos dispositivos móveis, principalmente quando utilizados em redes abertas ou públicas e principalmente, quando estes dispositivos fizerem conexão remota com a rede da local da empresa. Estas conexões normalmente possuem baixa segurança e podem colocar em risco todos os dados armazenados no dispositivo e também todos os dados da rede local da empresa.

Fato 4: Gestão de Risco nas empresas

“É melhor prevenir do que remediar”. Ditado muito utilizado e que se encaixa perfeitamente neste tópico. Ter um profissional dedicado ao suporte de TI nas empresas é considerado por uma grande parte, realmente importante. Mas, infelizmente, uma parcela considerável das empresas não têm esta preocupação. O Cetic.br listou em porcentagem, empresas por presença de departamento ou pessoa encarregada da gestão de TI na empresa:

  • Possuem – 19%
  • Não Possuem – 78%

Sendo mais específico, empresas que possuem um departamento ou pessoa encarregada da gestão de risco de segurança digital da empresa:

  • Possuem – 62%
  • Não possuem – 38%

Apenas utilizar a tecnologia e a internet à favor do negócio, sem pensar que tais benefícios trazem consigo efeitos colaterais é um erro cometido por muitos gestores e empresários. 

Usar a internet de forma segura é extremamente importante e deve ao menos, ser tomadas as medidas mínimas para garantir a integridade dos dados da empresa.

A seguir, listamos algumas soluções simples para empresas que estão preocupadas com a segurança de dados e a produtividade dos funcionários que fazem uso de dispositivos tecnológicos em seu dia-a-dia de trabalho.

Powered by Rock Convert

Soluções

Prevenir problemas que podem causar perda de faturamento, produtividade ou em alguns casos extremos, o fechamento da empresa por vazamento e perda de dados sensíveis e importantes, podem ser feitos muitas vezes com ferramentas e ações simples. 

Listamos algumas soluções básicas para TI em pequenas e médias empresas, algumas dicas para orientação de funcionários e determinação de regras de acesso e segurança, e também, algumas soluções que contemplam um conjunto de ferramentas para segurança de dados, controle de acesso e acesso remoto para empresas. Em todos os tópicos, colocamos links das páginas onde cada solução está detalhada.

Backup

Nunca é demais relembrar a importância de ter um backup confiável, a partir do qual possam ser recuperados os dados importantes após qualquer incidente. Em alguns tipos de ataque, como por exemplo o ransomware, que bloqueia os dados até o pagamento de um resgate, a principal maneira de solucionar o problema passa por restaurar os dados da empresa a partir de uma cópia de backup. O backup é fundamental na segurança das informações da empresa.

💡 Veja algumas soluções de backup aqui.

Antivírus e Antimalware

Ao contrário do que o nome sugere, um software antivírus não protege apenas contra vírus, é apenas um nome antiquado para descrever o que ele realmente faz.

O antimalware também é um software feito para proteger contra vírus. A diferença é que o antimalware usa um nome mais moderno, que abrange todos os tipos de softwares maliciosos, incluindo o vírus.

Ambos são imprescindíveis para um uso seguro de internet na empresa.

💡 Veja algumas soluções de Antivírus e Antimalware aqui.

Armazenamento de Arquivos

Armazenar arquivos da empresa em ferramentas desenvolvidas para este fim, mantêm os dados mais seguros e agiliza o acesso aos mesmos.

Hoje existem basicamente duas formas de armazenar arquivos na empresa: em estrutura física e na nuvem.

💡 Veja os melhores serviços de armazenamento de arquivos na estrutura física e na nuvem aqui.

E-mail Empresarial

O e-mail empresarial é cada vez mais importante no mundo dos negócios e cada vez mais empresas criam ao menos um endereço. 

É recomendado para pequenas, médias e grandes empresas, além de profissionais autônomos e liberais que desejem deixar o seu negócio mais personalizado. Além disso, as melhores soluções de e-mail empresarial hoje no mercado, tem sistemas de segurança efetivos e atualizados periodicamente.

💡 Veja alguns serviços de e-mail empresarial aqui.

Orientação e regras

Para que gestores e seus colaboradores utilizem a tecnologia e naveguem sempre de forma segura na Internet, o primeiro passo é educar os colaboradores para seguirem uma série de procedimentos básicos e simples que irão manter os equipamentos livres de qualquer risco.

💡 Veja algumas dicas para orientação do uso do celular na empresa e definição de regras para os colaboradores

Controle de Acesso à Internet

Fazer o controle de acesso à internet é uma prática comum nas empresas e cada vez mais importante e necessária. Devem ser observados dois pontos principais na gestão do uso da internet em ambientes corporativos: segurança dos dados e produtividade da equipe!

Sem nenhum tipo de controle ou política de acesso à internet, é normal que os colaboradores utilizem uma parte do tempo acessando o e-mail pessoal, perfis em redes sociais, vídeos no YouTube, mensagens no WhatsApp ou fazendo pesquisa sobre assuntos de seu interesse.

Portanto, o controle do acesso à internet nas empresas é uma política fundamental na gestão de equipes, pois reduz o desperdício de tempo com o aumento do foco, além de evitar vários problemas de segurança com acesso a sites nocivos ou famosos golpes da internet.

