Veja 7 itens básicos de segurança de dados. Quais sua empresa usa?

Manter a segurança de dados é uma das estratégias de gestão de negócios que não pode ser deixada de lado, levando em consideração as diversas ferramentas de proteção, mas principalmente, a quantidade de ataques existentes hoje, com o uso diário da internet pelas empresas.

Vejo muitos gestores preocupados com segurança da informação apenas depois que já sofreram algum tipo de ataque. Muitos procuram sobre o assunto e encontram nosso blog.

O que nem todas fazem, é implementar um sistema básico de segurança, identificando possíveis pontos frágeis e agindo de forma proativa na correção das brechas.

Neste artigo, vamos falar sobre os princípios da segurança da informação e as soluções mais comuns e essenciais para proteger os dados da empresa.

Quais os princípios da segurança da informação?

ferramentas de segurança de dados

Para entender o que representa a segurança da informação, é necessário conhecer seus princípios básicos e suas características.

Confidencialidade

É o caráter de fidedignidade da informação. Deve ser assegurada ao usuário a boa qualidade da informação com a qual ele estará trabalhando.

Integridade

É a garantia de que a informação estará completa, exata e preservada contra alterações indevidas, fraudes ou até mesmo contra a sua destruição.

Assim, são evitadas violações da informação, sejam elas de forma acidental ou mesmo proposital.

Disponibilidade

É a certeza de que a informação estará acessível e disponível em escala contínua para as pessoas autorizadas.

Hoje em dia, a nuvem e os mecanismos de acesso remoto, tornam possível a disponibilidade da informação de qualquer lugar e horário.

Autenticidade

É saber, por meio de registro apropriado, quem realizou acessos, atualizações e exclusões de informações, de modo que haja confirmação da sua autoria e originalidade.

Como vimos acima, a segurança da informação abrange alguns aspectos que devem estar no plano de implantação dos seus sistemas de segurança de dados das empresas. Inclusive, tais aspectos, fazem parte da premissa básica da Lei Geral de Proteção de Dados, muito difundida nos portais de notícias e aqui no blog.

A seguir, veremos quais as ferramentas fundamentais e básicas para uma segurança de dados eficiente no ambiente corporativo.

Quais os itens básicos de segurança da informação para empresas?

ferramentas de segurança de dados

Empresários entendem que os dados da empresa são importantes. Informações a respeito dos produtos ou serviços oferecidos, nomes e documentos dos colaboradores, faturamento, contabilidade, entre muitos outros, estão disponíveis nos sistemas utilizados.

Por se tratar de informações altamente sensíveis, muitos gestores estão à procura de ferramentas de segurança que protejam os dados contra ataques cibernéticos e que possam ficar alinhados com a LGPD.

Sem um sistema de proteção básico, simples falhas podem causar um enorme estrago, que vai desde a exposição dos valores financeiros movimentados, perda de dados de clientes, até, sequestro de dados, solicitando o pagamento de um valor alto para devolução ou desbloqueio de tais dados.

Todas as informações são consideradas patrimônio do negócio. Nesse sentido, é de extrema importância que sejam preservadas por meio de ferramentas e práticas de segurança da informação, como as listadas a seguir.

1 – Fazer o mapeamento de fragilidades

Identificar na rede da sua empresa de onde podem vir ameaças pode facilitar bastante seu processo de implementação de uma segurança de dados eficiente. Agrupando os dados, é possível identificar o panorama de quais pontos fracos são considerados pequenos e quais merecem mais e imediata atenção.

Para identificar possíveis problemas na rede de internet, existem testes de segurança e vulnerabilidade da rede de internet.

Alguns deles se baseiam em liberações de acessos à sites considerados nocivos, enquanto outros, fazem testes de abertura de portas nos equipamentos e infecção de vírus.

Inclusive, escrevi outro artigo aqui no blog com informações mais detalhadas sobre o tema.

2 – Manter equipamentos e sistemas atualizados

Equipamentos e sistemas passam por evolução tecnológica contínua e precisam ser substituídos e atualizados periodicamente. Além disso, na aquisição de tais ferramentas, deve-se levar em conta os aspectos de qualidade e desempenho compatíveis com o uso da empresa, para que trabalhem de forma que atenda perfeitamente as necessidades da empresa, sem sobre carregamentos, falhas ou defeitos por uso inadequado.

Além disso, existe o fator “originalidade”. Muitas empresas hoje optam por utilizar ferramentas piratas para diminuição de custos. Porém, esse costume podem acarretar em diversos problemas, principalmente de segurança de dados, afinal, são versões modificadas do original, onde foram retiradas principalmente funcionalidades de segurança e verificação de originalidade.

Para sistemas operacionais a lógica é a mesma. Atualizados, contém melhorias de segurança além de novas funcionalidades, conforme vão surgindo novas formas de invasão e brechas de segurança.

Portanto, manter os equipamentos e sistemas da empresa atualizados são um dos pontos principais para uma segurança de dados eficiente nas empresas, pois são utilizadas massivamente todos os dias.

3 – Estruturar um sistema de backup

Nunca é demais relembrar a importância de ter um backup confiável, a partir do qual possam ser recuperados os dados importantes após qualquer incidente.