VPN Empresarial

Naturalmente, a função da VPN é ajudar a aumentar a segurança dos dados ao acessar recursos em uma rede que você não está fisicamente conectado. Porém, visualizar a necessidade disso e principalmente a importância é um pouco mais difícil. Por isso, listamos alguns exemplos de cenários onde o uso da VPN empresarial é extremamente relevante:

Home Office: o funcionário, diretor ou proprietário que está em trabalho remoto pode utilizar a VPN para acessar recursos e arquivos da rede física da empresa. Tornando o acesso dos dados e as operações realizadas (transações bancárias e transferência de arquivos) muito mais seguras.

Privacidade na comunicação: existem muitas informações e estratégias utilizadas nas empresas que podem ser consideradas sigilosas por motivos de logística, ou detalhes empresariais que fazem a diferença perante as concorrentes. Para ter uma comunicação segura e criptografada entre colaboradores, diretores e proprietários, é importante o uso da conexão VPN.

Trabalho externo: em muitos ramos do mercado de trabalho existem trabalhadores externos. Estes, fazem seu trabalho, na maior parte do tempo, longe das dependências da empresa e em muitas ocasiões precisam fazer o acesso a dados importantes que estão armazenados no servidor físico da mesma. O que a grande parte deles não sabe é que para que esse acesso seja feito de forma segura deve-se usar uma conexão VPN.

Conclusão

A tecnologia, e principalmente, a internet, têm nos ajudado em inúmeras tarefas, melhorando a qualidade do trabalho e otimizando o tempo. Espero que neste artigo muitas dúvidas sobre o tema tenham sido solucionadas e as ferramentas citadas sirvam de alguma forma para sua empresa crescer.

Em nosso blog existem muitos outros materiais que podem ser interessantes para você, além do nosso Guia de TI para Pequenas e Médias Empresas, onde você vai encontrar muitas ferramentas para soluções em TI dentro da sua empresa.

Até a próxima!

Veja 17 dicas simples para o uso consciente e seguro da internet

O segmento empresarial está se tornando alvo cada vez mais atraente para ataques virtuais. Por conta disso, as empresas precisam tomar cuidados diários para manter-se longe das ameaças, adotando medidas de combate, prevenção e orientando os colaboradores sobre o uso consciente e seguro da internet na empresa, principalmente, com grande parte dos colaboradores em home office.
Visando uma maior proteção para o setor corporativo, a SaferNet (entidade de proteção e combate a violações dos direitos humanos na internet) criou uma lista com dicas para uso consciente da internet, além de disponibilizar o balanço de sua atuação.

Em 14 anos, a SaferNet recebeu e processou 4.134.808 denúncias anônimas, envolvendo 790.390 páginas (URLs) distintas escritas em 9 idiomas, atribuídos para 104 países em 6 continentes. O número representa cerca de 295 mil denúncias por ano. Ajudou 30.389 pessoas em 27 unidades da federação e foram atendidos 8.543 crianças e adolescentes, 2.180 pais e educadores, 3.471 jovens e 16.195 outros adultos em seu canal de ajuda e orientação.

De acordo com Rodrigo Nejm, diretor de Educação e Atendimento da SaferNet, o problema não está na tecnologia, mas sim no uso indevido da internet e serviços disponíveis na web por parte das pessoas. “Com a união de todos, incluindo empresas dos mais variados setores e do governo, teremos mais forças para construir uma internet mais saudável”.

Você pode conhecer e utilizar os serviços e informações que a SaferNet disponibiliza acessando o site: www.safernet.org.br .

Dicas para o uso consciente e seguro da internet:

  1. Verifique as configurações de privacidade nas redes sociais e atualize-as sempre que necessário. Não deixe dados pessoais acessíveis a desconhecidos.
  2. Utilize sites seguros sempre que possível, por exemplo, aqueles que possuem https (navegação criptografada), porque as informações enviadas para esses sites é mais segura.
  3. Se não tiver tempo de ler todos os termos e condições quando realizar o registro em um site novo, recorra a ferramentas tais como EULAlyzer. Esse tipo de programa analisa as licenças.
  4. Todos são responsáveis por denunciar conteúdos impróprios encontrados na web. Faça a sua parte!
  5. Lembre-se que as relações estabelecidas na internet merecem os mesmos cuidados tomados no contato pessoal. Portanto, não revele a estranhos informações pessoais, nem deixe seus dados salvos em alguma conversa ou e-mail. Você pode perder este dispositivo, ou ter algum tipo de desentendimento com o a pessoa que você enviou tais informações.
  6. Se tiver algo de intimo ou sigiloso para dizer a alguém e queira guardar segredo, fale pessoalmente, ou faça uma chamada. Sistemas de mensagem de texto, vídeo e áudio podem ser facilmente copiados ou compartilhados.
  7. É fundamental pensar antes de publicar algum conteúdo. Controle o que e pra quem você publica. Em algumas redes sociais você pode escolher o que quer tornar público e o que somente seus amigos podem ver.
  8. Evite dar endereços de lugares onde frequenta, mora ou estuda. Muito cuidado também com o Check-in.
  9. Evite fazer videochamadas com estranhos. Sua imagem pode ser manipulada e você ser ameaçado de ter essa foto montada em situações humilhantes e divulgada entre amigos e familiares.
  10. Não se deixe fotografar em cenas comprometedoras, nem mesmo envie qualquer foto sua a uma terceira pessoa. Por mais que confie em quem está recebendo o material, o conteúdo pode cair em mãos erradas.
  11. Opte por gravar conversas quando se sentir ameaçado. Bloqueie o contato dos agressores no celular, chat, e-mail e rede de relacionamento.
  12. Utilize senhas fortes, mesclando números, letras e outros caracteres. Não compartilhe suas senhas com ninguém. Não repita suas senhas e, caso precise armazená-las, que seja em local protegido. Serviços oferecem ‘tokens’ no celular para dificultar roubo de senhas.
  13. Coloque uma senha em sua rede wi-fi e troque a senha padrão do roteador.
  14. Instale um antivírus em seu computador e o mantenha devidamente atualizado. Habitue-se ainda a manter as mais recentes atualizações disponíveis do fabricante do sistema operacional.
  15. Bloqueie suas telas sempre que se ausentar do computador e acostume-se a fechar sua sessão ao utilizar computadores públicos, ou então, use o modo anônimo do seu navegador preferido.
  16. Faça operações que envolvam senha apenas em dispositivos pessoais.
  17. Aprenda a deletar ou bloquear as informações do smartphone de forma remota, em caso de roubo, você pode manter seus dados seguros.
Powered by Rock Convert

Ferramentas de Segurança

Além disso, é importante usar ferramentas que proporcionam o uso da internet mais segura. No Guia de TI para Pequenas e Médias Empresas que lançamos à pouco tempo, listamos inúmeras soluções que podem ajudar você e sua empresa à manter o uso da internet mais segura. Alguns dos tópicos abordados são:

  1. Backup
  2. Antivírus e Antimalware
  3. Roteadores e Switches
  4. Firewall e Controle de Acesso à Internet
  5. VPN – Rede Virtual Privada
  6. Serviços de Domínio Active Directory
  7. Suíte de Escritório
  8. Armazenamento de Arquivos
  9. E-mail Empresarial
  10. Comunicação Corporativa
  11. Gestão de Atividades e Processos
  12. Helpdesk e Gestão de Atendimentos
  13. Videoconferência

Você pode acessar quando quiser, ou baixar o eBook, é totalmente gratuito.

Findando este artigo, esperamos contribuir para que seus dados e informações sejam de apenas sua propriedade, bem como os da sua empresa.

Até a próxima!

Qual a importância da TI nas pequenas e médias empresas?

Para ajudar o profissional de TI das pequenas e médias empresas, ao final deste artigo está disponível o Guia de TI.

Vivemos na era da tecnologia da informação nas empresas. Quase todas as atividades que realizamos em algum momento são auxiliadas pelo uso de computadores, rede de transmissão de dados, softwares, enfim, uma infinidade de aparatos tecnológicos que facilitam nosso trabalho, otimizando atividades cotidianas e nos aproxima das pessoas, principalmente nesse momento de distanciamento social.

Tecnologia de informação (ou simplesmente TI) é um conjunto de tecnologias utilizadas para o processamento e armazenamento de dados e comunicação entre pessoas e organizações. Com uso de computadores, softwares, redes, internet e envolvimento de profissionais especializados, a TI tem como premissa fazer com que essas atividades sejam elaboradas de forma cada vez mais rápida, inteligente e segura.

A área tem inúmeras especializações e atuações específicas. Porém, em pequenas e médias empresas nem todas as áreas e cargos são bem definidos, e nem todos os profissionais têm conhecimento sobre todas as ferramentas que podem auxiliá-lo como responsável técnico. Neste artigo, trouxemos um Guia de TI para pequenas e médias empresas e muitas outras informações relevantes para a área.

Como é a TI nas pequenas e médias empresas?

Como é a TI nas pequenas e médias empresas?

Apesar da Tecnologia da Informação representar um papel importante na estratégia de negócio de uma empresa, grande parte das organizações ainda não possuem essa visão.

Muitas ainda utilizam a Tecnologia da Informação apenas como uma ferramenta de suporte em uma necessidade específica. Especialmente nas pequenas e médias empresas, os computadores e arquivos digitais costumam não ter nenhum tipo de proteção corporativa, sistema de backup regular, meios de controle de navegação, dentre muitas outras ferramentas.

Os empresários e gestores devem ter em mente que com a evolução da tecnologia, mais de 90% dos processos empresariais são realizados digitalmente. Nada seria mais lógico do que investir em TI de maneira inteligente.

Por que empresas devem investir em Tecnologia da Informação?

tecnologia da informação empresas

Uma vez que a TI faz parte da estratégia da empresa e grande parte dos processos internos da organização é induzida pela TI, é essencial garantir segurança de dados.

Mesmo em pequenas empresas, ter uma infraestrutura de TI irá garantir vários benefícios:

  • Proteção contra vírus, ataques de hackers e vazamento de informações;
  • Rapidez nos processos por ter um sistema fluído e ágil;
  • Diminuição ou extinção de problemas de queda de sistema ou indisponibilidade de recursos digitais;
  • Melhoria na produtividade e aproveitamento do tempo dos diretores e funcionários;
  • Automatização de processos que sem a TI seriam feitos manualmente;
  • Melhoria na comunicação e definição de metas, processos e tarefas;
  • Diminuição do impacto devido ao distanciamento social;

Segundo pesquisa feita pelo Instituto Ponemon, o Brasil é o país mais propenso a sofrer vazamentos de dados em todo o mundo. Segundo a notícia, 63% das pequenas e médias empresas no Brasil sofreram algum incidente com vazamento de dados em 2019.