Em alguns tipos de ataque, como por exemplo o ransomware, que bloqueia os dados até o pagamento de um resgate, a principal maneira de solucionar o problema passa por restaurar os dados da empresa a partir de uma cópia de backup.

A estratégia de backup deve ser implementada de maneira que haja uma cópia de segurança mantida em um local desconectado do local original dos dados. Se a cópia de segurança for feita em um disco adicional constantemente conectado ao servidor ou à rede onde ficam os dados originais, no caso específico do ransomware, é possível que os arquivos do backup também sejam bloqueados no momento do ataque, tornando o backup inútil. É importante ter uma cópia de segurança em local separado do local original em que ficam os dados.

O backup é fundamental na segurança das informações da empresa.

4 – Implementar um sistema de regras de firewall

O firewall é um dispositivo de segurança que controla o fluxo de dados em rede. Com ele é possível filtrar o tráfego, configurando o que deve passar e o que deve ser descartado.

Quando configurado corretamente em uma rede de computadores, o firewall funciona como uma camada adicional de proteção contra ataques externos e aumenta a segurança da rede, equipamentos, sistemas e informações da empresa. Normalmente o firewall é uma das principais defesas no perímetro de uma rede privada, sendo um componente essencial na proteção contra tráfego indesejado e tentativas de invasão.

5 – Elaborar um documento sobre a política de uso da internet nas empresa

Estabelecer diretrizes comportamentais para os membros da organização, referentes às regras de uso dos recursos de tecnologia da informação talvez seja uma das formas mais mais “baratas” de melhorar a segurança de dados.

Essas regras, listadas em documento, assinadas e previstas pelo usuário antes de fazer qualquer uso dos equipamentos da empresa, servem para impedir que colaboradores sem conhecimento, despreparados, negligentes e em alguns casos até mal intencionados, coloquem os dados da empresa em risco, a mercê de criminosos digitais.

Desenvolver uma política de segurança da informação na empresa pode diminuir possíveis gastos e investimentos com medidas corretivas oriundas de ataques cibernéticos.

6 – Fazer o controle de acesso à internet

Fazer o controle do acesso à internet é uma prática comum nas empresas e cada vez mais importante e necessária. Diferentemente da política de segurança da informação, fazer o controle de acesso não requer o bom senso e vontade do funcionário para que o acesso à sites nocivos e fora do escopo de trabalho não sejam acessados.

Na maior parte dos incidentes ou falhas de segurança, a porta de entrada para ataques ou instalação de vírus são usuários que não conseguem identificar possíveis riscos e acabam clicando em mensagens de e-mail falsas ou em links maliciosos na internet.

Portanto, utilizar um sistema de controle de acesso à internet na empresa pode fechar a grande maioria das portas de entrada para hackers na rede da empresa.

Entre as disponíveis no mercado, se destacam algumas soluções para o controle de acesso à internet como, DNS Filter, Lumiun Enterprise, NextDNS e Cisco Umbrella.

Entre as citadas, apenas o Lumiun Enterprise tem suporte totalmente em português do Brasil e pagamento em moeda nacional, que, é um grande diferencial, levando em consideração o crescente valor do dólar.

7 – Utilizar ferramentas de suporte remoto seguro

Com o grande número de profissionais em home office, é bem comum as empresas prestarem algum suporte à estes funcionários de forma remota. Porém, sem os sistemas de proteção da empresa trabalhando a favor do funcionário, os dados e dispositivos nessa ação estarão em risco se não utilizarem ferramentas de suporte remoto seguro.

Entre todas as soluções, a mais utilizada com certeza é a VPN Empresarial.

A sigla “VPN” significa Virtual Private Network, traduzindo Rede Virtual Privada, é uma tecnologia de rede que utiliza a internet para conectar um grupo de computadores e manter a segurança dos dados que trafegam entre eles.

A principal vantagem para uma empresa que utiliza VPN é com certeza o aumento da segurança da informação quando há necessidade de trafegar dados sigilosos entre filiais ou para os funcionários que trabalham remotamente e necessitam acessar dados na rede local.

Portanto, se em algum momento um dos funcionários da empresa faz o acesso remoto aos dados internos da empresa, é de extrema importância utilizar uma conexão VPN, mantendo os dados da empresa protegidos.

Conclusão

Na mesma proporção que atualizações tecnológicas produzem recursos para proteção da informação, abrem novas oportunidades que podem ser aproveitadas por pessoas mal-intencionadas, com o objetivo de realizar crimes cibernéticos, visando obter fama e dinheiro.

Inúmeros casos de violação da segurança de grandes empresas e sistemas são divulgados mensalmente, e precisam ser estudados a fundo para aquisição de novas práticas e soluções de proteção.

Entre todas ferramentas de segurança de dados consideradas fundamentais, citadas acima, quais são usadas na sua empresa? Espero que a resposta não seja preocupante, mas caso for, espero que o material tenha ajudado para que você implemente o maior número delas o mais rápido possível.

Até a próxima!

 

Powered by Rock Convert
Posts Relacionados