Veja a seguir os problemas mais comuns nas organizações que não contam com a tecnologia da informação como aliada em seus negócios.

Problemas comuns nas pequenas e médias empresas

Problemas comuns nas pequenas e médias empresas

Contar com hardwares e softwares desatualizados

Financeiro ou falta de conhecimento, são os motivos mais comuns para que empresas usem máquinas e programas que já estão desatualizados. Além de antigos, estes têm o risco de falharem e isso pode causar grandes prejuízos para a empresa.

Ignorar o Backup

O agrupamento e armazenamento seguro de informações é um dos recursos mais utilizados pelas empresas. Dados de clientes, planilhas, projetos, recursos e todas as informações digitais ficam armazenadas e integradas com a rede. Algo que era feito de forma física, ocupando espaço e dificultando o acesso.

Não fazer backup regularmente de forma efetiva e segura na empresa é algo extremamente preocupante. Além dos arquivos de operação da empresa, os clientes precisam se sentir seguros para confiar seus dados ao seu negócio. Além de arquivos perdidos, a falta de backup vai fazer com que exista uma perda financeira.

Falta de segurança

Como falamos aqui em nosso blog, empresas brasileiras têm se tornado alvos de ataques virtuais devido a vulnerabilidades dos seus sistemas informatizados. Esse cenário se agravou com grande parte da equipe nas empresas trabalhando em home office sem nenhuma ferramenta de controle e segurança em suas residências. Para que a empresa não se torne uma vítima de criminosos, é importantíssimo investir na segurança da informação.

Lentidão da internet

Em um mundo onde tudo e todos estão conectados grande parte do tempo, é imprescindível que qualquer empresa que queira ter uma imagem forte em frente ao mercado, tenha uma boa conexão com a internet 24 horas por dia. Problemas relacionados à conectividade e lentidão de sistemas, então entre os que dão mais dor de cabeça e perda de faturamento nas pequenas e médias empresas.

Ineficiência na área de TI

Uma das áreas que existe preocupação apenas quando os problemas aparecem, é a de TI. A grande maioria das pequenas e médias empresas não possui uma preocupação relevante em relação ao funcionamento adequado de processos, serviços e sistemas de tecnologia, lembrando apenas que tudo deve funcionar perfeitamente quando a tecnologia não os deixa trabalhar.

Mas, devemos lembrar que muitas empresas contam com profissionais despreparados, ou com ainda, pouco conhecimento. Parece algo pequeno, mas uma solução simples nem sempre é resolvida rapidamente e em grande parte das vezes, deixa os diretores muito irritados.

Muitos desses problemas de tecnologia da informação podem ser solucionados de forma rápida dentro das pequenas e médias empresas. Abaixo, falaremos sobre um material dedicado para a área de TI e que pode ajudar muitos profissionais a resolver os problemas mais comuns dentro das empresas.

Guia de TI para pequenas e médias empresas

O mercado de tecnologia da informação nas empresas é caracterizado por grande dinamismo, evolução constante e vem se tornando cada dia mais ativo no cotidiano da sociedade.

Com recursos humanos como seu principal capital e motor de desenvolvimento, o uso da tecnologia vê frequentes inovações e oferece múltiplas possibilidades de inserção do profissional da área no mercado de trabalho como: software, hardware ou na prestação de serviços.

Levando em consideração as atualizações e evolução constante na área, o profissional de TI necessita estar qualificado e atualizado tecnologicamente para atender às crescentes demandas do setor e prosperar na carreira. Conhecer as características, ferramentas, e informações necessárias para facilitar processos, é o que se espera desse profissional, tornando tais conhecimentos como fundamentais.

O Guia de TI para Pequenas e Médias Empresas desenvolvido pela Lumiun, é uma contribuição para o setor, que, têm grande afinidade com a empresa. Sendo assim, pretendemos ajudar o profissional de TI à exercer seu trabalho de forma mais eficaz nas pequenas empresas.

Powered by Rock Convert

O material aborda os seguintes temas:

  • Backup
  • Antivírus e Antimalware
  • Roteadores e Switches
  • Firewall e Controle de Acesso à Internet
  • VPN – Rede Virtual Privada
  • Serviços de Domínio Active Directory
  • Suíte de Escritório
  • Armazenamento de Arquivos
  • E-mail Empresarial
  • Comunicação Corporativa
  • Gestão de Atividades e Processos
  • Helpdesk e Gestão de Atendimentos
  • Videoconferência

Você pode acessar a página do guia quando quiser, ou baixar o e-book e enviar para seus colegas e amigos.

Para Empresas: Como Bloquear Sites de Pornografia

Sabemos que a pornografia é responsável por um grande volume de acessos na internet do mundo inteiro. São diversos sites, disponíveis 24 horas, todos os dias da semana e atendendo aos gostos pessoais de cada usuário através de mídias como fotos ou vídeos, e em alguns casos, salas online ao vivo.

O problema é que esse conteúdo explícito está acessível muito facilmente para qualquer adulto, adolescente ou criança. Basta ter um dispositivo eletrônico, como celular ou computador, conectado a internet e pronto, o material já fica disponível gratuitamente para todos.

Além de ser um conteúdo proibido para menores, grande parte desses sites estão carregados com arquivos maliciosos que danificam o seu computador e podem criar problemas gigantescos. Vírus, trojans, malwares como ransomware são apenas alguns dos malefícios que sites de conteúdo pornográfico e erótico podem causar.

Pior ainda, é quando esse tipo de conteúdo é acessado pelos funcionários através dos dispositivos e internet da empresa. Além de prejudicar a produtividade e foco da equipe, pode causar prejuízos enormes com ataques que roubam informações sensíveis da companhia.

Mas fique calmo, neste artigo vou mostrar para você como bloquear o acesso a sites de pornografia na empresa de diversas formas. Existem formas práticas, rápidas, eficientes e analíticas para que seus funcionários e empresa se mantenham seguros e produtivos.

Bloquear sites de pornografia no Google Chrome

Para fazer o bloqueio de sites pornográficos no Google Chrome exige a instalação de uma extensão. Existem várias extensões que podem fazer esse bloqueio, mas a minha indicação é a Block Site. Para instalar basta acessar o site e clicar no botão azul Usar no Chrome e logo após a instalação aceitar os termos, clicando no botão verde.

Block Site no Chrome
Termos do Block Site

Um novo ícone vermelho será adicionado ao lado da barra de URL. Clique sobre ele para exibir uma aba, selecione o menu Categories e ative a opção Adult.

Ativar categoria Adult

Qualquer usuário que tentar acessar um site adulto através do navegador será redirecionado para uma página de bloqueio como essa abaixo, detalhando o site bloqueado e sua categoria.

Página de bloqueio do Block Site

Bloquear sites de pornografia no Windows

Alterando o servidor DNS, sistema de gerenciamento de recurso conectado à internet, é possível fazer o bloqueio de sites que contenham pornografia, nudez ou conteúdo adulto em seu Windows.

Primeiro, aperte a tecla Windows, digite “Painel de Controle” e clique em abrir.

Painel de controle

Na janela que abrir clique em “Exibir o status e as tarefas da rede” da seção Rede e Internet.

Clique na opção Conexões: Ethernet, se tiver usando cabo, ou Conexões Wi-fi para internet sem fio.

Na janela que se abrir clique em “Propriedades” → selecione a opção “Protocolo IP Versão 4 (TCP/IPv4)” → clique no botão “Propriedades” → selecione a opção “Usar os seguintes endereços de servidor DNS” → e digite os endereços IPs dos serviços DNS.

Propriedades de Protocolo IP Versão 4

Para os endereços de DNS, sugiro duas opções gratuitas:

  • FamilyShield
    • Servidor DNS preferencial: 208.67.222.123
    • Servidor DNS alternativo: 208.67.220.123
  • Cloudflare
    • Servidor DNS preferencial: 1.1.1.3
    • Servidor DNS alternativo: 1.0.0.3

Bloquear sites de pornografia para toda rede

bloquear sites de pornografia

Se o seu objetivo é bloquear os sites pornográficos para todos os dispositivos que conectam na rede da sua empresa, basta utilizar os mesmos serviços sugeridos no tópico anterior, FamilyShield ou Cloudflare, na borda da sua rede alterando as configurações do roteador.

Isso significa que toda a sua rede funcionará baseada no servidor DNS que você definir. PCs, smartphones, tablets, consoles, enfim, todo mundo vai usar automaticamente. Esse tipo de configuração vai livrar você do trabalho de configurar em cada um dos aparelhos conectados à rede.

Para isso, acesse a interface administrativa do seu roteador. Normalmente as informações para acessar a interface administrativa do seu roteador se encontra na parte de baixo do aparelho. Se não for o caso, pesquise na internet “como acessar interface administrativa do roteador Modelo do Roteador“.

Na interface administrativa, você encontrará o menu de configuração do servidor DNS na seção WAN do roteador. Se não encontrar, ou não houver WAN, pesquise por essa opção nas seções LAN, DHCP ou Internet.

Como restringir os resultados explícitos nos buscadores

Como já escrevemos em outro artigo, os principais buscadores como Google e Bing possuem um recurso chamado SafeSearch (Busca Protegida). Este, permite ao usuário filtrar os resultados de buscas do Google, Bing e também Youtube para impedir que conteúdo explícito seja exibido. Com o recurso habilitado, os resultados são filtrados e grande parte do conteúdo impróprio é bloqueado.

A ideia de ativar a busca protegida para os dispositivos da sua empresa é muito boa, pois sabemos que os buscadores são a ponte para acesso aos sites impróprios. Além disso, o filtro é especialmente útil para inibir a perda de tempo e produtividade dos colaboradores dentro das pequenas e médias empresas, gerando melhor engajamento e aproveitamento do tempo de trabalho.

A configuração do SafeSearch é muito simples, e pode ser feita direto no navegador, através das configurações da sua conta no Google, os passos para ativar a SafeSearch no Google são:

  1. Acesse a página Configurações de pesquisa.
  2. Na seção “Filtros do SafeSearch”, marque ou desmarque a opção localizada ao lado da opção “Ativar SafeSearch”.
  3. Na parte inferior da página, clique em Salvar.

Dessa forma o serviço ficará ativado para a conta do Google à qual foi realizada a configuração. Você também pode ativar o serviço no Bing, dispositivos com Android ou no seu iPhone e iPad.

Pontos negativos das opções acima

bloquear sites de pornografia

Você acabou de conhecer as principais formas para bloquear sites pornográficos na sua empresa. Porém, como nem tudo são flores, existem alguns pontos negativos nessas opções acima. Vamos conhecer cada ponto.

Pontos negativos da extensão no Google Chrome:

  • O usuário pode facilmente desativar ou desinstalar a extensão
  • O usuário pode utilizar outro navegador como o Firefox, IE, Opera ou Microsoft Edge
  • Muito trabalho para instalar a extensão em cada navegador dos computadores da empresa

Pontos negativos no Windows:

  • Se o usuário tiver permissão, pode alterar as configurações do servidor DNS
  • Muito trabalho para configurar o servidor DNS em cada máquina com Windows
  • A configuração deve ser refeita, caso formatar o computador

Pontos negativos na configuração do roteador:

  • Os serviços utilizados podem bloquear sites que normalmente sejam úteis e não há opção para liberar
  • O usuário pode alterar as configurações DNS no seu dispositivo e burlar o controle
  • Não existem relatórios analíticos para acompanhar o desempenho e eficácia dos acessos restritos

Pontos negativos do SafeSearch:

  • Os mesmos pontos do Windows

Como vimos, estes métodos são todos tradicionais e portanto não são tão eficazes para empresas que possuem muitos dispositivos conectados à rede.

Mas tenha calma! Vou mostrar agora uma forma de contornar todos os pontos negativos e continuar bloqueando sites impróprios na sua empresa para todos os dispositivos.

Como bloquear de forma eficiente e replicável

Antes de mostrar a solução, gostaria de deixar uma dica importante. Sabemos que existem várias ferramentas e softwares para restringir o acesso a sites impróprios dentro de uma empresa. Mas, algo muito importante que uma ferramenta não faz, é educar os colaboradores. Para gestores, é de extrema importância educar sua equipe para seguirem uma série de procedimentos básicos e simples que vão manter os equipamentos livres de qualquer risco.

Dito isso, vamos à solução que vai ajudar no bloqueio de sites pornográficos de forma fácil, eficiente, replicável e analítica.

Estou falando do serviço Lumiun! O Lumiun é um serviço que faz a gestão do acesso à internet nas empresas de pequeno e médio porte. Basta instalar o equipamento Lumiun Box na rede que desejar controlar e pronto! Todos os acessos de qualquer dispositivo conectado na rede da empresa serão monitorados através de uma única plataforma em nuvem. Isso mesmo, você pode acompanhar de qualquer lugar o que os colaboradores estão acessando. Tem mais, de forma fácil é possível aplicar políticas de acessos para melhorar a produtividade e segurança da empresa.

Com o Lumiun, é muito fácil fazer o bloqueio de sites pornográficos. Basta acessar o menu principal Controle de AcessoCategorias de Sites, selecionar o grupo de equipamentos, procurar pela categoria Pornografia e nudez e clicar no botão bloquear.

Categorias do Lumiun

A partir disso, se algum equipamento do grupo selecionado tentar acessar um site pornográfico será redirecionado para uma página de bloqueio.

Página de Bloqueio do Lumiun

Além da categoria Pornografia e nudez, o Lumiun disponibiliza também outras 33 categorias para otimizar o controle de acesso na sua empresa. Categorias como Redes Sociais, Jogos e Apostas e Compras são os mais utilizados para aumentar a produtividade dos colaboradores. Já as categorias Botnet, Hacking, Malware e Phishing são especificamente para bloquear os sites considerados nocivos.

Uma característica interessante é a possibilidade de liberar o acesso por horários. Por exemplo, você pode configurar o bloqueio das redes sociais e liberar o acesso em alguns intervalos curtos durante o dia.

E ainda, através do Lumiun é possível ativar o SafeSearch do Google, Bing e Youtube de forma muito fácil para todos os equipamentos da rede.

SafeSearch do Lumiun

Como obter relatórios analíticos sobre os acessos

Com o Lumiun, fica fácil visualizar os acessos à internet na sua empresa. No menu principal Relatórios, você encontra várias opções como Acessos em tempo real, Segurança, Sites mais acessados, Categorias mais acessadas e muito mais.

Para saber detalhes dos acessos à pornografia, basta acessar o relatório Sites acessados e filtrar pela categoria “Pornografia e nudez”.

Sites acessados da categoria Pornografia

É possível também ter mais informações através do relatório de uma única aplicação.

Relatório de uma aplicação do Lumiun
Gráfico de uma aplicação do Lumiun

Através dos relatórios analíticos do Lumiun fica fácil para o gestor tomar decisões para melhorar a segurança e produtividade da empresa.

Para saber mais sobre o Lumiun, fale com um consultor e agende uma demonstração, sem compromisso.

Uso indevido do celular no trabalho pode causar demissão por justa causa

Para os profissionais que utilizam constantemente o celular no ambiente de trabalho, é importante saber que esse uso exagerado pode colocar em risco o seu emprego, afinal, segundo a legislação brasileira, a demissão por justa causa devido ao uso do celular no trabalho é válida.

Atualmente, a Justiça do Trabalho entende que as empresas podem demitir o colaborador que faz uso indevido do aparelho celular e de aplicativos como WhatsApp, Facebook, Instagram, Twitter e vários outros serviços nos smartphones, durante o expediente.

Nesses casos, inclusive, a demissão pode ser por justa causa, fazendo com que o empregado perca acesso a vários direitos trabalhistas, como a multa do Fundo de Garantia. Além disso, essa demissão também prejudica a imagem do profissional no mercado de trabalho.

Para o Judiciário, segundo art. 482 da CLT (que trata de dispensa por justa causa), as empresas têm respaldo jurídico e legal para controlar ou mesmo proibir o uso de aparelhos celulares no ambiente de trabalho, da mesma forma que podem controlar o uso da Internet dos seus colaboradores, desde que exista a ciência desse controle por parte dos colaboradores da empresa.

Segundo o advogado especialista em direito e processos do trabalho, Guilherme Neuenschwander, caso não esteja expressamente escrito que é proibido, o que vale nessa instância é a lei trabalhista. “A lei trabalhista tem a possibilidade de aplicar medidas coercitivas no ambiente de trabalho quando houver abuso de direito. A chave é o profissional não deixar o celular atrapalhar a produtividade, tendo em mente que foi contratado para exercer tarefas específicas e que precisa cumpri-las”, esclarece o advogado.

Legislação, direitos e uso indevido do celular

celular no trabalho justa causa

O uso indevido da internet pelos colaboradores pode comprometer e muito a produtividade da empresa. Esse desperdício de tempo pode ocorrer de inúmeras maneiras, no acesso a redes sociais como Facebook ou Instagram, acesso ao e-mail pessoal, serviços de comunicação como WhatsApp ou Telegram, sites de entretenimento, compras, esporte, entre outros. Segundo a pesquisa que publicamos em outro artigo em nosso blog, os trabalhadores são interrompidos em média 14 vezes por dia por causa dessas ferramentas da internet e a cada interrupção o funcionário leva em média 20 minutos para voltar à tarefa original. Inclusive, falamos sobre o controle de acesso à internet nas empresas em nosso blog, mencionando o que deve ou não ser bloqueado.

Para amenizar tais problemas, os gestores devem primeiramente formalizar e deixar as regras transparentes para todos os colaboradores em um documento específico, como esse modelo de documento sobre política de uso da internet e celulares nas empresas. Há também um modelo de documento específico sobre a política de uso do celular na empresa.

Powered by Rock Convert

Caso os colaboradores não cumpram as regras, o ideal é aplicar advertências e penalidades, a demissão por justa causa deve ser a última alternativa, somente quando os profissionais não quiserem aceitar ou cumprir as determinações de uso do celular no trabalho impostas pela empresa.

No Brasil

No Brasil ainda não existem leis específicas sobre o uso do celular e da internet no trabalho, mas a Justiça entende que no ambiente corporativo, o tempo dos colaboradores deve se restringir a atividades relacionadas ao trabalho e vinculadas à empresa.

Com isso, qualquer atividade pessoal pode ser considerada desvio de conduta. Portanto, é coerente aos profissionais respeitar as regras da empresa com o objetivo de manter e aumentar a produtividade da equipe e evitar demissões.

Dessa forma, entendemos que as organizações têm liberdade e autonomia quanto a restringir o uso do celular e sobre a política de uso dos aparelhos e da internet no trabalho.

Mas independente de qual seja essa política da empresa, o profissional deve ter critérios e prezar pelo seu bom desempenho profissional, evitando o uso exagerado do celular e seus aplicativos, mantendo assim a sua boa produtividade e levando à empresa melhores resultados.

Casos com uso do celular

celular no trabalho justa causa

Em decisão recente, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) não concedeu indenização a um profissional que teve a mão esmagada por uma “prensa” ao tentar pegar o aparelho celular que deixou cair no equipamento. Na decisão, a relatora do processo considerou que o empregado agiu de forma imprudente.

Em outro caso julgado pelo TST, um operador de telemarketing teve a demissão por justa causa mantida por insubordinação e indisciplina ao usar o celular no trabalho, o que era proibido pela empresa onde trabalhava.

Devo proibir o uso do celular na minha empresa?

Hoje a grande maioria da população possui um aparelho móvel com internet e acesso às redes sociais, entretenimento, informações e muito mais. Assuntos de cunho pessoal, conversas aleatórias, muitas vezes acabam parando dentro da sua empresa e isso faz com que o tempo dos colaboradores seja desperdiçado e as tarefas trabalhistas fiquem em segundo plano.

Acredito que tenha percebido que na sua empresa essa dispersão existe, e é de grande relevância que estabeleça regras de utilização ou até mesmo a proibição, visando maior produtividade.

Porém, para toda escolha existe uma renúncia, principalmente quando a área de atuação da sua empresa não tenha em momento algum o celular como ferramenta de trabalho. Se você escolher a proibição, talvez tenha problemas de ansiedade e bem-estar dos funcionários. Se sua escolha for de liberação total, manterá os problemas que provavelmente tem, de produtividade e concentração.

No entanto, você também pode utilizar uma ferramenta de gestão de internet, que auxilia para que os colaboradores não tenham um acesso completo à internet no celular, e sim conforme forem estabelecidas as permissões de acesso por sites, ou por horários, por você gestor.

Como restringir o uso da internet e celulares?

celular no trabalho justa causa

Antes de tudo, gestores e colaboradores devem ter bom senso e buscar o equilíbrio. É possível definir restrições e ao mesmo tempo permitir alguns serviços e horários em que os colaboradores possam realizar atividades pessoais importantes na internet, evitando assim o uso indevido do celular e uma possível demissão.

Mas é imprescindível saber que a legislação reserva às organizações o direito de monitorar, restringir e criar regras para evitar a perda de produtividade dos seus colaboradores., inclusive, a demissão por justa causa pelo uso do celular no trabalho.

Ao aplicar qualquer tipo de controle, é necessário que a empresa informe o colaborador, formalizando esse procedimento através de um documento que descreva a política de uso da internet e celulares na empresa, o que comprova a ciência do colaborador.

Além de restringir o uso e acesso ao celular, é possível implementar regras e controlar os aplicativos usados, utilizando serviços de gerenciamento do uso da Internet, como o Lumiun.

E na sua empresa, de que forma é encarado o uso do celular e da internet pelos colaboradores? Compartilhe sua experiência e opinião nos comentários.

Como monitorar o acesso à internet no trabalho remoto

O cenário pandêmico atual fez com que grande parte das empresas adotassem o home office para parte ou toda a equipe. Mas, se a produtividade já era prejudicada na forma de trabalho convencional, se tornou ainda pior com o trabalho remoto. Os funcionários estão em suas casas, sem nenhum tipo de supervisão e controle, e muitas vezes fazendo acesso remoto sem nenhuma ferramenta de segurança.

A VPN é uma ótima maneira de acessar remotamente os arquivos e dados de um equipamento da sua empresa e também navegar na internet de forma segura, portanto, uma ferramenta para evitar ataques cibernéticos, solucionando problemas de segurança. Além disso, com a VPN Empresarial do Lumiun, é possível fazer também o controle de acesso à internet dos funcionários que estão trabalhando em casa.

Ao longo das últimas semanas falamos bastante sobre a VPN:

Para tranquilidade dos gestores, existe a possibilidade de monitorar o acesso remoto para aumentar a produtividade da equipe. Você deve estar se perguntando como isso pode ser feito? Vou explicar, de uma forma bem simples, a seguir.

Estabelecer uma conexão VPN

monitorar acesso remoto

Para monitorar o acesso remoto, o passo inicial é estabelecer uma conexão VPN nos equipamentos de toda a equipe que está em home office. Montamos um guia com todas as etapas para que você consiga efetuar a conexão de uma forma bem simples.

Powered by Rock Convert

Após estabelecer a conexão VPN, o computador do usuário que está em casa ou em algum outro local fora das dependências da empresa, estará conectado à rede interna. Com isso poderá estabelecer uma conexão de área de trabalho remota ao computador que está ligado na rede da empresa, e também poderá acessar os arquivos e sistemas dos servidores e computadores da rede interna de uma forma mais segura.

Painel de controle do Lumiun

Para que você consiga monitorar quais usuários estão conectados via VPN e também quais sites o usuário está acessando, você deve fazer o login no painel de controle do Lumiun com uma conta de usuário Administrador.

monitorar acesso remoto

Permissões

Para que um usuário possa fazer a conexão VPN, é necessário que você, como administrador, faça a liberação da conexão.

monitorar acesso remoto

Já no painel da VPN Empresarial do Lumiun, habilite a VPN e os usuários que tem permissão para tal conexão.

monitorar acesso remoto

Monitoramento

Você pode monitorar quais usuários estabeleceram uma conexão VPN. Dessa forma, é possível saber quais estão conectados ao servidor ou equipamentos da empresa.

monitorar acesso remoto

Controle de Acesso

É aqui que a mágica acontece. O usuário que estabelecer uma conexão VPN Empresarial do Lumiun terá todos os acessos a qualquer tipo de site monitorados. No painel de controle do Lumiun, existe um relatório em tempo real dos acessos por usuário.

Regras de acesso

Além do monitoramento, é possível para o diretor ou responsável técnico, definir regras de acesso a sites específicos e também, em horários específicos.

Veja que você pode determinar quais sites não poderão ser acessados. Dessa forma, o bloqueio de acesso é feito automaticamente, sem a possibilidade de quebra da regra.

Além disso, você pode determinar em quais horários o acesso a redes sociais por exemplo, estão liberados para acesso. Suponhamos que o intervalo de trabalho durante a tarde, segundo as diretrizes da sua empresa, é entre as 16:00 e 16:30. O acesso aos sites que não estão no escopo de trabalho, serão liberados apenas nesse horário, como você pode ver na imagem abaixo.

Segurança

Além de monitorar o acesso remoto, melhorando o foco e a distração dos funcionários, o controle de acesso a sites por regras, inibe o acesso a sites nocivos e download de arquivos maliciosos. O equipamento que o funcionário está fazendo o acesso fica mais protegido, bem como os dados e informações da empresa que ali estão armazenados.

Conclusão

Sabemos que no cenário econômico atual do país, existem inúmeras preocupações. Mas acredito que a segurança de dados nas empresas pode estar fragilizada, com tantos profissionais trabalhando remotamente e fazendo acesso remoto a dados sensíveis da empresa. Além disso, tenho visto muitos empresários de vários ramos diferentes preocupados com a produtividade que está sendo reduzida pouco a pouco com a falta de controle de acesso no trabalho remoto. Dessa forma, acredito que este artigo tenha solucionado dúvidas e servido como “alívio” de uma preocupação relevante de empresários e responsáveis técnicos.

Até a próxima!